Inteligência emocional: um dos segredos para ocupar altos cargos e ter bons salários

inteligência emocional
Foto: Fortes tecnologia

Saiba como construir a sua inteligência emocional e ter bons salários.

O mercado de trabalho muda o tempo todo. E não basta mais ter um MBA ou uma pós-graduação para ser bem sucedido. É preciso mais. O segredo dos profissionais que chegam ao topo é a inteligência emocional. Você já ouviu falar nela?





O que significa inteligência emocional?

Inteligência emocional (IE ou “emotional intelligence”) significa ter a capacidade de entender e interpretar as emoções dos outros. No mercado de trabalho, essa habilidade permite que o profissional motive os demais colegas com precisão e influencie o comportamento das outras pessoas.

As pessoas com IE tem a capacidade de perceber, entender e gerenciar suas próprias emoções, o que ajuda a lidar com situações complexas no ambiente corporativo.

A inteligência emocional garante bons salários?

Um estudo chamado “A time-lagged study of emocional intelligence and salary”, publicado pelo Journal of Vocacional Behavior, em agosto de 2017, fez um teste com estudantes universitários dos Estados Unidos e avaliou sua inteligência emocional durante os anos de estudo e também sua carreira e trajetória profissional por longos 10 anos.

Os resultados do estudo mostraram que os acadêmicos que tiveram uma alta pontuação de inteligência emocional obtiveram melhores salários nos seus mercados do que os demais estudantes com menos inteligência emocional.

Os profissionais com altos níveis de inteligência emocional tem uma tendência de utilizar suas habilidades para trabalhar seu relacionamento interpessoal e sua rede de contatos dentro da empresa, ou seja, fazem muitos amigos.

Usar a inteligência emocional faz com que esses profissionais tenham mais acesso a informações, melhorando seu desempenho de trabalho e ganhando salários mais altos.

Veja 5 dicas para conseguir um emprego no exterior.

Gestores com inteligência emocional

A pesquisa divulgada pelo Jornal The Guardian também mostrou que pessoas com alto índice de inteligência emocional são mais propensas a serem gestores. Os profissionais com inteligência emocional possuem autoconsciência, são mais perceptivos as necessidades das pessoas e são equilibrados emocionalmente.

Pessoas com alto níveis de IE normalmente são mais abertas, aceitam feedbacks e sabem lidar melhor com as críticas, para fazerem um melhor trabalho.

A inteligência emocional é importante em todas as etapas da sua carreira, mas ainda mais importante quando se assume um cargo de diretor, gerente ou CEO.

Papéis muito importantes exigem pessoas com poder de persuasão e que saibam construir relacionamentos com as pessoas. Portanto, de acordo com estudo, quem possui mais inteligência emocional está mais propenso a ter melhores salários e fazer melhores escolhas profissionais.

Dicas valiosas para se recolocar no mercado de trabalho.

Como construir a inteligência emocional

Confira dicas para construir sua inteligência emocional e ser melhor sucedido no mercado de trabalho:

  1. Ter autoconsciência;
  2. Lidar com as emoções;
  3. Automotivação;
  4. Empatia;
  5. Capacidade de se relacionar.

Aprenda a fazer seu Marketing Pessoal e ter sucesso na carreira.

Tenha um diário para analisar suas reações

O primeiro passo para construir a inteligência emocional é desenvolver a sua consciência emocional. Você deve fazer um esforço para saber os seus próprios pensamentos e as reações que terá para uma determinada situação. Pense em como você será percebido pelos outros em um momento ou acontecimento.

Um dos exercícios recomendados é ter um diário e escrever como você se comportou cada dia, que ações e reações teve, qual foi o feedback e como você pode melhorar a sua empatia. Seja sincero, escreva em detalhes a situação para que você possa ler novamente e tentar melhorar.

Coach ensina como planejar seu início de carreira.

Tenha interação social

Faça um esforço para participar de ações e atividades que tenham interação social com seus colegas de trabalho. Isso irá abrir você para oportunidades de empatia e ampliará sua rede de relacionamentos. Participe de todas as festas da empresa, treinamentos, café, eventos e prestigie seus colegas sempre que possível.

Busque treinamentos

As últimas dicas são: peça feedbacks de seus colegas (e aceite), busque oportunidades de treinamentos e formações para o desenvolvimento de mentores. Isso irá ajudar você a se integrar melhor na rede de relacionamentos da empresa, desenvolver habilidades sociais e definir também uma mentalidade certa para sua mudança comportamental.

Confira 5 dicas para alavancar sua carreira em 2019.



Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista, brasileira e mora no exterior há 5 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 14 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *