Dentistas em Portugal: quase 20% atuam fora do país

Dentistas em Portugal
Foto: NwC Consultoria

O número esconde um grande problema de saúde no país europeu.

A OMD (Ordem dos Médicos Dentistas) de Portugal registrou no final de 2018, 10.653 membros que estavam com a inscrição ativa e que atuam como dentistas em Portugal. Essa foi a primeira vez que a OMD ultrapassou a marca de mais de 10 mil membros com inscrição ativa.





Quase 20% dos dentistas portugueses atuam fora do país

O estudo “Os Números da Ordem” que foi publicado pela Ordem dos Médicos Dentistas, indica que 1.509 médicos dentistas estão exercendo a profissão, exclusivamente, fora do país, o que representa quase 20% dos profissionais do país.

Em Portugal a OMD estima que 9.385 profissionais atuem no país de forma exclusiva. O estudo mostra ainda que 327 médicos dentistas trabalham de forma simultânea em Portugal e em outro país e que 847 inscritos que não exercem a profissão.

Dos principais países de destino dos médicos dentistas portugueses estão:

  • Inglaterra
  • França
  • Suíça
  • Alemanha

Fora da Europa os dentistas de Portugal escolhem principalmente os Estados Unidos e os Emirados Árabes Unidos, na cidade de Dubai.

Leia também: Caos em Portugal, excesso de demanda no serviço de imigração.

Sobre o estudo

O estudo publicado pela OMD, “Os Números da Ordem”, é divulgado todos os anos e é uma maneira de traçar o perfil da profissão em Portugal. Na edição de 2019 ocorreram algumas alterações metodológicas que visam proporcionar uma melhor visão da realidade da profissão.

Orlando Monteiro da Silva, presidente executivo da OMD, explicou que “em anos recentes constatámos que um número estatisticamente relevante de médicos dentistas optou por manter a sua inscrição ativa na OMD ainda que a trabalhar no estrangeiro”.

Com isso, Orlando Monteiro da Silva afirma que “a partir desta edição, e com dados referentes a dezembro de 2018, passa a ser contabilizado o número de cédulas atribuído até ao final de cada ano e distinguindo o conceito de médico dentista com inscrição ativa na OMD, do de médico dentista a exercer a profissão em Portugal”.

Descubra onde é mais barato comprar casa em Portugal.

grupo-novo-facebook

Má distribuição geográfica

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que nos países ocidentais deve existir um médico dentista para cada 1.500 habitantes.

Em Portugal, na média, existe um dentista para cada 1.058 habitantes, porém a distribuição geográfica dos médicos dentistas não é homogênea.

Levando-se em consideração o endereço profissional dos médicos dentistas, conclui-se que existem regiões de Portugal com um rácio bastante abaixo do recomendado. No Baixo Alentejo, por exemplo, há um médico dentista para 2.875 habitantes.

Morar em Portugal, um guia completo.

Dentistas em Portugal: dados

De todos os membros da OMD, 60,2% são mulheres e a média de idades dos médicos dentistas em Portugal com inscrição ativa é de 39 anos.

Além disso, a OMD conta com membros com inscrição ativa de 46 nacionalidades, no entanto os médicos dentistas ativos de nacionalidade portuguesa representam 90,2% do universo total.

Dos médicos dentistas ativos de outras nacionalidades, destacam-se os brasileiros (498 no total, ou 4,7%), italianos (177 ou 1,7%) e espanhóis (138 ou 1,3%).

Economia portuguesa em 2019: saiba o que esperar, as mudanças e o salário mínimo.

Problema de saúde

Um estudo da Nova School of Business and Economics da Universidade Nova de Lisboa, utilizando dados do EU-SILC, mostra que Portugal é o segundo país da União Europeia com a maior porcentagem de pessoas com mais de 16 anos que relatam necessidades não satisfeitas em cuidados de saúde oral.

São 17,8%, um número muito acima da média da União Europeia (7,9%). Os dados sobre despesas em saúde das famílias portuguesas (Instituto Nacional de Estatística – INE) sugerem também claros problemas de acesso aos cuidados de saúde oral.

Com atendimento maioritariamente privado (90%), os custos elevados e o pouco acesso à saúde bucal levou o governo de Portugal a criar o Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral (PNPSO) que, mesmo assim, não impediu que os Portugueses estejam entre os povos das nações desenvolvidas com piores indicadores de saúde oral.

Os cuidados de saúde oral, de diferentes naturezas, não são realizados de forma completa em Portugal. A principal causa é a barreira financeira no acesso aos cuidados de saúde oral.

Fontes: Sábado, OMD, Cuidados Saúde Oral.

Veja também: como trabalhar em Portugal.

*Para fazer transferências internacionais de dinheiro, o Vagas pelo Mundo recomenda o site Remessa Online. Acesse o site e ganhe 10% de desconto em todas as suas transações utilizando o VOUCHER Remessa Online: vagaspelomundo.

*Para reservar hotéis com desconto, acesse o site Booking e pesquise as melhores opções de hospedagem.

*Para obter descontos de até € 41,00 euros na sua hospedagem pelo Airbnb, acesse o nosso voucher de desconto.

*Se você vai viajar e precisa alugar um carro, nós recomendamos o site Rentalcars, ele compara os preços de diversas locadoras e você consegue economizar bastante.



Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista, brasileira e mora no exterior há 5 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 14 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *