Morar fora: aprendendo a se virar

Morar fora: voce vai precisar aprender a se virar
Foto: Reprodução Odyssey

 

Um dia, mais cedo ou mais tarde, você vai precisar se virar.

Quando estamos no nosso país, no nosso estado ou na nossa cidade, sempre podemos contar com alguém. Seja um vizinho de tempos ou um amigo da época da escola, há sempre para quem pedir um help ou, quem sabe, um simples conselho. Em vários casos, quando se vive na mesma cidadecurta-fanpage que seus familiares, na hora do aperto ir para a casa dos pais parece o mais sensato a se fazer, porém morando fora isso fica bem mais difícil de acontecer. Difícil não, quase impossível.

Hora do “Se vira”

Morando fora é quando você começa a participar do programa “Hora do Se Vira”, um clássico na vida de muita gente. Você precisa ir para a aula, mas o dia amanheceu frio e chuvoso?! Se vira. Você não teve tempo de fazer as compras da semana e precisa almoçar?! Se vira. Precisa atravessar a cidade para buscar um documento e está nevando muito?! Se vira. Só tem 20 dólares na conta e ainda estamos no dia 25 do mês?! Se vira. Está trabalhando demais e trocando o dia pela noite?! Se vira. O seu chefe gringo é grosso?! Se vira. É a lei do se vira em ação e você?! Você vai se virando, claro.

Se Virando

Para começarmos a nos virar, sofremos. Sofremos para entendermos que agora é o jogo da gente com a gente mesmo, que o vizinho é da República Tcheca e não entende o que você diz, que o seu amigo da escola lhe conheceu ontem e não vai lhe dar conselhos. Sofremos e choramos pois o aperto está acontecendo e a casa dos nossos pais está a milhares de quilômetros. Não temos para onde correr, não há refúgio. Morar fora é se virar numa garrafa, é dar jeito, é atravessar a fronteira do limite dia após dia e talvez, ou com certeza, isso não seja para qualquer um.

Crescimento Forçadogrupo-FB

Aquela sua maneira Pollyanna de ver o mundo começa a mudar. Vai mudar porque precisa mudar. O mundo não é tão cor de rosa assim, as esquinas das ruas da sua cidade gringa não foram aparadas e possuem arestas. Você pode até possuir alguma timidez, mas vai deixá-la de lado quando precisar dividir o apartamento com estranhos e até o seu inglês vai melhorar, vai se desenvolver, pois será a única opção de comunicação. Crescer demanda choro, traz sofrimento, noites mal dormidas, mas vale a pena e morando fora isso vai acontecer obrigatoriamente com você.

Passos Dados

Sua vida vai caminhar, coisas vão acontecer, pessoas chegarão e tantas outras lhe darão adeus. A saudade vai doer, a falta vai sufocar, o perrengue vai encher o saco, o trabalho não vai lhe satisfazer, morar com a galera vai estar sobre a tênue linha entre a paz e o estresse, entre a necessidade de se relacionar e a vontade de não ver ninguém. O quarto alugado será seu refúgio, mas as paredes não serão capaz de lhe prender. Você está crescendo, já cresceu e os passos dados adiante não serão capazes de lhe fazer retornar para o passado, sem chance.

banner-onde-os-fracos-nao-tem-vez

O Tempo é o Nosso Melhor Amigo

Você cresceu e com isso o tempo passou. Daqui a pouco a chuva não atrapalha tanto, a neve faz parte da paisagem, atravessar a cidade nem é normal, você já descobriu um restaurante barato perto que dá para almoçar, a aula é um bom momento para rever amigos e fazer novos, o documento já está no seu bolso, os 20 dólares dão e sobram até o fim do mês, você encontra um novo emprego e as pessoas são bem mais queridas. Isso é mais do que apenas mudanças perceptíveis, é o seu crescimento, sinal que você nunca mais será a mesma pessoa.

Morar fora é isso, é se virar direto, é aprender o tempo todo, é fazer amigos improváveis, é mudar a percepção, é dar valor, é saber lidar, é ter paciência, é crescer, é evoluir e lhes digo: é tão bom que a gente não troca por nada. Viver em outro país já foi mais difícil, hoje ele já parece bem mais com a nossa casa, as diferenças são até legais e o que pega mesmo é a saudade, mas como ela sempre pegou, também acabamos nos acostumando.

banner-claudio

Gostou do texto?! Então curta e compartilhe com seus amigos e familiares.

*Cláudio Abdo publica textos sobre a experiência de morar fora todas às segundas e quintas aqui no site Vagas pelo Mundo. 

  • Valmir Vieira

    Boa tarde alguma vaga pra chef pelo mundo afora! Obrigado