Sem inglês, sem visto: visto para a Austrália será bloqueado para parceiros que não falem inglês

Visto Australia
Foto: ElinLights Australia

Visto Austrália para parceiros terá exigência do domínio do inglês para morar no país.

Uma mudança no pedido de visto para a Austrália está causando duras críticas ao primeiro-ministro do país, Scott Morrison. É que os estrangeiros que não falam inglês encontrarão dificuldades para obtenção de visto para viver na Austrália com seus parceiros.


Mudança no pedido de visto para a Austrália

No Orçamento Federal (Federal Budget) de terça-feira (06 de outubro de 2020), o governo australiano disse que vai introduzir um teste de inglês para as pessoas que estão sendo patrocinadas para obterem um visto para a Austrália. Isso passa a valer inclusive para quem está de mudança para o país para se casar com seu parceiro(a) e para seu patrocinador se eles não forem residentes permanentes que não falam inglês.

Leia também: Países mais seguros do mundo para morar fora.

Alteração suscitou críticas ao governo

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, respondeu aos críticos sobre a controversa nova exigência do inglês para os candidatos a vistos de parceiros, dizendo que um nível básico de inglês é crucial para “funcionar na comunidade”.

O governo de Morrison introduziu a medida no Orçamento Federal, dizendo que os candidatos a vistos de parceiros e seus patrocinadores residentes permanentes devem ter um “nível funcional” de inglês para morar na Austrália permanentemente.

Leia também: Salário mínimo na Suíça: novo ordenado mensal aprovado em Genebra será de 3.785 euros.

Os candidatos que fizerem o teste precisam provar suas habilidades básicas no idioma antes de se tornarem residentes australianos permanentes. Contudo, quando questionado o político disse:

“Eu costumava ser o ministro da imigração, e o inglês é a primeira língua da Austrália para as pessoas conseguirem empregos, serem protegidas na sociedade, terem acesso a serviços governamentais e funções na comunidade, então ter um nível básico de inglês é muito importante”.

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália

Você também pode gostar: Países oferecem vistos para atrair nômades digitais, veja quais são.

Críticas da oposição às mudanças no visto para a Austrália

O porta-voz da oposição para assuntos multiculturais, Andrew Giles, criticou as novas mudanças nos pedidos de visto Austrália de parceiro, dizendo que era “muito preocupante”. “Como isso é relevante para os australianos (que) decidem se casar? Quem foi consultado sobre esta mudança? O que isso diz sobre nossa sociedade multicultural? ”, tuitou o porta-voz na quarta-feira (07 de outubro de 2020).

O parlamentar do Partido Trabalhista de Victoria Julian Hill chamou a política de “medida desagradável, efetivamente racista, que destruirá o amor e os relacionamentos de milhares de australianos”.

Veja também: Cidadania britânica mais difícil para os cidadãos da União Europeia.

Resposta do Primeiro-Ministro da Austrália

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, explicou que os estrangeiros ainda teriam um visto provisório enquanto estivessem na Austrália, mas precisariam fazer um “esforço razoável” para aprender a língua nativa enquanto estivessem no país.

“Eles não precisam passar no teste antes de vir, mas uma vez que estão aqui, deve haver um esforço razoável para aprender inglês no nível básico. Eu sei que em muitas comunidades a falta do idioma inglês, especialmente para as esposas, pode levar as mulheres a serem colocadas em posições vulneráveis ​​… isso é projetado para ajudar as pessoas a se envolverem mais na Austrália e ter essas habilidades na língua inglesa para que possam maximizar suas vidas na Austrália.”

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália

O atual Ministro da Imigração da Austrália, Alan Tudge, não respondeu aos pedidos de comentários sobre a medida do Primeiro-Ministro australiano aos jornais do país.

Veja também como planejar sua mudança para fora do país.

Ouça nosso Podcast Partiu Morar Fora, com várias dicas e participações de brasileiros pelo mundo:

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista brasileira e mora no exterior há 6 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 15 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *