Morar Fora não é mais fácil, é apenas diferente

morar fora não é mais fácil
Foto: The Portable Wife. Autor: PARILOV EVGENIY.

A vida no exterior tem atraído cada vez mais pessoas, mas ela não serve para todo mundo. Morar Fora não é mais fácil, é apenas diferente.

Muitas pessoas possuem o sonho de viver fora do seu país de origem e os motivos são os mais variados, mas devemos buscar refletir sobre nossas razões e alinhar nossas expectativas com a realidade do local em que desejamos viver. Morar fora nunca foi mais fácil, sempre foi diferente e ter essa clareza te ajudará a entender o que é melhor para você. 


Morar Fora não é mais fácil, é apenas diferente

Criou-se uma fantasia que qualquer lugar no mundo é melhor do que o nosso país de origem, que tudo flui, que tudo acontece, que tudo prospera e que tudo é muito bom. Esse imaginário se aproxima um pouco da realidade do filme Alice no País das Maravilhas, Nárnia e Avatar, locais estes onde tudo é incrível e sensacional. Desse modo, não devemos projetar a vida que queremos alinhados a vida dos outros que acompanhamos pelas redes sociais, afinal de contas, nem tudo que parece é. 

Reconheço que muitas questões fora do nosso país de origem têm espaço para um melhor desenvolvimento, que a saúde pode ser mais desenvolvida, que as políticas podem ser mais alinhadas com nossos valores, que a geografia propicie uma melhor qualidade de vida e que a cultura em si seja mais flexível para aquilo que desejo viver, mas nenhum destes fatores torna a vida no exterior melhor, é apenas diferente. 

Precisamos colocar os pés no chão e buscar entender com maturidade, clareza e profundidade, o que nós desejamos. Esse é um exercício dificílimo e reconheço que talvez leve uma vida inteira para formularmos algumas respostas, mas antes de sair de casa e aventurar-se no exterior, fortaleça seu autoconhecimento, desta forma evitará arrependimentos e se eles surgirem, lidará melhor com eles. 

Não esqueça de colocar o Autoconhecimento em sua bagagem.

Busque seu propósito de vida

Morar fora é diferente daquilo que vivemos e essa é a magia da experiência longe de casa, pois podemos viver uma vida que jamais teríamos chance de experimentar senão tivéssemos partido. Essa diferença é singular e precisa ser apreciada com atenção e sabedoria, afinal de contas nem tudo que serve para os outros, serve para nós.

Algumas pessoas são mais flexíveis do que outras, algumas possuem baixa habilidade social e outras tantas amam viver rodeadas de pessoas, essas realidades distintas nos revelam que precisamos compreender quem somos para que possamos viver a vida que sonhamos, sem estresse ou ansiedade. 

Estamos tão cansados da vida que temos que parece que não há outra alternativa a não ser imigrar. Olhamos para os lados e não encontramos contentamento em mais nada, estamos frustrados profissionalmente, desacreditados emocionalmente, desmotivados pessoalmente e descarregados espiritualmente, de fato uma vida sem propósito.

Como se não bastasse, quando observo a vida daqueles que estão à minha volta, estão tão desanimados quanto nós ou ainda piores, ou seja, é uma sensação coletiva de fundo do poço, “ninguém solta a mão de ninguém”. 

Quais são os sacrifícios que você está disposto a fazer para viver no exterior?

Aprenda a ter flexibilidade para solucionar problemas

Caso esse seja o seu caso, você precisa aprender a descansar, respirar, treinar o seu corpo, pensar em você, afastar-se daquilo que te desgasta por um tempo e tentar encontrar novas formas de ser quem é. Fugir da realidade que vives sem entender os seus porquês não dará muito resultado, afinal de contas os problemas não vão se resolver sozinhos e não é porque atravessamos um oceano ou um deserto que eles vão evaporar. Não tente resolver do jeito mais fácil, encontre uma solução razoável e “permanente”. 

Morar fora é apenas diferente e necessariamente essa realidade não vai resolver seus problemas, esteja atento às suas necessidades, crie alguns planos e aprenda a flexibilizar as soluções para sua vida. 

Leia também: Morar fora: conecte-se com quem já trilhou esse caminho.

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

*Ouça também o Podcast Partiu Morar Fora, com Amanda Corrêa e Claudinho Abdo, disponível no Spotify:

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *