Morar em Portugal, um guia completo

Morar em Portugal
Foto: Reprodução Pixabay

Com a crise no Brasil muito longe de ter fim, morar em Portugal se tornou uma alternativa para muitos brasileiros que enxergam no primo rico da Europa uma oportunidade para recomeçar.

Como Portugal entrou no radar e hoje está entre os destinos preferidos das pessoas que pretendem morar fora, nós vamos lhe contar tudo sobre como é morar em Portugal.





Morar em Portugal

Não, Portugal não é um Brasil pequenininho. Aliás, morar em Portugal vai, entre tantas coisas, lhe mostrar que o país europeu é muito diferente do Brasil. Claro que existem proximidades e similaridades, entre elas o idioma que é semelhante, mas no dia a dia as diferenças são bastante acentuadas.

O que choca de primeira é a segurança. Em Portugal a violência existe, mas nem se compara com os níveis alarmantes e de guerra civil que os brasileiros, de todos os Estados, vivem e sentem diariamente.grupo-novo-facebook

Com um sistema judicial entre os mais eficientes da Europa, Portugal se destaca por, via de regra, não lidar com a impunidade e punir com extrema velocidade. Portanto, alguém que não siga as leis se dá bem mal por aqui.

Leia também — Morar fora: Portugal é o paraíso?

Além disso, Portugal tem pouco mais de 10 milhões de habitantes e, sendo assim, é 20 vezes menor do que o Brasil somente em população. Porém, o território também nem se compara e, de Norte a Sul, o país da Europa tem pouco mais de 700 quilômetros.

Com essas dimensões, outra grande diferença é a noção de distância que difere, e muito, entre os brasileiros e os portugueses.

As diferenças não param por aqui e poderíamos fazer uma lista com uma infinidade de coisas e situações que não são passíveis de comparação entre Brasil e Portugal.

O que é preciso para morar em Portugal?

Basicamente você precisa responder para as autoridades de imigração do país a duas perguntas simples:

  • O que você vai fazer em Portugal?
  • Quanto você vai ter de renda para viver no país?

Essas perguntas não são feitas diretamente para quem vai ao SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) de Portugal, mas a lista de documentos exigidos são para responder a essas duas questões.

Saiba mais — Como trabalhar em Portugal

Fizemos uma lista para que você saiba o que precisa para morar em Portugal, confira:

Autorização de Residência Temporária – Regime Genérico

  • Pedido apresentado presencialmente, com ficha oficial do SEF preenchida, assinado pelo requerente ou, se menor de idade, assinado pelo respectivo representante legal;
  • Duas fotografias iguais (3×4), a cores e fundo liso, atualizadas e com boas condições de identificação;
  • Passaporte com validade superior a 6 meses;
  • Visto de residência válido que deve ser solicitado no país de origem;
  • Comprovativo dos meios de subsistência (imposto de renda, extratos bancários e outros comprovantes financeiros);
  • Contrato de aluguel ou comprovativo de alojamento;
  • Antecedentes criminais.

Taxas e valores cobrados

Para saber os valores cobrados para a emissão de títulos de residência, renovações e etc., acesse o site do SEF e saiba mais.

Descubra onde é mais barato comprar casa em Portugal

Como conseguir morar em Portugal?

Para conseguir morar em Portugal, você precisa conseguir responder as perguntas colocadas anteriormente e pode, para isso, deverá estudar, investir, ser aposentado ou trabalhar no país.

Se você pretende estudar em Portugal, nós já escrevemos uma matéria sobre isso no site.

Caso você pretenda investir no país, saiba como fazer o visto de investimento em Portugal. Nessa matéria você pode encontrar mais informações relacionadas.

Veja também como fazer o Visto de Aposentado para morar em Portugal.

banner-venda-livro-vazado-1

Como conseguir cidadania portuguesa

Para solicitar a cidadania portuguesa você precisa reunir algumas condições, são elas:

  • Ser casado(a) ou viver em união estável (de facto em Portugal) com um(a) cidadão português(a) — sendo casado(a) precisa apresentar os seguintes documentos: a certidão de casamento — em união estável: certidão da sentença do tribunal onde se reconhece que vivem há mais de 3 anos em condições semelhantes às das pessoas que são casadas e uma declaração (com menos de 3 meses), em que o cidadão português confirme que continuam a viver em união estável;
  • Foi adotado por portugueses;
  • Nasceu em Portugal com pais portugueses ou pais que vivem legalmente no país há mais de 2 anos, segundo a nova lei de imigração (2018) e reúne todas as condições exigidas pela Justiça de Portugal;
  • Nasceu no estrangeiro (para filhos de cidadãos portugueses);
  • Vive em Portugal há, pelo menos, 6 anos: certidão de nascimento (cópia integral e emitida por fotocópia, legalizada (se a certidão for estrangeira, a legalização deve ser feita através de apostila (apostilamento de Haia) ou visto do consulado de Portugal) e se a certidão não estiver em português, deve também levar a certidão traduzida para português e certificada. Além disso, deve redigir um requerimento para o Ministro/a da Justiça, escrito em português com o seu nome completo, data de nascimento, estado civil, nacionalidade, nome dos seus pais, profissão, endereço, o(s) país(es) onde viveu, o número, data e entidade que emitiu o seu título ou autorização de residência, passaporte ou documento de identificação equivalente. Sendo brasileiro ou cidadão de algum país onde a língua portuguesa seja a oficial, será dispensada a prova de conhecimento em língua portuguesa e, por último e não menos importante, o registro criminal;
  • Se já foi português e perdeu a nacionalidade, deve verificar as condições aplicadas pela Justiça portuguesa.

