Como fazer o visto D2 para empreendedor em Portugal

Visto empreendedor D2 Portugal
Foto: Reprodução Lisbon.ticketbar

Se você sonha em mudar de país, saiba como investir no país português.

Morar fora do país e ter mais qualidade de vida. O sonho de muitos brasileiros e estrangeiros pelo mundo. Se você tem dinheiro guardado e está pensando em abrir um negócio no exterior, já pensou em morar em Portugal? O país europeu estimula muito a abertura de empresas no país e possui um sistema “Empresa na Hora”, site que facilita a vida dos empreendedores. Para solicitar o pedido de visto D2 de empreendedor em Portugal é possível fazer no Brasil ou já no país.





Visto feito no Brasil

O brasileiro que tem interesse em investir em Portugal, deve ir no Consulado de Portugal no Brasil com os documentos abaixo:

-Declaração de que pretende fazer um investimento em Portugal, com indicação do negócio, duração e valor estimado (Plano de negócio); ou
-Comprovante de que realizou operações de investimento em Portugal; ou
-Comprovante de que possui condições financeiras para investir em Portugal (extratos bancários, por exemplo) ;
-Formulário com o pedido de visto para morar em Portugal;
-Passaporte com validade superior a 3 meses;
-1 foto (3×4) recente;
-Certificado de antecedentes criminais com validade de 3 meses da data de acesso;
-Seguro de saúde (Pode ser particular ou gratuito como o seguro PB4)
-Requerimento para consultar os antecedentes criminais de Portugal pelo SEF;
-Comprovante do lugar em que ficará hospedado em Portugal;
-Comprovante de meios de subsistência (tudo que possa comprovar que você tem renda suficiente para se manter em Portugal, pode ser declaração de imposto de renda, extratos bancários, etc).

O Consulado Português tem o prazo de 60 dias para tomar a decisão do visto. Por isso nunca compre passagem antes de ter o visto aprovado.

banner-estudar-em-portugal

Visto Empreendedor em Portugal

Se você estiver em Portugal para montar seu negócio, e quiser abrir uma empresa em Portugal, confira os documentos necessários:

-O valor para abertura da empresa em Portugal é de € 360,00;
-Um documento de Identificação (pode ser passaporte brasileiro ou o cartão de contribuinte de Portugal)
-Ter aberto uma conta bancária empresarial em Portugal;
-No posto de atendimento da “Empresa na Hora” será feito o Pacto Social (igual ao Contrato Social no Brasil), além do código de acesso para a Certidão Permanente de Registro Comercial, código de acesso ao cartão eletrônico da empresa e o número de segurança social da empresa.
-O empreendedor deverá escolher e apontar quem será seu contador (contabilista) no prazo de 15 dias. Os valores mensais de um contador em Portugal custa em média metade de um salário mínimo: € 265.
-Depois da abertura da empresa, os sócios devem depositar o valor do capital social em uma conta bancária em nome da empresa. O valor mínimo de investimento deve ser de € 5 mil euros. O depósito deve ser feito em até 5 dias após a abertura da empresa, ou até o final do primeiro exercício econômico.

Obs: o período em que o brasileiro pode ficar em Portugal com visto de turista é de 90 dias.

Negócios em Portugal

Antes de investir e abrir um negócio em Portugal, faça pesquisas de mercado e verifique o que está em falta no país, ou o que pode ser novidade. Se precisar de uma consultoria especializada em Portugal sobre nichos de mercado entre em contato através do vagaspelomundo@gmail.com

curta-fanpageNotícias relacionadas

Conheça as profissões mais requisitadas em Portugal

20 coisas que você deve saber antes de se mudar para Portugal

Como um advogado brasileiro pode atuar em Portugal

Procurando emprego em Portugal? Confira as vagas abertas em Lisboa



  • Carla Knupp

    Boa noite Janio
    Vc conseguiu avançar na abertura da empresa?
    Queria saber a experiencia.

  • Eko Diario

    Boa noite,

    Parabéns pela matéria, simples e de fácil entendimento.

    Gostaria fazer 2 perguntas;
    – Realmente é necessário o NIF (o CPF de Portugal) para abertura da empresa, já estando em Portugal como turista.
    – E se já estando em Portugal (turista), é possível solicitar o NIF, isto porque existem alguns sites que informam que a lei mudou e já não é mais possivel obter o NIF, e, abrir a empresa, e, conseguir o visto D2, estando em Portugal (como turista), como exemplo este; http://www.joiaassessoria.com/perguntas-frequentes.html

    Muito Obrigado, e um grande abraço!!

    Brizola

  • Jânio Rafael

    Que ótima notícia, muito obrigado pela esclarecimento, pelo que entendi na matéria, não há uma exigência minima de capital a ser integralizado, porém, deverão ser disponibilizadas 10 vagas de emprego, estava em contato com um despachante para abertura da empresa, porém o mesmo não me responde mais, vocês terem alguma empresa que faça esses serviços de abertura de empresa?

    Parabéns pela pagina, as matérias aqui são excelentes!

  • Vagas pelo Mundo

    Olá Jânio!! Obrigada pela sua participação. Esses seus dados realmente existem e são para o Golden Visa ou “Vistos Gold”. Que é possível obter comprando casas em Portugal, abrindo empresas ou fazendo investimentos. Dá uma olhadinha nessa matéria: http://www.eurodicas.com.br/golden-visa-portugal/ Um Abraço!!!

  • Jânio Rafael

    Prezados,

    Boa tarde.

    Achei excelente essa matéria, tirou várias duvidas.
    Mas tenho um duvida referente ao valor minimo do capital social a ser integralizado, tendo em vista que a lei 63/2015 Terceira alteração à Lei n.º 23/2007, de 4 de julho, que aprova o regime jurídico de entrada, permanência, saída e afastamento de estrangeiros do território nacional, elenca algumas exigências para que possamos constituir empresa em Portugal;

    A lei supramencionada, diz que;

    ii) Criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho;

    vii) Transferência de capitais no montante igual ou superior a 500 mil euros, destinados à aquisição de unidades de participação em fundos de investimento ou de capital de risco vocacionados para a capitalização de pequenas e médias empresas que, para esse efeito, apresentem o respetivo plano de capitalização e o mesmo se demonstre viável;

    Houve alguma alteração na lei que possamos nos resguardar legalmente para abrir uma empresa com o capital social de 5 mil Euros?

    Atc.

    Jânio Rafael