Dicas da diretora de Recursos Humanos do Google para criar um currículo matador

dicas para criar um currículo matador
Foto: Edmond Dantès – Pexels.

Criar um currículo matador faz toda a diferença, especialmente quando você está concorrendo com pessoas do mundo todo. Confira dicas para tornar o seu mais atrativo!

Todos os anos, as multinacionais recebem milhares de currículos. Os profissionais interessados enviam o material, mas muitas vezes não sabem o que pode fazê-los se destacar no meio da multidão. Para você ter uma ideia, em apenas um ano o Google recebeu 3,3 milhões de currículos de acordo com a diretora de talento e divulgação da companhia, Kyle Ewing.

Tudo bem que não é de se surpreender que muitas pessoas queiram um emprego no Google, entretanto o mais interessante é que a maior empresa de tecnologia do mundo não usa robôs para filtrar currículos e é uma pessoa real que lê cada documento.


Dicas do diretor de recursos humanos do Google para criar um currículo matador

Kyle Ewing faz questão de dizer que no Google são pessoas que escolhem pessoas. O trabalho de seleção para a contratação de novos talentos para a companhia é feito totalmente por humanos. E Ewing ressalta, em entrevista concedida ao portal Fast Company, que o Google treina as pessoas para que façam uma análise de currículo que leva em consideração as habilidades e as competências para o exercício de uma função na empresa.

Porém, para conseguir se destacar entre milhares de candidatos, a diretora de recursos humanos do Google dá dicas importantes para criar um currículo matador. Por isso, se você está em busca de um novo emprego ou está simplesmente atualizando seu currículo, saiba o que empresas como o Google esperam de você e descubra como se destacar.

Leia também: os trabalhos remotos que mais estão contratando em 2021.

Sua experiência

É importante que você olhe para o seu currículo como um espaço onde você tem a oportunidade de comemorar os seus feitos e realizações. Ewing diz que o Google incentiva as pessoas a não darem importância somente para as experiências de trabalho anteriores e de estudo, mas também a transmitirem a experiência que ganharam e as lições que aprenderam pelo caminho.

Caso você seja um recém-formado, inclua experiências como pesquisa acadêmica, experiência de tutoria e grupos de alunos ou projetos de classe recentes, diz ela. Além disso, mostre realizações profissionais, bem como destaque os pontos de contato entre trabalho e vida pessoal.

Suas experiências de voluntariado, os projetos que nutrem e as atividades que exerce fora do horário de trabalho também importam. Você pode incluir isso no seu currículo e essas atividades, muitas vezes, contam uma história melhor sobre você além do trabalho. Ajuda, como diz Ewing, a criar “[…] uma narrativa holística do candidato”.

Isso porque, para ela, “no Google, o que você adiciona à nossa cultura é o que você contribui além das nove às cinco. Sabemos que a experiência vem em muitas formas diferentes”.

Confira também: dicas para evitar o esgotamento profissional.

Impacto dos resultados

Além do que você aprendeu, pense no impacto que você causou em suas funções e projetos anteriores. Muitas vezes as pessoas são ensinadas a usar dados em um currículo, mas eles precisam estar conectados ao impacto que causaram, diz Ewing. “Inclua frases para descrever esses dados, você precisa de uma linguagem para uni-los”.

Se você está se candidatando a uma função empresarial como, por exemplo, para gerenciamento de contas, você deve transmitir sua experiência compartilhando o que você realizou, como foi medido e como foi feito.

Um exemplo simples é redigir a frase da seguinte forma: “Por conta do meu trabalho, aumentei a receita de 15 clientes de pequenas empresas em 10% trimestre a trimestre, mapeando novos recursos de software como soluções para seus objetivos de negócios”. Essa estrutura também pode ser aplicada a quaisquer posições de liderança relevantes, honras universitárias ou outros tipos de reconhecimento. Ainda para Ewing, é importante você mostrar seus feitos, mas nunca esquecer de fazer isso com humildade.

Reconhecimento profissional: sinais de que a empresa não se importa com você.

Linguagem e palavras-chave

Ao compartilhar sua experiência e resultados, considere a descrição do trabalho como um guia para identificar os atributos a serem destacados.

“Preste muita atenção a essas palavras-chave, pois muitas vezes são o que os recrutadores procuram em currículos para preencher funções específicas”, diz Ewing. “Um atalho é destacar ativamente qualquer palavra crítica em um posto de trabalho que se alinhe com suas habilidades e conhecimentos existentes e inclua o que é relevante em seu currículo”.

Ewing sugere o uso de marcadores para ajudar os recrutadores a se manterem engajados. Em seguida, demonstre como você possui as habilidades necessárias para ocupar a vaga disponível.

Você viu? Relatório mostra aumento de empregos de Marketing remoto nos EUA.

O que você pode fazer pela empresa

Ewing diz que deseja que o candidato explique o que ele traz para a organização, não apenas o que o torna adequado para a função. “Como seu currículo costuma ser sua primeira impressão para os recrutadores, dependendo da função e do tempo de serviço, considere adicionar uma pequena seção de resumo no topo”, diz ela.

“Concentre-se na experiência de trabalho relevante e no que você pode agregar à organização”. Você também pode agregar valor fornecendo exemplos qualitativos e quantitativos de experiências anteriores, em vez de uma lista de funções de trabalho recentes.

“No Google, temos o compromisso de avaliar os candidatos com base em suas competências, não apenas em suas credenciais”, diz Ewing. “E como não existe um tipo de Googler, estamos sempre procurando pessoas que tragam novas perspectivas e experiências de vida para nos ajudar a construir equipes, produtos e serviços mais fortes”.

Mercado de trabalho em Portugal: quais as suas chances de ser contratado.

Dicas finais para criar um currículo matador

Desenvolver e criar um currículo matador é uma tarefa árdua, por isso profissionais como Kyle Ewing advertem que os candidatos precisam ter alguns cuidados na elaboração do documento. Se você teve um dia difícil no seu trabalho atual ou está passando por um momento de tensão e saindo do emprego, tenha calma, pois pode não ser o momento ideal para criar um currículo de impacto.

Uma dica final é adquirir o hábito de atualizar seu currículo sempre no mês de janeiro, por exemplo, e sempre abordá-lo com cuidado para que os seus feitos e experiências possam chamar a atenção dos recrutadores.

*Aproveite para conhecer nosso canal do Youtube e se inscrever:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *