O que deve ser levado em consideração na escolha da escola do seu filho?

Escola dos filhos
Foto: Nobel

Conversamos com uma pedagoga que dá 10 dicas que devem ser levadas em consideração na escolha da escola do seu filho.

Com a chegada do fim do ano e início do período de matrículas é comum as famílias se perguntarem quais aspectos devem levar em conta na hora de escolher uma escola para seu filho. O número de escolas é muito grande, escolas públicas e privadas oferecem inúmeras possibilidades para as crianças e adolescentes e muitas vezes não sabemos por onde começar. Pensando nisso fizemos uma entrevista exclusiva com a pedagoga Adriana Corrêa.





Escolhendo a escola do seu filho

A educadora explica o que deve ser levado em conta na hora da decisão da escola. “A escolha incidirá no desenvolvimento dos filhos por, pelo menos, quinze anos de suas vidas, da Educação Infantil ao Ensino Médio. Faça uma visita à escola e conheça as pessoas que lá trabalham, do Porteiro ao Diretor, afinal são essas pessoas que conviverão com seu filho”, explica.curta-fanpage

Adriana diz que os pais devem visitar juntos a escola e tirar todas as dúvidas antes da decisão final. É importante que os pais perguntem sobre:

  1. A formação dos professores. Lembre-se, todos deverão ter, no mínimo, graduação para atuar em sala de aula;
  2. Projeto Político Pedagógico (o documento que expressa toda a proposta pedagógica da escola) da instituição, pois, de acordo com a legislação, todas as instituições públicas e privadas deverão tê-lo;
  3. As concepções pedagógicas da instituição: educação, aprendizaqem, avaliação, currículo, entre outras;
  4. A política de formação continuada de seus professores e funcionários, considerando a carga horária, a forma e quando ocorrem;
  5. A proposta pedagógica e como se materializa na prática;
  6. Como é a matriz curricular, ou seja, os componentes curriculares (disciplinas/matérias) ofertados em cada etapa de ensino;
  7. As línguas estrangeiras que são ofertadas e a partir de que ano;
  8. Os programas curriculares, extracurriculares e projetos institucionais;
  9. As viagens de estudos e quais suas propostas;
  10. A proposta da escola para ampliação do repertório cultural.

A pedagoga ainda diz que é preciso que os pais conheçam os ambientes de aprendizagem do colégio: salas, laboratórios, biblioteca, ambientes específicos para práticas de educação física, esportes e tecnologias.

“Verifique qual a política de atendimento às famílias e a forma de comunicação. Pergunte, também, sobre os encontros de pais, eventos de integração, reuniões com professores, coordenação, entre outras atividades de integração Família/Escola. Esses são alguns dos aspectos a serem observados. É também muito importante sentir segurança na pessoa que realiza o atendimento”, conta.

*Adriana Corrêa, é Pedagoga, Mestre em Educação, Doutoranda em Ciências da Educação pela Universidade do Minho – Portugal. Professora Universitária, foi gestora na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.