Vagas na Ryanair: companhia aérea vai contratar dois mil pilotos

vagas na Ryanair
Foto: The Conversation.

São duas mil vagas na Ryanair e a empresa aérea de baixo custo, na contramão da crise, está focada no futuro. Saiba mais!

A pandemia trouxe e continua trazendo muitas incertezas, especialmente para o setor de turismo, alojamento e viagens em geral. Porém, na contramão da crise e até de concorrentes do setor, foram anunciadas novas vagas na Ryanair. A empresa aérea irlandesa de baixo custo que opera principalmente na Europa está de olho no futuro e já está contratando novos pilotos.


Vagas na Ryanair para pilotos

A Ryanair deve recrutar dois mil novos pilotos nos próximos três anos. Com a encomenda de novas aeronaves e de olho na recuperação pós-pandemia, a diretoria da companhia aérea irlandesa quer reforçar seu time. A notícia, adiantada pelo jornal irlandês Independent, informa ainda que já começou a receber as aeronaves que foram encomendadas da Boeing. O seu primeiro Boeing 737-8200 Gamechanger já chegou e o novo avião promete ajudar na redução de custos, do consumo de combustível e na diminuição do ruído e nas emissões de CO2.

Os cursos de treinamento para as novas funções já estão acontecendo e a Ryanair quer que seus novos funcionários estejam prontos para o verão de 2022. As vagas na Ryanair são para cargos em toda a Europa e a empresa aérea firmou uma parceria com a Airline Flight Academy em Dublin, capital da Irlanda, para oferecer cursos de treinamento para Boeing 737 como parte desse processo de recrutamento.

Esta é uma ótima notícia para pilotos experientes e aspirantes, mas também para nossos próprios pilotos, que desfrutarão de promoções aceleradas. Ao longo da pandemia, a Ryanair trabalhou em estreita colaboração com o nosso pessoal para salvar empregos e estamos muito satisfeitos por começar a planejar um regresso ao crescimento nos próximos anos, à medida que nos recuperamos da crise causada pela COVID-19 e crescemos para 200 milhões de passageiros até FY2024 [ano financeiro].

Darrell Hughes, diretor de pessoal da Ryanair

Vagas na Deliveroo: empresa busca 400 profissionais de tecnologia.

Ryanair recuperando mercado na Europa

Nos últimos meses a companhia aérea Ryanair viu a quantidade de viagens aéreas na Europa aumentar consideravelmente. A Irlanda e o Reino Unido ainda são uma pedra no sapato da companhia aérea, porém o presidente-executivo do Grupo, Michael O’Leary, está confiante com a retomada nos voos operados pela empresa que comanda. De acordo com a agência de notícias Reuters, a empresa aérea irlandesa de baixo custo transportou mais de 5 milhões de passageiros em junho de 2021.

Para você ter uma ideia, em abril de 2020 a Ryanair transportou somente 400 mil pessoas. Em 2019, antes da pandemia existir, foram 14,2 milhões de pessoas que utilizaram os aviões da Ryanair como meio de transporte em junho de 2019. Para Michael O’Leary as expectativas são boas e a companhia aérea prevê transportar oito milhões de passageiros no mês de julho de 2021.

O’Leary disse em entrevista para uma rádio da Irlanda que: “Houve um grande aumento na recuperação das viagens aéreas pela Europa. Acho que a Europa, excluindo a Irlanda, vai recuperar 75-80% do volume normal de tráfego em julho, agosto e setembro”.

Você viu? Existem mais de 1 milhão de vagas disponíveis no Reino Unido e país sofre com escassez de talentos.

Vagas na Ryanair

Se você pretende se candidatar a uma das vagas na Ryanair, acesse o portal de empregos e carreiras da companhia. Nele você pode selecionar o país, a vaga, ler os requisitos e, caso os cumpra, enviar o seu currículo diretamente para a empresa. Boa sorte!

*Aproveite para ouvir também o nosso Podcast Partiu Morar Fora e uma entrevista com um piloto de avião que mora no Qatar:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *