Como é morar na China?

Morar na China
Foto: Arquivo Pessoal.

Confira uma entrevista com dois brasileiros que moram há mais de 6 anos no país asiático.

Com mais de 1,38 bilhões de habitantes, a China é um dos países mais populosos do mundo. Com cerca de 16,7 mil brasileiros morando no país, fomos descobrir como é morar na China e quais as maiores diferenças culturais.

O Site Vagas pelo Mundo entrevistou os amigos brasileiros Camilla Macedo e Ivory Junior, que moram na China há 6 e 7 anos, respectivamente. Camilla trabalha na China com o desenvolvimento de produtos em uma empresa brasileira e Ivo na área de vendas em uma empresa que faz tratamentos com células-tronco.

Os gaúchos trocaram o Brasil pela China e estão totalmente adaptados à cultura chinesa. Os dois moram na cidade de Shenzhen, localizada na província de Guangdong (Cantão). A metrópole é moderna, tem mais de 12 milhões de habitantes e liga Hong Kong a China.

Camilla e Ivo mantém um canal no Youtube onde contam suas aventuras na China, o dia-a-dia asiático e suas viagens pelos mais diferentes países. Camila já conhece 24 países e Ivo 16. Confira a seguir a entrevista completa de como é morar na China.





Como é morar na China?

Confira a entrevista exclusiva sobre como é morar na China pelo olhar dos brasileiros Camilla Macedo e Ivory Junior:

1) Como é morar na China?

Somos suspeitos para falar, porque somos dois entusiastas da China! A nossa experiência é muito positiva, mas também sabemos que isso só se dá por sempre nos mantemos com a cabeça aberta.

A China é um país muito rico em tradições e história, e tem uma cultura que por muito tempo permaneceu isolada, sem influências do exterior. Então é muito diferente da qual fomos criados. Se tem uma coisa que experienciamos na China são choques culturais à todo tempo.

Os hábitos dos chineses são diferentes, o comportamento, a visão de mundo, a política, as relações sociais, as crenças, os valores, etc, tudo é absolutamente invertido da nossa realidade Brasil.

Em um primeiro momento, pode causar estranhamento e negação, mas aos poucos a gente consegue entender de onde vem esses costumes, conseguimos entender melhor o povo e passa à admirá-los.

Pra quem quer morar no exterior, acho sempre importante ressaltar que em qualquer lugar no mundo temos os prós e contras, mas se a gente está naquele país, o importante é focar em absorver as coisas positivas.

No ocidente, ainda tempos uma imagem muito desatualizada da China, e na maioria das vezes, a mídia foca em alimentar esteriótipos de que a China é um país ruim e bizarro, mas não nos identificamos com essa visão.

E como não encontrávamos um conteúdo que representasse a vivência que nós tínhamos aqui na China, resolvemos criar o Camilivo, um canal no Youtube onde compartilhamos as nossas experiências e visões pessoais de como é morar na China.

Remessa online voucher

Leia também como é morar em Hong Kong: uma das cidades mais desejadas para ter uma carreira internacional.

2) Qual o custo de vida no país? É mais baixo que no Brasil?

A China é um país enorme, e a economia e o estilo de vida varia muito dos grandes centros aos vilarejos. Podemos falar da realidade de Shenzhen, cidade onde moramos.

Shenzhen está no topo das 3 cidades mais ricas da China (e mais caras) . Então é uma das cidades com o custo de vida mais alto do país, mas também uma das cidades com os melhores salários e estrutura disponível à população.

O aluguel é a parte mais cara (um apartamento de 2 quartos de uma região central da cidade varia entre 7000 e 12000rmb, o que seria em torno de R$ 4.500 a R$ 6.000 reais). Comidas ocidentais são mais caras que comidas locais. Uma cantina local, por exemplo, se consegue comer muito bem por 20rmb (R$ 10,00 reais).

Mas se tiver preferência por comidas ocidentais, os valores começam a partir de 80 rmb (R$ 40 reais) pra cima. Então se for vir morar na China, é importante ver quanto vai receber de salário, ver se a empresa proporciona moradia ou algum auxílio extra. Mas ter em mente que dá pra viver do barato ao luxo, dependendo de quanto cada pessoa puder bancar.

Nós dois somos do interior do Rio Grande do Sul, então o custo de vida de Shenzhen é muito mais alto se comparado às nossas cidades natais. Ao mesmo tempo, o salário também é bem mais alto.

Veja 6 passos para conseguir morar no exterior.

Como é morar na China
Foto: Arquivo Pessoal

3) Como são os tipos de visto, foi difícil conseguir um visto?

Não sabemos dizer todos os tipos de vistos. Mas os mais comuns são o de turismo, negócios, estudante e trabalho. Se você vem para a China à turismo, precisa estar com as passagens compradas e itinerário preparado para mostrar no consulado, geralmente é fácil e estão dando vistos de até 5 anos.

Para visto de negócios, ele é um visto longo também (de 3 a 5 anos) e acreditamos que deva ser feito através de uma agência, tendo que comprovar o seu negócio. Se vens para a China para estudar (ex: curso de mandarim para estrangeiros na universidade), a instituição de ensino fornece os documentos necessários para tirar o visto de estudante, que geralmente é válido por 1 semestre e é bem fácil de tirar e renovar se estiver matriculado na instituição e puder comprovar frequência nas aulas.

Se estiver vindo à trabalho com uma empresa, o mais certo é tirar o visto de trabalho para China. Nesse caso, a empresa contratante precisa providenciar todos os documentos necessários para o procedimento de visto.

O processo pode levar até 2 meses para o visto ficar pronto, ele é válido por 1 ano, mas é o mais correto de ter se estiver morando e trabalhando aqui. Na China precisa estar com visto certinho. Se a pessoa for pega trabalhando mas com visto de turismo, por exemplo, pode ter complicações sérias.

4) É muito difícil aprender mandarim? Quais são as dicas de vocês para aprender mandarim?

Mandarim não é uma língua que se aprende na rua, que “se pega de ouvido”. Para aprender mandarim, precisa estudar, nem que seja fazer umas aulas com um tutor ou aprender por algum aplicativo. Mas não é uma língua que a pessoa “pega” só vivendo no lugar, como acontece muitas vezes com inglês, por exemplo.

Para quem vai morar na China, recomendamos que procure a universidade mais próxima e estude pelo menos 1 semestre do curso de línguas que fornecem para estrangeiros. Esse curso é bem intensivo, se aprende muito em meio ano (diálogos/escrita/caracteres básicos que se usam no dia a dia).

Nós dois estudamos o curso de mandarim para estrangeiros na Universidade de Shenzhen, e recomendamos muito. A Camilla estudou 2 anos, e tem um nível intermediário-avançado e usa todo dia no trabalho. O Ivory estudou 1 ano, tem um nível intermediário, se vira muito bem no dia a dia e planeja seguir estudando.

5) Camilla, você fez intercâmbio em vários lugares, qual te marcou mais e o que aprendeu em cada país?

Cada lugar me marcou de um jeito diferente. Quando fui para Rússia, foi meu primeiro intercâmbio e tinha apenas 19 anos, então com certeza foi o mais impactante, por ser uma experiência totalmente nova. O comportamento das pessoas e a temperatura são totalmente o contrário do Brasil.

Já a Turquia, foi a primeira vez que fui num país maioritariamente muçulmano, então foi essencial para quebrar preconceitos e entender outras visões de mundo. Só que entre Rússia, Turquia e China, a China é sem dúvida a mais diferente do Brasil de uma forma geral. Língua, comida, cultura popular, cheiros, regras sociais, tudo é novo. Moro aqui há 6 anos e cada dia aprendo uma coisa diferente.

Veja também quais são os 10 melhores países para imigrar e juntar dinheiro.

6) Como a China muda a vida das pessoas?

Ela sem dúvida força a gente a se desligar de padrões de “certo” e “errado” que trazemos da nossa criação, abre a nossa mente. A cultura e os costumes são tão diferentes, que a gente começa a entender que não podemos julgar e esperar dos chineses que sigam as nossas regras e verdades. E isso muda a gente pra vida, nos ajuda a entender melhor realidades diferentes da nossa até dentro do nosso próprio país, por exemplo.

Além disso, criamos hábitos novos. Acho que os principais são não usar sapato dentro de cada e beber água quente. hahaha Não é chá, é água quente mesmo, pura. No início estranhamos, porque se toma até no verão, mas hoje concordamos que faz muito bem pra saúde e bebemos água quente todos os dias.

Quais as principais diferenças entre morar na China e no Brasil?

Acho que a segurança é o ponto mais gritante de morar na China. Até pessoas de países considerados mais seguros que o Brasil ficam surpreendidos com a China. É uma coisa que a gente esquece de pensar.

7) Quais as dificuldades e os desafios que os brasileiros encontram morando na China?

Muitos amigos nossos acham que a comida é o mais difícil, que não conseguem se adaptar com a comida local. Mas para esses, se estão em uma cidade grande, encontram todos os tipos de comida do mundo inteiro muito fácil.

Outros já consideram que a distância dos amigos/familiares é o que mais pesa. Mas também conhecemos brasileiros que amam a comida local e lidam bem com a distância. Vai da experiência de cada um, o que é mais importante para aquela pessoa.

Morar fora: a sua hora é agora.

8) É possível conseguir a cidadania chinesa ou o visto permanente para morar na China?

Não sabemos muito disso. Só sabemos que a China não reconhece dupla cidadania. E faz pouco tempo (coisa de 1 a 2 anos atrás) que a China começou a ter novos nacionais (pessoas de outras nacionalidades que abdicaram dos seus passaportes originais para ter apenas o passaporte chinês).

Para estrangeiros que casam com um local, eles recebem um visto de companheiro, mas que não permite trabalhar aqui, é apenas para “acompanhar” o parceiro. Para trabalhar na China, precisa que a empregadora forneça os documentos para aplicar para o visto de trabalho.

*Dicas para economizar e Cupons Vagas pelo Mundo:

Para reservar seu seguro de viagem com desconto, acesse o nosso cupom de desconto do Seguros Promo, você pode comparar seguradoras e escolher a melhor cobertura.

Para fazer transferências internacionais de dinheiro, o Vagas pelo Mundo recomenda o site Remessa Online. Acesse o site e ganhe 10% de desconto em todas as suas transações utilizando o VOUCHER Remessa Online: vagaspelomundo.

Compre um chip internacional de celular antes mesmo de sair no Brasil. Acesse o site America Chip, ganhe 5% de desconto com o voucher: vagaspelomundo e receba em casa.

Para reservar hotéis com desconto, acesse o site Booking e pesquise as melhores opções de hospedagem.

Para obter descontos de até € 41,00 euros na sua hospedagem pelo Airbnb, acesse o nosso voucher de desconto.

Se você vai viajar e precisa alugar um carro, nós recomendamos o site Rentalcars, ele compara os preços de diversas locadoras e você consegue economizar bastante.



Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista brasileira e mora no exterior há 6 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 15 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.