Vagas na Alemanha para engenheiros: país procura 151.000 profissionais

vagas na Alemanha para engenheiros
Foto: Moi mon avenir.

Existem milhares de vagas na Alemanha para engenheiros e o país europeu está em busca de profissionais no exterior. Saiba mais!

A VDI (Verein Deutscher Ingenieure) é a maior associação de engenheiros da Europa Ocidental e conta com mais de 150 mil profissionais filiados. Com sua pesquisa e monitoramento no país europeu, a VDI encontrou 151.300 vagas na Alemanha para engenheiros e considera o valor um recorde no mercado de trabalho na área de engenharia. Saiba tudo sobre a pesquisa!


Vagas na Alemanha para engenheiros

A Verein Deutscher Ingenieure (VDI) publicou um comunicado de imprensa onde afirma que existem mais de 150 mil vagas na Alemanha para engenheiros. De acordo com a VDI, um total de 140.000 vagas não foram preenchidas no último trimestre de 2021 e a associação acredita que a situação do mercado de trabalho dos engenheiros na Alemanha piorará drasticamente no primeiro trimestre de 2022.

Nas profissões de engenharia e informática, 151.300 vagas não puderam ser preenchidas no país europeu.

Desse modo, um número recorde de vagas no mercado de trabalho de engenharia estão abertas na Alemanha segundo o mais recente monitoramento de engenheiros VDI/IW. “A escassez de trabalhadores qualificados está se tornando um freio. Projetos como a transição energética acelerada correm o risco de falhar”, disse Ralph Appel, diretor da VDI na Hannover Messe 2022.

“Em vista das exigências do Ministro Federal da Economia, Robert Habeck, de que a transição energética seja três vezes mais rápida, o desenvolvimento assume um drama muito especial. Estamos enfrentando um dilema de transição energética – desencadeado pela escassez de trabalhadores qualificados”, acrescentou Appel.

Vagas na Tesla na Alemanha: empresa tem milhares de oportunidades.

Segundo o Prof. Dr. Axel Plünnecke da IW Köln, a crescente demanda por trabalhadores qualificados devido à transição climática e energética não pode ser atendida. “Para os próximos cinco anos, 32% de todas as empresas e até 63% de todas as empresas com 250 ou mais funcionários esperam uma necessidade crescente de especialistas em TI, especialmente para o desenvolvimento de tecnologias e produtos amigos do clima”.

Além disso, o número de alunos do primeiro ano em engenharia e ciência da computação caiu cerca de 15% nos últimos cinco anos. “Portanto, pode-se esperar que o número de graduados continue a cair nos próximos anos”, disse Plünnecke na Feira de Hanover.

Estudar na Alemanha: valor anual exigido na conta para visto vai aumentar.

Regiões com mais ofertas de emprego na Alemanha

Valores recordes de vagas na Alemanha podem ser vistos sobretudo nas profissões de engenharia de construção, energia e engenharia elétrica, bem como nas profissões de TI. Se você colocar o número de vagas em relação ao número de desempregados, obtém o indicador de gargalo nos empregos de engenharia e ciência da computação.

No primeiro trimestre de 2021, ainda existiam 222 vagas para cada 100 desempregados. No primeiro trimestre de 2022, este indicador de estrangulamento subiu para 418 vagas por 100 desempregados.

Contudo, a escassez de habilidades varia de região para região. Em comparação com o rácio de estrangulamento, as dificuldades são maiores na Baviera com 598, seguida pela Saxônia com 567 e Saxônia-Anhalt/Turíngia com 544 empregos macroeconômicos por 100 desempregados.

Nos estados federais da Alemanha Oriental, a principal razão para os altos gargalos é o desenvolvimento demográfico, enquanto na Baviera é o alto crescimento do emprego. O rácio de estrangulamento é mais baixo em Berlim/Brandenburg, com 268 postos de trabalho por 100 desempregados.

Leia também: melhores cidades para morar na Alemanha.

Vagas na Alemanha para engenheiros: contratar estrangeiros pode ser a solução

Em Hannover, o diretor da VDI, Ralph Appel, mais uma vez deixou claro quão precária é a situação do mercado de trabalho, especialmente no que diz respeito à transição energética: “É óbvio que, em vista da mudança demográfica e do declínio puramente numérico associado em nossa jovens talentos, não basta que os jovens se interessem por tecnologia. Então, o que ainda é necessário do ponto de vista da VDI? A VDI pede que a imigração de trabalhadores qualificados seja simplificada e permita a desburocratização em nível amplo. Como mais uma peça do quebra-cabeça para superar a escassez de trabalhadores qualificados, precisamos da imigração de trabalhadores qualificados do exterior”.

“Precisamos de uma interação entre política, ensino e instituições. Todos devem se unir para alcançar essa transição energética, que é tão importante”, apelou Appel. Não se trata apenas das mudanças climáticas, mas também da transformação digital urgentemente necessária da economia na Alemanha.

Aproveite para ler: Visto para procurar emprego na Alemanha, saiba como funciona.

*Ouça também o Podcast Partiu Morar Fora, com uma brasileira que conseguiu emprego na Alemanha ainda no Brasil, sem cidadania europeia e falando apenas inglês (sem dominar alemão) (disponível no Spotify):

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *