Nômades digitais em Portugal: país atrai cada vez mais profissionais

nômades digitais em Portugal
Foto: Insights Greece.

Os nômades digitais em Portugal estão sendo cada vez mais atraídos pelo impostos favoráveis no país. Saiba mais!

O número de trabalhadores remotos que viajam regularmente para diferentes locais, conhecidos como nômades digitais, está aumentando em Portugal. A principal causa são os impostos favoráveis ​que ​são lembrados como um dos principais fatores por trás dessa popularidade. Mas será que o país tem outras vantagens para quem deseja ser nômade na Europa?


Nômades digitais em Portugal

Segundo Ricardo Reis, da consultora Deloitte, Portugal tornou-se um dos principais destinos para trabalhar e viver, destacando os benefícios que o país traz para os trabalhadores remotos, segundo informações do portal Schengen Visa Info. “Os tradicionais fatores diferenciadores associados à qualidade de vida em geral, o critério fiscal também justifica este movimento”, salientou Reis, aludindo ao contexto do regime dos Residentes Não Habituais (RNH).

Mais especificamente, as pessoas com tal atividade profissional podem pagar um imposto de renda (IRS) de 20% sobre os rendimentos do seu trabalho ou atividade profissional em vez de pagar impostos que vão até 48%.

Para beneficiar deste regime de RNH, o requerente não deve ter sido residente fiscal em Portugal nos últimos cinco anos e exercer uma das atividades de elevado valor acrescentado determinadas pelo Ministério das Finanças. Aqueles que cumprem esses requisitos podem se beneficiar do RNH por até dez anos.

Nômade digital na Espanha: país cria visto para atrair estrangeiros.

Outros fatores de atração dos nômades

Além disso, Joana Cunha d’Almeida, sócia responsável pelo Departamento de Direito Fiscal da Anta da Cunha Ecija, também aponta o RNH como fator para querer ser nômade digital em Portugal. Ela observa que muitas pessoas que querem saber quais são as regras se vierem trabalhar em Portugal e empresas também estão fazendo perguntas nesta área, e estas últimas, apesar de estarem obrigadas a pagar a Taxa Social Única (TSU) de 23,75% para a Segurança Social, acabou por concluir que vale a pena ter trabalhadores trabalhando remotamente e residindo em Portugal.

Anteriormente, o país europeu lançou uma campanha denominada “It Works for You”, que visa promover o trabalho remoto em Cascais aliado ao lazer e ao estilo de vida. “Através desta campanha, Cascais convida todos os nômades digitais que procuram um destino ao ar livre a desfrutar das condições ‘mágicas’ de trabalho e um estilo de vida que equilibra o trabalho com uma sensação constante de férias”, observa a Associação de Turismo de Cascais de Portugal.

Cascais está localizada bem próxima de Lisboa e é considerada a Riviera Portuguesa. Com lindas praias e clima agradável, morar em Cascais como nômade pode ser uma experiência fantástica. Porém, também é preciso força de vontade para trabalhar diariamente e não estar na praia em um dia lindo de sol no Verão europeu.

Trabalhar como nômade digital em Portugal: país lança campanha para novos trabalhadores remotos.

Existe um visto para nômade em Portugal?

Ainda não existe um visto especifico para nômades digitais em Portugal. Atualmente, muitos trabalhadores utilizam o visto de trabalho para o país (atrelados a uma empresa) ou então, fazem o visto de estudo (estudando no horário pós-laboral). Quem possui cidadania europeia tem a vantagem de poder morar em Portugal sem a necessidade de visto.

Nômades digitais em Portugal: país no topo do ranking

Portugal está listado entre os melhores destinos para nômades digitais, especialmente conhecido por seus pontos de hospedagem que podem variar de € 741 a € 1.136 euros por mês. Além disso, o clima favorável e a boa conexão com a internet, essencial para essas atividades, colocam o país entre os preferidos dos profissionais que podem trabalhar à distância. Entre as melhores cidades para nômades digitais em Portugal são Lisboa, Cascais, Porto, Braga, a Ilha da Madeira e Aveiro.

O país possui uma grande quantidade de imóveis de Airbnb para alugar por mês e também várias opções de Hostel com salas de escritório e coworking que podem ser alugados por dia, por semana ou por mês.

A grande vantagem do coworking é poder ter um ambiente de trabalho adequado (equipado e pronto para usar), sem distrações e com a possibilidade de alugar salas de reunião, quando for necessário receber algum cliente.

E você, prefere trabalhar em casa, em coworking, café ou biblioteca? Onde se sente mais confortável para produzir mais?

*Confira dicas para trabalhar home office e aproveite para se inscrever no nosso canal do Youtube:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *