Como validar o diploma médico na Bélgica

Médico na Belgica
Fotos: The Bulletin e istockphoto

Saiba como trabalhar como médico na Bélgica e ter uma carreira na Europa.

Se você sonha em trabalhar como médico na Europa e planeja validar o diploma médico na Bélgica, hoje vamos te contar todos os detalhes e etapas. O site Vagas pelo Mundo entrevistou a assessora para médicos brasileiros na Europa, Janine Diniz Fortuna, confira a entrevista exclusiva.





Como validar o diploma médico na Bélgica

A Bélgica é um país europeu que possui um processo bastante burocrático para a validação do diploma médico e com uma análise bem completa dos candidatos. Para trabalhar como médico no país europeu e validar o diploma médico na Bélgica, é necessário dominar o idioma francês, alemão, holandês ou o flamengo.

Após uma mudança nas regras de reconhecimento de diplomas a Saúde Pública da FPS (Federal Public Service Foreign Affairs) não gerencia mais os pedidos de reconhecimento dos diplomas médicos na Bélgica (diploma básico de doutor em medicina e diploma de especialista) com base na aplicação da diretiva 2005/36.

Para os diplomas reconhecidos em outros países da União Europeia a regra do reconhecimento profissional é a mesma.

Requisitos necessários:

  • O médico deve ter uma nacionalidade europeia ou visto de longa duração;
  • Ter seu diploma com equivalência ao da formação médica em algum país europeu;
  • Ter exercido a Medicina em tempo integral (40h semanais) durante 3 anos consecutivos nos últimos 5 anos nesse país, terá um direito adquirido do reconhecimento da sua profissão em outro país europeu.

Ou então:

  • Ter trabalhado como médico no mínimo 3 anos no país europeu que validou (reconheceu seu título).

Veja como validar o diploma médico na França.

Etapas da validação

Confira as etapas de como validar o diploma médico na Bélgica:

Primeira etapa

O reconhecimento do diploma médico (diploma básico de doutor em medicina e / ou diploma de especialista) deve ser apresentado em uma das autoridades listadas abaixo (orgãos diferentes em cada língua falada na Bélgica):

Os profissionais interessados em trabalhar como médico na Bélgica devem entrar em contato com um dos órgãos listados acima para qualquer solicitação de informações e enviando documentos necessários para uma primeira avaliação. Dúvidas podem ser tiradas pelo e-mail: agrementsante@cfwb.be

Segunda etapa

Depois de ter obtido o reconhecimento do seu diploma médico na Bélgica (diploma básico de doutor em medicina) por um dos órgãos acima mencionados, o profissional receberá um número de visto para trabalhar na Bélgica. Ele é essencial para o exercício da profissão de médico na Bélgica.

Acesse o site do governo belga e do FPS (Federal Public Service) para mais informações.

Terceira etapa

Já com estes dois documentos em mãos:

  • Reconhecimento do grau (diploma básico de doutor em Medicina);
  • Número do visto:

Você poderá então solicitar seu registro no conselho da Ordem dos Médicos na Bélgica. O competente Conselho Provincial é o lugar onde o médico pretende estabelecer o seu domicílio médico, isto é, o local onde exercerá as suas principais atividades médicas.

Confira a lista dos endereços dos conselhos provinciais da Ordem dos Médicos no site.

Conheça o salário mínimo pelo mundo.

Quarta etapa

O último passo do processo de validação do diploma médico na Bélgica é o registo no Instituto Nacional de Seguro de Invalidez (INAMI – Institut National d’Assurance Maladie-Invalidité) para obter um número completo de prestador de cuidados (chamado de “INAMI Number”). Essa etapa só pode ser feita depois de obter o registro na Tabela da Ordem dos Médicos.

Como reconhecer o diploma médico na Itália.

Como fazer a residência médica na Bélgica

Veja também como fazer a Residência Médica na Bélgica em Medicina Geral (médico generalista como chamam aqui na Europa, igual o médico de família).

A formação médica em Medicina Geral na ULB (Universidade Livre de Bruxelas) ocorre durante um período de 3 anos, mas antes o candidato terá que passar por uma entrevista de seleção que acontece em abril e maio. Os profissionais são selecionados por um júri interuniversitário (ULB, UCL, ULG) e após aceito poderão iniciar a formação com aulas e cursos teórico e prático.

Confira os passos para a residência médica na Bélgica, chamado de Master de Spécialisation (Mestrado em Especialização):

grupo-novo-facebook

Candidatar-se enviando um e-mail intitulado “Especialização de Medicina Geral”, em francês: “Postulation en Spécialisation de Médecine Générale”: para o endereço: mspe.medecine@ulb.ac.be com os seguintes documentos em francês:

Para belgas:

  • Curriculum Vitae (CV);
  • Carta de motivação;
  • Declaração com as notas de seus anos de estudo.

Para os cidadãos da União Europeia:

  • Passaporte;
  • Curriculum Vitae (CV);
  • Cópia do diploma europeu (fotocópias certificadas).

Para cidadãos não pertencentes à União Europeia (como os Brasileiros):

  • Passaporte;
  • Curriculum Vitae (CV);
  • Equivalência do seu diploma em um país da União Europeia;
  • Visto da saúde pública da FPS;

Médico brasileiro chega ao posto médico mais alto da França, conheça sua trajetória.

Todos os documentos brasileiros devem ser reconhecidos em um Consulado da Bélgica no Brasil. Os candidatos também devem ser fluentes na língua francesa de maneira compreensível, pelo menos em nível B2 (TCF ou Dalf – exames de proficiência em francês). Ou então, em uma das outras línguas faladas no país: alemão ou holandês.

Depois estar com todo dossiê completo, ele deve ser enviado por correio registrado para a Sra. Pues Carine até o 31 de janeiro de cada ano. A seleção acontece todos os anos. O e-mail de contato é: mspe.medecine@ulb.ac.be

Os candidatos deverão esperar serem chamado para a entrevista de seleção. As entrevistas geralmente são realizadas no mês de abril e feitas pela internet. Mais informações no site.

Veja também como fazer a validação do diploma médico na Suíça.

Salários dos médicos na Bélgica

Os salários dos médicos na Bélgica variam de acordo com as especialidades médicas e podem iniciar em € 143.000,00 euros por ano (bruto) até € 636.000,00 euros por ano (bruto). Os ganhos mais altos são em especialidades cirúrgicas.

Conheça os salários dos médicos na Europa.



Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há quase 5 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou 4 anos e meio em Portugal e atualmente está passando uma temporada na Inglaterra. Atua há 14 anos na área de Jornalismo, produção de contéudos e mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *