Trabalhar no Canadá: visitantes podem solicitar autorização sem ter que sair do país

Trabalho no Canada
Foto: CTV News

Se você pretende trabalhar no Canadá, saiba que houve uma mudança importante na lei de imigração. Desse modo, os visitantes internacionais que estão no país com oferta de trabalho, podem se inscrever para ter a autorização de trabalho sem ter que sair do país.


Trabalhar no Canadá – mudança na lei

O Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC – Imigração, Refugiados e Cidadania Canadá) publicou um comunicado à imprensa em 24 de agosto de 2020. Desse modo, de acordo com a publicação, os visitantes que estão no Canadá e têm uma oferta de trabalho válida poderão se inscrever para uma autorização de trabalho. Se aprovada, podem receber a autorização sem ter que deixar o país.

O pronunciamento da mudança na regra se refere a uma política pública anunciada por Marco Mendicino, Ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania. Contudo, a mudança da política é temporária e já está em vigor.

Desse modo, a intenção é beneficiar os empregadores no Canadá que continuam a enfrentar dificuldades para encontrar trabalhadores.

Além disso, a mudança irá beneficiar também os residentes temporários que querem trabalhar no Canadá. Pois, se querem contribuir com trabalho e habilidades para ajudar o país a se recuperar da crise causada pela pandemia de COVID-19, serão bem-vindos.

Leia também: Como trabalhar no Canadá, formas de visto e salários.

Pandemia motivou mudanças urgentes

Ainda de acordo com o comunicado, durante a pandemia os residentes temporários que ficaram no Canadá foram incentivados a manter um status legal válido. Entretanto, com as viagens aéreas limitadas no mundo todo, alguns visitantes que estavam no Canadá não puderam sair.

Além disso, muitos trabalhadores estrangeiros tiveram que mudar o status de visitante. Isso porque a autorização de trabalho estava expirando e eles não tinham uma oferta de emprego para se inscrever. Desse modo, muitas empresas no Canadá também enfrentaram uma dificuldade grande em encontrar pessoas com qualificação no período da pandemia.

Trabalhar no Canadá – Requisitos de elegibilidade

Para trabalhar no Canadá e poder se beneficiar da nova política pública temporária, os interessados precisam:

  • ter status de visitante válido no Canadá no dia em que se inscreverem;
  • estavam no país em 24 de agosto de 2020 e permaneceram no Canadá;
  • estão com uma oferta de emprego válida;
  • enviar um pedido de autorização de trabalho específica do empregador que seja apoiada por uma Avaliação de Impacto no Mercado de Trabalho (LMIA – Labour Market Impact Assessment) ou uma oferta de emprego isenta do LMIA, até 31 de março de 2021;
  • atender a todos os outros critérios de admissibilidade padrão.

Contudo, para trabalhar no Canadá se faz necessário lembrar que a política pública é temporária, mas também é uma boa oportunidade para os candidatos que atendem aos critérios estabelecidos pelo governo canadense e que tiveram uma autorização de trabalho válida nos últimos 12 meses.

Desse modo, é possível começar a trabalhar antes de que o pedido de autorização de trabalho seja totalmente finalizado. Entretanto, para fazer isso é necessário acessar o site onde estão as autorizações de trabalho no Canadá e seguir as instruções.

Nova política de trabalho no Canadá já está em vigor

A nova política para trabalhar no Canadá já está valendo de acordo com o Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC – Imigração, Refugiados e Cidadania Canadá). Desse modo, ela irá beneficiar os residentes temporários que já estão no Canadá com uma oferta de emprego, mas não se aplica a quem chegar ao Canadá como visitante depois de 24 de agosto de 2020.

Contudo, os visitantes que atenderem aos critérios de elegibilidade podem se inscrever na nova política de imigração temporária. Sendo assim, a mudança inclui titulares de Super Visa, visitantes que estão a negócios e pessoas que vieram para o Canadá por meio de uma isenção de autorização de trabalho da Estratégia Global de Habilidades (Global Skills Strategy).

Conheça as Melhores empresas para trabalhar no Canadá em 2020.

Antes e depois da mudança na lei para trabalhar no Canadá

Até a mudança na lei, todas as pessoas que queriam solicitar autorizações para trabalhar no Canadá estando na condição de residentes temporários, tinham que fazer isso antes de ir para o país. Desse modo, se estivessem como visitantes na aprovação para uma autorização de trabalho, tinham que deixar o país e retornar a fim de ativar a autorização.

Contudo, agora a mudança na política vai beneficiar os cidadãos que querem trabalhar no Canadá, mas também os empregadores e donos de empresa canadenses que estão contratando trabalhadores estrangeiros. Dessa maneira, o governo do Canadá pretende minimizar a dificuldade constante em contratar profissionais qualificados que se agravou durante a pandemia.

Ministro da Imigração do Canadá

O Ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania, Marco Mendicino, afirmou no comunicado: “Ouvimos empregadores que continuam enfrentando desafios para recrutar e contratar os trabalhadores de que precisam durante a pandemia”.

Contudo, ainda de acordo com o político, “esta isenção dos requisitos normais de autorização de trabalho temporário visa remover barreiras para criar uma força de trabalho mais ágil que alavanca os visitantes com as habilidades e experiência para acelerar nossa recuperação econômica”.

Você poderá gostar: Intercâmbio no Canadá, dicas para estudar inglês no país.

Trabalhar no Canadá – mais flexibilidade de permissão de estudo e trabalho

Trabalhar no Canada
Foto: Jornal North News

Além disso, o governou apresenta três novas medidas para ajudar quem está em busca de oportunidades de estudo e quer trabalhar no Canadá. Tudo isso durante a pandemia de coronavírus. O Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC) anunciou as seguintes medidas:

  • Os estudantes podem agora estudar online enquanto estão no exterior até 30 de abril de 2021. Isso sem dedução do tempo de duração do PGWP (Post-Graduation Work Permit – Permissão de Trabalho de Pós-Graduação). Entretanto, precisam concluir 50% dos estudos no Canadá;
  • Estudantes que se inscreveram em um programa de 8 a 12 meses de duração, poderão concluir todo o programa no exterior. Isso desde que a data de início fique entre maio e setembro de 2020. Contudo, ainda poderão se qualificar para um PGWP (Post-Graduation Work Permit);
  • Os alunos inscritos em um programa com início entre maio e setembro de 2020 e estudam online até 30 de abril de 2021 e que se formaram em mais de um programa elegível podem combinar a duração de seus programas de estudo ao se inscreverem para um PGWP, desde que 50% dos estudos sejam concluídos no Canadá.

Estudar no Canadá – Post-Graduation Work Permit (PGWP)

O Post-Graduation Work Permit (PGWP) é muito procurado pelas pessoas que querem estudar no Canadá. Sendo assim, depois que um estudante conclui um programa elegível em uma instituição de ensino designada pelo Canadá (por exemplo, uma universidade ou faculdade), ele pode obter um PGWP por um período máximo de três anos.

Além disso, a duração final do PGWP depende do período de tempo que o indivíduo estudou em um DLI canadense. Desse modo, o PGWP permite que ex-alunos internacionais trabalhem para qualquer empregador canadense.

Ex-alunos que desejam se tornar residentes permanentes canadenses procuram aproveitar a experiência de trabalho que adquiriram para aumentar suas chances de imigração canadense.

Leia também: Canadá quer diversificar o número de estudantes internacionais.

Experiência no país ajuda a trabalhar no Canadá

Ganhar experiência de trabalho no Canadá pode ajudar as pessoas que são elegíveis para algumas modalidades de imigração. Entre eles, está o programa Express Entry‘s Canadian Experience Class.

Entretanto, por conta da pandemia e das restrições atuais de viagens do Canadá, muitos estudantes internacionais não podem entrar no país atualmente. Desse modo, isso tem causado vários problemas, pois antes da pandemia, o ensino à distância, por exemplo, não podia contar para a elegibilidade ao PGWP.

Veja também: Trabalhar no Canadá, executivo brasileiro dá dicas para morar e trabalhar em Montreal.

Mudanças no PGWP

A pandemia trouxe mudanças, pois o IRCC (Immigration, Refugees and Citizenship Canada) fez uma série de anúncios. Além disso, passou a permitir que o aprendizado online contasse para a elegibilidade ao PGWP.

Entretanto, para serem elegíveis para as medidas, os estudantes devem ter apresentado um pedido de autorização de estudo. O pedido precisa ser anterior ao início de um programa de estudos no semestre da primavera / verão / outono de 2020. Contudo, vale também para o semestre de janeiro de 2021.

Para finalizar, o IRCC disse que as restrições relacionadas ao COVID-19 do Canadá serão amenizadas com base no progresso do vírus no país. O IRCC continuará monitorando a situação canadense e internacional enquanto explora mudanças adicionais que por ventura, possam ser feitas.

Conheça as melhores cidades para viver no Canadá.

livro morar fora claudio abdo

*Cupons de desconto Vagas pelo Mundo:

Ganhe descontos de até € 41,00 euros na sua hospedagem pelo Airbnb, acesse o nosso voucher de desconto (válido para todos os países do mundo).

Para reservar seu seguro de viagem com desconto, acesse o nosso cupom de desconto do Seguros Promo, você pode comparar seguradoras e escolher a melhor cobertura.

Compre passagens aéreas com preços promocionais pelo site Passagens Promo e economize mais de 35% para viajar pelo Brasil ou para o exterior.

Viaje com um chip internacional de celular antes mesmo de sair no Brasil. Acesse o site America Chip, ganhe 5% de desconto com o voucher: vagaspelomundo e receba em casa.

Para reservar hotéis com desconto, acesse o site Booking e pesquise as melhores opções de hospedagem.

Em conclusão, se você vai viajar e precisa alugar um carro, nós recomendamos o site Rentalcars, ele compara os preços de diversas locadoras e você consegue economizar bastante.

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista brasileira e mora no exterior há 6 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 15 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *