Morar fora: a felicidade não está lá fora

A felicidade nao esta la fora
Foto: Reprodução Pixabay

Apesar das mudanças serem sempre bem-vindas, não parta para encontrar a felicidade, pois ela não está lá.

Se você acredita que para ser feliz precisa se mudar, desculpe a sinceridade, mas você está acreditando errado. Não, eu não pretendo lhe desanimar e muito menos diminuir o seu desejo de morar fora, mas se eu pudesse dar uma dica seria: não se mude pensando que vai encontrar a felicidade, pois a felicidade não está lá. Aliás, se você for morar fora pensando que vai encontrar a felicidade com uma plaquinha lhe esperando no desembarque do aeroporto, lamento informar, mas não vai. Ela não estará lá, acredite.





Não busque a felicidade em outro lugar

Ok, eu imagino que você esteja sem paciência, que a política esteja lhe causando vertigens, que a inflação seja irritante, que a violência seja extremamente preocupante e, com isso, você queira largar tudo e se jogar. É normal e a maioria das pessoas que moram fora foram motivadas exatamente por coisas e acontecimentos assim. O que quero dizer é que você pode (e vai) encontrar em outro país uma vida “melhor”, mas que não será nada fácil. Chegar num lugar novo requer muita força, uma coragem descomunal e é preciso deixar a busca frenética pela felicidade de lado por algum tempo.

Leia também — Morar fora: a chave para o limbo.

banner-quadrado-autoorA vida demora para entrar no eixos

Uma mudança de cidade já é complicada, de país então nem se fala. É tudo muito diferente e as dificuldades se sobressaem nos fazendo focar em outras coisas. Aquele ideal de felicidade é tão distante quando a gente mora fora que você se pegará com um largo sorriso na cara só por descobrir palavras novas ou de conseguir fazer uma nova amizade. É uma coisinha de nada, mas suficiente. Assim como um não mal encaixado e bobo também poderá lhe empurrar para o fundo do poço. Morar fora é uma construção feita nos pequenos detalhes, coisas que antes nem dávamos tanta importância e hoje nos fazem encher os olhos de lágrimas.

Leia outro texto de Cláudio — Morar fora: do lado de cá nos lembramos mais das vitórias.

A felicidade não está lá

Não mesmo. A felicidade pode ser qualquer coisa, pode ser simples ou muito complexa, mas não pode ser resumida em uma posição geográfica. Não é cidade que lhe faz mais ou menos feliz, não é o país ou o continente inteiro. É você, só você e mais nada e nem ninguém. Claro que a felicidade é um processo, uma construção e se você é feliz, mas não está 100% por causa do entorno, aí sim morar fora cairá como uma luva para você. Digo isso porque aqui fora é muito comum ver pessoas reclamando de tudo e de todos e, claramente, não estão preparadas para morar fora. Não exercitam a gratidão e, dessa maneira, não conseguem ver as coisas boas que a vida está oferecendo.

banner-venda-livro-vazado-1

Encontrando a felicidade, exercitando a gratidão

De vez em quando me pego pensando se fiz a coisa certa e se morar fora está valendo a pena. Logo que começo a pensar nisso, paro e tento analisar a minha vida antes e depois de me mudar e concluo que sim, que morar fora está valendo muitíssimo a pena. Está valendo a pena porque sou grato por ter tido a coragem e a vontade de recomeçar, porque eu não vim em busca de felicidade, eu já era feliz antes. Eu parti para procurar um país mais seguro, um lugar onde eu possa viver melhor com menos e, depois de “resolver” o entorno que não depende somente de mim, ser mais feliz. Porém, no que dependia de mim, eu sempre fui feliz. Eu era feliz aí, era feliz lá, sou feliz aqui e serei feliz onde quer que seja, porque a felicidade está em mim e não no lugar onde eu vivo, não está lá fora, está comigo, sempre comigo.