10 dicas para viajar de avião com bebê

Viajar de avião com bebê
Foto: Sittercity

Confira 10 dicas infalíveis para viajar de avião com bebê e ter mais tranquilidade.

Viajar de avião com bebê não é uma tarefa simples, mas com planejamento e apoio é possível. Na primeira vez que viajei com a minha bebê de avião ela tinha 8 meses. Achei uma experiência tranquila, no meu caso, muito mais tranquila que uma viagem de carro. O sucesso da viagem vai depender muito da sua calma e do temperamento do seu bebê. Por isso, hoje vou te dar dicas que podem te ajudar e muito! Vamos lá?





Dicas para viajar de avião com bebê

Confira dicas para viajar de avião com bebê e evitar estresses desnecessários.

10) Planejamento

O primeiro passo é planejar sua viagem de avião com alguns meses de antecedência e de preferência viajar acompanhada do marido/parceiro, de um familiar ou amigo/a. Carregar um bebê sozinha, mais mala, brinquedos, bolsa, não é nada fácil. Por isso, se tiver a opção, prefira viajar com alguém junto para ajudar. Desde que tive minha filha, não uso mais bolsa, apenas mochila ou bolsa de bebê lateral, assim fica mais fácil se movimentar.

Na hora da compra da passagem aérea, você precisa informar que estará viajando com um bebê. Normalmente as companhias cobram taxas adicionais para os bebês, mas você tem direito de levar até 2 peças do carrinho de bebê (desde que elas se encaixem).

Confira um guia definitivo de como comprar passagens aéreas baratas.

9) Documentação

Para poder viajar de avião com bebê, ele também precisará de um documento válido. Por isso, é necessário ter a certidão de nascimento ou a carteira de identidade do bebê para os voos dentro do Brasil. Dentro do Brasil, crianças menores de 12 anos sempre devem ser acompanhadas dos pais (um dos dois). Já para voos internacionais, é necessário o passaporte do bebê.

Se você mora no exterior e possui algum tipo de visto, o bebê também precisará de visto e de uma autorização de residência para poder ir e voltar. Parece estranho e na verdade é. Quando o bebê nasce em Portugal, por exemplo, como foi meu caso, você tem apenas 6 meses para fazer a certidão de nascimento brasileira, o passaporte brasileiro no consulado e depois ir ao SEF pedir o reagrupamento familiar. É uma burocracia sem tamanho e você precisa resolver tudo bem antes da sua viagem.

O passaporte brasileiro no Consulado leva em média 7 dias para ficar pronto. E você pode determinar se o bebê poderá viajar com um dos pais sozinho, com os dois pais juntos ou com uma outra pessoa.

Se seu bebê já nascer com cidadania portuguesa (se os pais já tiverem, ou nascerem depois da nova lei de 2 anos de residência dos país), é possível fazer apenas o passaporte português. Há a opção de passaportes de urgências (um pouco mais caro), mas que fica pronto no mesmo dia.

10 dicas infalíveis para economizar em uma viagem.

8) Com que idade bebê pode viajar de avião?

A maioria das companhias aéreas só transporta bebês com mais de 7 ou 14 dias de vida. Mas essas viagens só devem ser feitas em caso de extrema necessidade. O ar condicionado forte, um lugar fechado com muita gente e o bebê ainda sem as vacinas, não é uma combinação boa.

Por isso, o ideal é que você planeje para viajar de avião com bebê depois de 3 meses do nascimento. Ou depois que ele fizer as primeiras doses de vacinas, para o proteger do ambiente do aeroporto, onde passam muitas pessoas e de vários cantos do mundo.

grupo-novo-facebook

7) Horário e tempo de voo

Meu conselho é que você evite voos longos nos primeiros meses de vida do bebê. Se for possível faça viagens mais curtas (de até 3 horas no máximo). O horário do voo, você pode programar conforme os horários do seu bebê, mas isso, nem sempre é possível.

Já pensou em caminhar para ganhar milhas aéreas?

6) Check-in prioritário

Algumas companhias aéreas dão prioridade para famílias que viajam com bebês. Já outras (como as low cost na Europa), você precisa pagar para ter entrada prioritária no avião. Tudo depende da boa vontade dos atendentes. Para evitar correria, chegue com tempo no aeroporto e garanta que tudo saia como o planejado.

Antes de sair de casa, não esqueça de fazer um checklist de viagem: com os passaportes e documentos de todos, folha impressa do check-in, dinheiro, cartões do banco, celular, carregador, etc.

Checklist viagem: uma lista completa para te ajudar.

Durante o raio-x, na maioria dos aeroportos existe um espaço maior para famílias. Você poderá levar líquidos e comidas para seu bebê, sem problemas. Inclusive, remédios líquidos maiores de 100ml. Mas para passar no raio-x precisará tirar tudo da mala.

5) Pouso e docolagem

Durante o pouso e a decolagem é muito normal os bebês terem dor de ouvido. A pressão é muito grande e se nós já adultos já sentimos, imagine eles. O ideal é amamentar o bebê durante toda a decolagem e também o pouso. Eu por exemplo, não dei mamar para minha bebê antes do voo, para que ela tivesse fome e quisesse mamar durante a decolagem.

A nossa primeira viagem de avião com bebê teve duração de 2h20, de Portugal para a Irlanda. Um período tranquilo para entreter o bebê. Se seu bebê não mama mais no peito, opte pela mamadeira ou então por uma maçã. A mastigação durante o pouso e decolagem ajudam a aliviar a dor de ouvido.

4) O que levar na bolsa do bebê

Na bolsa do bebê durante o voo de avião leve o essencial:

  • fraldas;
  • lenços umedecidos ou o que você utiliza para limpar o bebê;
  • mamadeira com água ou leite (depende da idade do seu bebê);
  • comidas para o bebê;
  • duas mudas de roupas completas;
  • fraldas de boca;
  • brinquedos para morder;
  • algum medicamento que ele/a utilize, como remédios para cólicas, paracetamol para dor/febre, etc;
  • coberta para o bebê.

Quando começamos a viajar de avião com bebê cada vez menos levamos mais roupas e sapatos para nós pais, e nossa mala fica repleta de coisas de bebê. O mais importante é levar todos os remédios que ele possa precisar durante sua estada fora, um termômetro e seu brinquedo favorito, para lhe trazer aconchego.

Veja também: Companhia aérea norueguesa de baixo custo começa a operar no Brasil com voos para a Europa por R$ 1 mil.

3) Troca de fralda no voo

Os aviões são equipados com trocadores em pelo menos um dos banheiros. Você pode pedir ajuda para as comissárias de bordo, normalmente elas te ajudam a montar e preparar o banheiro (minúsculo, rs).

Conheça as melhores companhias aéreas do mundo.

2) Alimentação do bebê

Durante o voo, se seu bebê já come papinhas e frutinhas, você pode levar seus alimentos favoritos, frutas batidas, purês, papinhas em potes e bolsinhas térmicas para conversar mais tempo. Leve também babador, colher de plástico e guardanapos ou lenços umedecidos.

1) Tranquilidade durante o voo

Durante voos curtos, os bebês de até 2 anos viajam no colo dos pais, com um cinto acoplado. Para viagens longas, são disponibilizados berços durante o voo. Procure manter a tranquilidade e passar isso para o seu bebê. Quanto mais relaxadas estivermos, mais tranquilo será o voo.

De vez em quando, levante com o bebê, caminhe um pouco no avião. O distraia, mostrando a vista da janela. Se precisar, peça ajuda para as pessoas que estão ao lado ou para as comissárias de bordo. Você não tem obrigação de ser uma super mãe, afinal, somos todos humanos. Com certeza, você irá encontrar almas boas no seu caminho! Tenham uma boa viagem!

Viagem de avião: como evitar que produtos vazem na mala.

*Para obter descontos de até € 30,00 euros na sua hospedagem pelo Airbnb, acesse o nosso voucher de desconto!

*Para alugar um carro na Europa, nós recomendamos o site Rentalcars, ele compara os preços de diversas locadoras e você consegue economizar bastante.

*Se você precisa enviar ou receber dinheiro no exterior, nós recomendamos o site Remessa Online. Acesse o site e ganhe 10% de desconto em todas as suas transações utilizando o VOUCHER Remessa Online: vagaspelomundo.



Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há quase 5 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou 4 anos e meio em Portugal e atualmente está passando uma temporada na Inglaterra. Atua há 14 anos na área de Jornalismo, produção de contéudos e mídias sociais.

2 comentários em “10 dicas para viajar de avião com bebê

  • 28 de março de 2019 em 12:31 pm
    Permalink

    Olá Erika! Sim, sou mãe há 16 meses =D Em Portugal a nacionalidade portuguesa é passada pelo sangue e não pelo território. Ela nasceu em Portugal, mas é filha de brasileiros. Por isso, é brasileira nascida em Portugal. Ela tem certidão de nascimento portuguesa, mas não tem cidadania ainda. Por isso, tivemos que fazer certidão brasileira e passaporte brasileiro no consulado. Bastante burocrático. Um abraço!

  • 27 de março de 2019 em 10:17 pm
    Permalink

    Que dicas ótimas Amanda! Eu nem sabia que você já é mãe! Só que eu “buguei” com o tópico sobre o passaporte… Se sua bebê nasceu em Portugal, ela não é portuguesa e pronto? Ou seja, não tem um único passaporte, que o português?!? Você precisou a registrar como brasileira? Não entendi…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *