Luxemburgo precisa de mais moradores e quer atrair brasileiros

Morar em Luxemburgo
Foto: United Advisers

País europeu alterou sua lei de imigração e está atrás de cidadãos luxemburgueses espalhados pelo mundo. Confira!

O governo de Luxemburgo está procurando brasileiros que queiram morar de maneira legal no país. Com apenas 600 mil habitantes, um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito elevado, Luxemburgo faz fronteira com a França, Alemanha e Bélgica e precisa de mais moradores.





Busca por novos cidadãos

Em 2009 houve uma alteração na lei de cidadania de Luxemburgo e, desde então, a nação europeia busca por pessoas que, cumprindo os requisitos de ascendência, possam solicitar a cidadania luxemburguesa.

O Consulado-geral de Luxemburgo, que fica na cidade de São Paulo, informa que todos os cidadãos brasileiros que tenham ascendência ou algum registro de parente com origens no país europeu podem entrar com o pedido.

Conheça os países mais felizes do mundo em 2017, Luxemburgo está na lista.

Força-tarefa do governo

Por conta da baixa taxa de natalidade e do fato de que apenas pouco mais de 50% dos cidadãos de Luxemburgo vivem no país, o governo está estimulando que pessoas descendentes possam ver no país uma oportunidade para viver, trabalhar e ter filhos.

Além da taxa de natalidade ser baixa, outro fator que “espanta” muitos cidadãos europeus de viverem em Luxemburgo é o seu elevado custo de vida. Os aluguéis no país ultrapassam facilmente os € 1.000 (mil euros) e viver por lá pode ser mais caro do que morar em Paris ou Roma, por exemplo.

Entretanto, o salário mínimo de Luxemburgo é o mais alto da Europa, em um total de € 1.998,59 por mês.

Documentos necessários para o pedido de cidadania luxemburguesa

Em publicação feita pelo jornal Gazeta do Povo, a sócia de uma agência de consultoria e cidadania, Liana Ventura Gerent (Ancestry Line) afirma que alguns sobrenomes são bastante comuns e podem indicar que a pessoa possui descendência luxemburguesa.

Para a profissional, dentre os sobrenomes mais comuns estão:

  • Angeli;
  • Hess;
  • Koch;
  • Weber;
  • Bley.

Entretanto, somente ter um desses sobrenomes não é suficiente. É importante também fazer uma verificação e uma busca por documentos na árvore genealógica das famílias interessadas.

Depois de montar a árvore genealógica e confirmar a ascendência luxemburguesa, o trabalho parte para a busca de documentos necessários para a solicitação do pedido de cidadania. A lista é extensa, mas você pode acessar o site do Consulado de Luxemburgo e saber mais.

Descubra as melhores cidades do mundo para se viver

Amanda Corrêa

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Atua há 13 anos na área de Jornalismo e Comunicação Social.