Você também poderá pedir a nacionalidade portuguesa se: tiver menos de 18 ou for incapaz e o seu pai ou a sua mãe tiverem adquirido a nacionalidade portuguesa depois de já ter nascido, for membro de uma comunidade portuguesa no estrangeiro, tiver prestado serviços relevantes ao Estado português ou à comunidade portuguesa ou for descendente de judeus sefarditas portugueses.

Como é morar em Portugal?

Morar em Portugal é bom, mas não é fácil. As diferenças culturais são bastante acentuadas e o começo, leia-se os primeiros dois anos, são complicados. É a mudança de país que, por si, não é simples, é converter real para euro durante algum tempo até começar a ganhar em euro e estabilizar a vida.

Isso sem falar nas individualidades e facilidades ou dificuldades em fazer novos amigos, lidar com a saudade, entender leis, regras sociais e de convívio que levam algum tempo.

Muitas pessoas têm facilidade de adaptação morando no exterior, outras nem tanto. Tudo depende da sua história de vida, da sua capacidade de adaptação e vontade de mudar.

Veja também — Como fazer o Reagrupamento familiar para Portugal

Custo de vida em Portugal

Por ser um assunto bastante complexo, escrevemos uma matéria especial sobre o custo de vida em Portugal onde você vai encontrar bastante informação importante e útil.

Educação em Portugal

Outro tema muito complexo e que é cheio de especificidades e, por isso, criamos uma matéria exclusiva sobre a educação em Portugal e, dessa maneira, você poderá saber muito mais sobre esse assunto.

banner-facebook-newsletter

Vale a pena morar em Portugal?

Morar em Portugal pode ser uma experiência pessoal, profissional e de vida maravilhosa. É possível respirar cultura, compreender que viver com segurança faz toda a diferença, estar próximo de outros países da Europa e ter acesso a oportunidades que, talvez, não teríamos estando no Brasil.

Vale a pena morar em Portugal, mas é preciso compreender que a ideia de morar na Europa é cheia de contos e fantasias e que, na maioria das vezes, não condiz com a realidade.

A vida real de morar em Portugal é que você terá que trabalhar muito, não terá vida fácil, mas a recompensa virá quando você for ao supermercado e ver o seu poder de compra ser maior, poder sair na rua em paz e brindar os olhos com paisagens e lugares maravilhosos.

Saiba também como planejar sua mudança para fora do país em 2018.



Amanda Corrêa

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Atua há 13 anos na área de Jornalismo e Comunicação Social.

5 comentários em “Morar em Portugal, um guia completo

  • 9 de setembro de 2018 em 4:32 pm
    Permalink

    olá Amanda. Sou Caboverdeano, e gostaria de ir para portugal viver e trabalhar com minha esposa. Sou formado em educação física e desporto, tenho muitas várias formações, tenho carta de condução completa e estou a procura de uma oportunidade de trabalho e legalização em Portugal e queria a sua ajuda.

  • 9 de agosto de 2018 em 7:40 pm
    Permalink

    ola. Amanda sou marcia. E achei de uma coerencia muito grande na sua escrita e raciocinio. uma realidade que muitos brasileiros acham que é facil ir para Portugal. E ficar “rico”. muito legal. Parabens.

  • 9 de agosto de 2018 em 2:20 pm
    Permalink

    Olá Amanda. Meu nome é Camila sou medica, meu esposo dentista e faz um tempo que estou querendo ir para Portugal tentar melhorar minha vida, da minha esposa e da minha filha . Estou fazendo uma boa economia e quero ir para ai em no máximo 12 meses. Existe trabalho em nossa área por ai? Preciso ter algum tipo de curso específico antes de ir? Me de uma orientação por favor. Grande abraço

  • 1 de agosto de 2018 em 4:36 pm
    Permalink

    Olá Amanda. Meu nome é Fabio sou jornalista desde 2005 e faz um tempo que estou querendo ir para Portugal tentar melhorar minha vida, da minha esposa e dos meus dois filhos. Estou fazendo uma boa economia e quero ir para ai em no máximo 12 meses. Existe trabalho em nossa área por ai? Preciso ter algum tipo de curso específico antes de ir? Me de uma orientação por favor. Grande abraço

  • 27 de julho de 2018 em 10:57 am
    Permalink

    Olá Amanda. Sou brasileira, e gostaria de ir para Portugal viver e trabalhar.
    Sou esteticista, massoterapeuta, mas aceito trabalhar em outra função.
    Como posso faço pra conseguir um emprego estando ainda no Brasil?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *