Morar nos Estados Unidos: tipos de vistos

Morar nos Estados Unidos
Foto: Pixabay

Conheça quais os tipos de visto para morar nos Estados Unidos.

A conhecida expressão “American Dream” (Sonho Americano), foi cunhada pelo escritor norte americano James Truslow Adams, ele teria se baseado na Declaração da Independência dos Estados Unidos, que proclama que “todos os homens são criados iguais” com direito a “vida, liberdade, propriedade e a busca pela felicidade”.

E é em busca desse Sonho Americano que milhares de pessoas em todo mundo fazem o pedido de visto para morar nos Estados Unidos. E não são poucos os pedidos que partem do todos os cantos do mundo.





De acordo com a lei norte-americana, a cada ano fiscal (1° de outubro a 30 de setembro), aproximadamente 140 mil vistos de imigrantes para morar nos Estados Unidos, com base no emprego são disponibilizados para os candidatos qualificados.

Os vistos de emprego são divididos em cinco categorias de preferência. Certos cônjuges e filhos podem acompanhar ou seguir para se juntar a imigrantes baseados no emprego. No entanto, este tipo de pedido tem sido em média 3 vezes maior do que este limite, já que este é um dos vistos mais requisitados para o país.

Tipos de visto para morar nos Estados Unidos

Os tipos de visto variam bastante, e seja para morar definitivamente ou temporariamente é preciso comprovar exatamente o que você vai fazer enquanto morar nos Estados Unidos.

A terra do Tio Sam está entre os países que mais recebem pedido de visto, mas para quem pretende viver por lá é preciso muitas regras, preencher requisitos e comprovar com muita documentação os propósitos da viagem e da intenção de morar nos Estados Unidos.

Confira a lista com cada um dos tipos de visto para morar nos Estados Unidos:

Visto de Tratado e Investidor (E-1 / E-2)

Para investidores, comerciantes e funcionários podem receber vistos para continuar seus negócios nos Estados Unidos. Isso se seu país de origem tiver um tratado comercial com os EUA que confiram a elegibilidade do visto, como é o caso do Brasil.

Conheça todos os tipos de vistos de investimento para viver nos Estados Unidos e o que é preciso para solicitar.

Visto de estudante (F-1 e M-1)

Candidatos que procuram um curso completo de estudo em uma escola nos Estados Unidos podem ser elegíveis para um visto para o curso de seu estudo. É possível pedir um período de treinamento prático em sua área de estudo.

Ocupação especializada – Profissional (H-1B)

Trabalhadores profissionais com pelo menos um diploma de bacharel (ou sua experiência de trabalho equivalente) podem solicitar este visto. É preciso que seus empregadores demonstrem o pagamento, pelo menos, do salário vigente para a posição.

Conheça as 30 empresas que mais patrocinam visto de trabalho para os Estados Unidos.

Visto para Intercâmbio (J-1 e Q-1)

Pessoas que vão aos Estados Unidos inseridos em um programa de intercâmbio aprovado podem solicitar o J-1.
Geralmente abrangem alunos, acadêmicos de curto prazo, recém-formados, professores, pesquisadores, especialistas, visitantes do governo, conselheiros de campo e au pairs (babá nos EUA).

grupo-novo-facebook

Visto para Noiva(o) (K-1)

É o visto para noivo(a) de cidadão americano, permitindo assim que a pessoa viaje para os EUA com o intuito de realizar o casamento e firmar moradia no país.

Filhos menores de 21 anos (K-2)

Filhos menores podem viajar acompanhados do pai ou da mãe em uma viagem aos Estados Unidos.

Eles também podem solicitar um visto mais tarde, para se reunir aos pais, depois que o pai ou a mãe tenha entrado nos Estados Unidos, casado e a residência permanente tenha sido oficializada.

No caso de ser solicitado mais tarde, a entrada no processo de visto para filhos menores deverá ser feita em até um ano depois da data da entrevista ou quando o visto de noivo(a) do pai ou da mãe for emitido.

Visto Trabalho Extraordinário (O-1)

Reservada para estrangeiros com habilidades extraordinárias. Uma pessoa que se destaca em seu campo de atuação, podendo ser na área de artes, esportes ou mesma na área médica/científica, entre outras.

Saiba como fazer o programa Au Pair nos Estados Unidos.

Visto para Artistas e Atletas (P-1)

Esta categoria abrange atletas, artistas de modo geral.

Visto para Trabalhadores religiosos (R-1)

Pessoas que trabalham em prol das suas instituições religiosas podem solicitar este visto, geralmente padres, freiras, pastores ou membros de destaque na sua religião.

Veja também como fazer o Visto Americano de turismo.

Programa de Vistos de Diversidade

Conhecido também como Loteria de Vistos. Candidatos são selecionados aleatoriamente, por computador, entre as inscrições qualificadas. Segundo o site da embaixada e dos consulados dos EUA no Brasil, o programa prevê disponibilizar para o ano de 2019, por seleção aleatória, 55 mil vistos de imigrantes a pessoas de países com baixas taxas de imigração para os Estados Unidos.

Ser “sorteado” não significa ganhar automaticamente o direito de viver no país, mas representa o primeiro passo para obter o visto permanente em um processo que inclui entrevista e exige escolaridade mínima e experiência profissional.

Se concedida, a autorização para morar nos Estados Unidos se estende ao parceiro – que pode ser do mesmo sexo – e ainda aos filhos menores de 21 anos. O presidente Donald Trump pretende eliminar esta categoria de visto.

É importante saber que a lista é extensa e varia entre as categorias. Os detalhes e as variáveis de cada visto para quem pretende morar nos Estados Unidos estão disponíveis no site da Embaixada dos Estados Unidos.

Descubra quais são os 38 países que entram nos EUA sem visto.

Green Card para morar nos Estados Unidos

passport-usa
Para um estrangeiro morar nos Estados Unidos definitivamente é preciso ter o US Permanent Resident Card, mais conhecido como Green Card.

O Green Card nada mais é que um visto permanente para viver nos Estados Unidos.

De acordo com o Departamento de Segurança Interna, mais de 35 mil brasileiros conquistaram o título de “residente permanente nos EUA” entre outubro de 2013 e setembro de 2016. Já nos quatro primeiros meses de 2017, o número de green cards concedidos ultrapassou 3,5 mil.

De acordo estatísticas da Casa Branca, 65% das autorizações de residência concedidas a cada ano estão relacionadas à existência de laços familiares.

As estatísticas do Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS) confirmam que os pedidos de naturalização aumentaram 35% e que o número de pessoas que recebem a cidadania se mantém entre 700 mil e 750 mil anualmente.

Conheça as profissões para brasileiros que estão em alta nos Estados Unidos.

Como dar entrada do Brasil para o visto para morar nos Estados Unidos

No Brasil, o órgão que concede os vistos é o Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro. Porém, é possível encaminhar pedidos e buscar informações nas embaixadas e consulados no Recife, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre. Todos os telefones e endereços estão disponíveis no site da Embaixada dos Estados Unidos.

De acordo com a Embaixada dos Estados Unidos, para solicitar um visto de imigrante, um cidadão estrangeiro que quer imigrar geralmente precisa ser patrocinado por um parente imediato que seja cidadão dos EUA ou residente legal permanente ou um promitente empregador dos EUA e ter um petição aprovada antes de solicitar um visto de imigrante.

Veja também como trabalhar nos Estados Unidos nas férias.



Liliane Machado

Liliane Machado é jornalista, brasileira, mora em Portugal e faz Mestrado em Ciências da Comunicação na Universidade do Minho. Já morou na Itália, ama contar histórias e uma boa conversa, seja com pessoas ou animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *