Como tornar a mudança de país natural para o seu filho em idade escolar

Mudanca de pais com filhos
Foto: Liesaboutparenting

Como a escola pode e deve aplicar ferramentas de aculturação e como os pais podem ajudar no processo de mudança de país.

Mudar de país é uma experiência fantástica, mas como fazer isso com filhos? É preciso se preparar e tornar a mudança tranquila para os pequenos. Para fazer uma mudança complexa na vida da criança é preciso planejamento e muita preparação dos pais. Confira a entrevista exclusiva que fizemos com a pedagoga Adriana Corrêa para te ajudar nesse processo.





1) Como os pais podem tornar a mudança de país mais tranquila para os filhos?

A mudança de um país para as crianças e adolescentes pode ser extremamente saudável ou completamente desastrosa, dependendo como elas são preparadas para as novas mudanças. Antes de mais nada, os pais devem fazer seus filhos participarem de todo o processo de mudança. Importante que os filhos façam pesquisas na internet sobre o lugar onde vão morar, os costumes, a cultura, as tradições. Quando os filhos participam desse movimento, podem iniciar a ideia de pertença, para que tenham familiaridade com o novo país.

curta-fanpage2) Como é possível tornar a mudança algo bom para criança?

Sem dúvida, mostrando os pontos positivos da mudança, em nível de cultura, de conhecimento de novos amigos, de lugares que poderão conhecer. É importante que os pais serem sempre honestos também, falando sobre algumas dificuldades que poderão encontrar. Afinal, não é possível, esconder que toda mudança gera ansiedade, medo e angústia e que isso faz parte. Dizer que os pais também estão nervosos e ansiosos com a mudança, mas que, se toda a família estiver imbuída do espírito de mudança, se todos estiverem juntos, saberão enfrentar as dificuldades juntos.

3) Faz bem trocar os filhos de escola? Como é possível adaptá-los?

Toda mudança gera sofrimento para crianças e principalmente para os adolescentes. O período de adaptação é diferente para cada um. Uns demoram mais, outros são capazes de enfrentar com tranquilidade. O ponto mais estressante para os filhos, é a perda dos amigos da escola anterior. Eles certamente justificarão, que não tem mais amigos, ou que tiveram que deixar seus amigos. Levando em consideração a faixa etária dos filhos e sua espontaneidade, os pais devem realizar o “desapego” dos amigos, pedindo que eles anotem endereços para que não percam a comunicação. No período de adaptação da nova escola, os pais devem se fazer presentes, perguntando sobre a escola, os colegas, promover encontros com os colegas novos, conversar com os outros pais para iniciar o processo de adaptação.

4) Qual o papel da escola ao receber um aluno estrangeiro?

Boas escolas, possuem programas de atendimento à alunos novos. Geralmente tem uma pessoa que ajudará na adaptação do aluno estrangeiro, lhe mostrando a escola, apresentando colegas, professores e funcionários. A ideia é de ter um “tutor”, durante a adaptação, que pode ser rápida ou mais demorada dependendo de cada um. Atividades de integração ajudam, como também, solicitar que o aluno estrangeiro possa contar como é o país de onde veio.

banner-outra-dimensao

5) Como tornar os novos hábitos culturais divertidos e interessantes para as crianças?

Depois de toda a família se acomodar na nova casa, os pais devem mostrar aos filhos a vizinhança, a cidade, os pontos turísticos, etc. Ter uma agenda nas horas de folga para que toda a família possa curtir o novo lugar, é extremamente válido. Os pais devem lembrar, que são eles que passarão a segurança necessária para os filhos se sentirem felizes.

*Adriana Corrêa, é pedagoga, Mestre em Educação, Doutoranda em Ciências da Educação pela Universidade do Minho – Portugal. Professora Universitária, foi gestora na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.