10 empregos do futuro nos Estados Unidos para a próxima década e quanto eles pagam

empregos do futuro no Estados Unidos
Foto: Enel Green Power.

Conheça os empregos do futuro nos Estados Unidos que terão o crescimento mais rápido na próxima década e quanto eles pagam. Saiba mais!

A pandemia fez o mundo do trabalho mudar drasticamente nos últimos meses em todo o mundo. E nos Estados Unidos não foi diferente, pois foram milhões de americanos que decidiram mudar de carreira ou abandonar os escritórios para sempre durante a pandemia. Apesar da previsão em torno das oportunidades de emprego nos Estados Unidos não serem das melhores no país nos próximos 10 anos, o Bureau of Labor Statistics mostra que há uma demanda por determinados empregos no país que será cada vez maior.


Empregos do futuro nos Estados Unidos

De acordo com uma nova análise do BLS (Bureau of Labor Statistics), existe uma expectativa de que os Estados Unidos criem 11,9 milhões de empregos até 2030. Obviamente que muitos dos empregos criados são nas indústrias e mercados que foram mais afetados pela pandemia. Projeta-se que a preparação de alimentos e trabalhos relacionados a serviços, incluindo servidores, cozinheiros e funcionários de fast food, adicionem cerca de 1,5 milhão de empregos no país até 2030.

Os técnicos de manutenção de turbinas eólicas lideram a lista de empregos com mais demanda nos Estados Unidos na próxima década. Para esse grupo de trabalhadores a previsão é de que haja um salto de 68,2% nas oportunidades de trabalho. Outros empregos no ranking se enquadram em três categorias: Energia Renovável, Dados (TI) e Saúde.

Morar nos Estados Unidos: tipos de vistos, veja as opções para imigrar.

10 empregos do futuro nos Estados Unidos e quanto eles pagam

O ranking criado pelo BLS traz a informação dos empregos do futuro nos Estados Unidos e quanto eles pagam. Veja abaixo:

10º — Médicos Assistentes

A projeção do Bureau of Labor Statistics (BLS) é que haja um aumento de 31% na demanda por médicos assistentes nos Estados Unidos na próxima década. Estes profissionais receberão de salários anuais, em média, US$ 115.390.

Leia também: os 25 profissionais mais bem pagos nos Estados Unidos.

9º — Cientistas de dados (TI)

No caso dos cientistas de dados (Data Scientist), o aumento previsto pelo BLS é de 31,4% na próxima década. A média salarial anual estimada é de US$ 98.230.

Empregos do futuro nos Estados Unidos: 8º — Gestores de serviços de saúde

Os gestores de serviços de saúde terão um incremento de pelo menos 32,5% na quantidade de profissionais disponíveis no mercado. O salário médio anual para estes profissionais é de US$ 104.280.

7º — Auxiliares de saúde domiciliar e cuidados pessoais

O aumento de 32,6% na necessidade de auxiliares de saúde domiciliar e cuidados pessoais colocam a profissão no sétimo lugar do ranking do BLS. Estes profissionais terão um salário anual médio de US$ 27.080.

6º — Analistas de segurança da informação (TI)

Os analistas de segurança da informação contam com uma previsão de aumento de 33,3% na profissão. O salário médio anual nos Estados Unidos para estes profissionais será de US$ 103.590.

Conheça as melhores cidades para empregos em segurança cibernética.

Empregos do futuro nos Estados Unidos: 5º — Assistentes de médico terapeuta

Outro profissional de saúde que terá um aumento na demanda de pelo menos 35,4% é o assistente de médico terapeuta. O salário médio anual será de US$ 59.770 na próxima década nos EUA.

4º — Estatísticos

A necessidade de profissionais estatísticos aumentará 35,4% nos próximos 10 anos nos Estados Unidos e estes profissionais receberão em média US$ 92.270 por ano.

3º — Instaladores de painéis solares fotovoltaicos

A necessidade dos instaladores de painéis solares fotovoltaicos aumentará em 52,1% na próxima década nos Estados Unidos. O salário será de US$ 46.470 por ano para estes profissionais.

Saiba mais: os 30 empregos nos Estados Unidos mais perigosos.

2º — Enfermeiros

A necessidade de profissionais da saúde enfermeiros aumentará 52,2% nos próximos anos na América. O salário recebido anualmente é de US$ 111.680.

Leia mais: como trabalhar como enfermeiro nos Estados Unidos.

1º — Técnicos de manutenção de turbinas eólicas

Na liderança do ranking estão os técnicos de manutenção de turbinas eólicas. A necessidade deste tipo de profissional aumentará 68,2% na próxima década nos Estados Unidos e os salários médios anuais serão de US$ 56.230. Portanto, se você é dessa área, vale a pena aperfeiçoar seu inglês para trabalhar nos Estados Unidos.

Veja também: as 100 empresas que mais patrocinam visto de trabalho para os Estados Unidos.

Pandemia e mercado de trabalho nos Estados Unidos

As ocupações de analistas de segurança da informação e cientistas de dados tendencialmente se tornarão mais populares à medida que as pessoas continuem a trabalhar em casa e de maneira online. Conforme as empresas têm mais funcionários trabalhando remotamente, é natural que haja um maior investimento em softwares e sistemas que permitem que os colaboradores sejam mais produtivos naquele ambiente.

Embora a pandemia nos Estados Unidos tenha criado uma necessidade sem precedentes de profissionais da área de cuidados de saúde, a demanda contínua por empregos neste setor é, na verdade, impulsionada pelo envelhecimento da população. A geração baby boomer é muito maior do que as gerações anteriores e eles estão começando a envelhecer e entrar na casa dos 60 e 70 anos, momento em que as pessoas dependem de mais serviços de saúde.

Não deixe de ler: melhores empresas para trabalhar nos Estados Unidos em 2021.

Mesmo que as projeções de longo prazo sejam promissoras, o mercado de trabalho dos Estados Unidos está enfrentando desafios imediatos ainda relacionados com a pandemia. Após um sólido crescimento no emprego nos Estados Unidos em julho de 2021, a economia do país desacelerou e adicionou apenas 235 mil vagas em agosto, de acordo com o Bureau of Labor Statistics. Esse número é muito menor do que os 720 mil postos de trabalho nos Estados Unidos que estavam previstos pelos economistas.

*Conheça também o nosso canal do Youtube e assista as dicas para o trabalho Home Office: como encontrar uma profissão para trabalhar em casa:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *