Companhia aérea Ryanair estende a isenção da taxa de alteração em reservas até 31 de março

companhia aerea ryanair
Foto: Telegraaf.

Por conta do fechamento de muitas fronteiras na Europa, companhia aérea Ryanair estende a isenção da taxa de alteração. Confira!

São tantas incertezas em relação às viagens na Europa e no mundo, que muitas empresas estão tendo que rever suas políticas. Famosas por venderem passagens áreas a preços muito baixos, as companhias low cost “perdem” por um lado, mas ganham em outros serviços como as remarcações, venda de marcação de lugares, filas mais rápidas para o embarque e até nas malas de mão.

Porém, com a pandemia e o fechamento de muitas fronteiras na Europa em 2021 há uma mudança em curso nas políticas das empresa. Sendo assim, a companhia aérea Ryanair estendeu ainda mais sua isenção de taxa de alteração de voo, para cobrir todas as reservas feitas até 31 de março de 2021.


Companhia aérea Ryanair estende a isenção da taxa de alteração

A mudança segue extensões anteriores da política, a mais recente em novembro de 2020. Os clientes que reservarem passagens na companhia aérea Ryanair antes do final de março de 2021, agora podem fazer duas alterações de data de veiculação até 31 de outubro de 2021 sem custo adicional.

A transportadora disse que a mudança daria aos passageiros “maior tranquilidade ao reservar as férias da Páscoa e do verão de 2021. Quando a Ryanair acredita que as viagens aéreas serão reabertas após o lançamento bem-sucedido das vacinas COVID no Reino Unido, Dinamarca e muitos outros Estados da União Europeia”.

Veja também: trem de alta velocidade entre Lisboa e Madri deve ser inaugurado no fim de 2023.

Mudanças sem custo

O caminho de incertezas em relação às viagens que 2021 está percorrendo, obrigam uma alteração nas políticas. Vale ressaltar também que seria injusto “punir” os passageiros, pois as decisões partem dos governos. Porém um porta-voz da Ryanair disse que “se seus planos mudarem, sua reserva também pode”.

Além disso, disse o porta-voz que “para fornecer o máximo de flexibilidade e confiança possível aos clientes da Ryanair. Estendemos nossa taxa de alteração de voo de zero € para todas as reservas feitas em janeiro, fevereiro e março de 2021″.

Urgente: Portugal suspende todos os voos vindos e com destino ao Brasil.

Pandemia está impactando as viagens

É certo que a pandemia de COVID-19 está impactando diretamente as viagens. Por isso, a companhia aérea Ryanair diz estar ciente de que as restrições em relação às viagens estão mudando sempre por conta da pandemia. Sendo assim, a Ryanair agora vai permitir até duas mudanças gratuitas de datas de voos em todas as reservas feitas até 31 de outubro de 2021.

De olho no futuro e na fidelização de seus clientes, a empresa possibilita agora que seus passageiros possam reservar voos com mais confiança. Seja para ver a família e amigos na Páscoa ou reservar as famosas escapadinhas de verão, o que a companhia aérea menos quer é suscitar uma quebra de confiança em seus passageiros quando estes forem comprar um bilhete.

Imperdível: o Airbnb em Lisboa onde você pode beber cerveja ilimitada.

Sobre a companhia aérea Ryanair

A companhia aérea Ryanair foi fundada na Irlanda e é a maior empresa de voos de baixo custo da Europa. Com 501 aeronaves, a empresa voa para 191 destinos e transportou, somente em 2019, 152,4 milhões de passageiros. Porém, com a pandemia tudo mudou e de maneira extremamente rápida.

No início do mês de janeiro de 2021, a Ryanair publicou sua última previsão de tráfego para o ano inteiro até 31 de março de 2021, alertando que novos bloqueios no Reino Unido e na Irlanda poderiam reduzir os números de fevereiro e março “para tão pouco quanto 500 mil passageiros por mês”.

Ouça também o Podcast Partiu Morar Fora:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *