20 empregos nos Estados Unidos para recém-formados que pagam mais de US$ 5 mil por mês

empregos nos Estados Unidos para recém-formados
Foto: Freepik – drobotdean.

Encontrar empregos nos Estados Unidos para recém-formados e que pagam bem pode ser o começo de uma brilhante carreira. Saiba mais!

Encontrar um emprego que pague US$ 5 mil (cinco mil dólares) mensais ou US$ 60 mil (sessenta mil dólares) anuais sem nenhuma experiência pode lhe dar um impulso em seu futuro financeiro (e profissional). Por exemplo, ganhar cerca de US$ 60 mil por ano permitirá que você viva de forma confortável em diversas cidades dos Estados Unidos.

Porém, o grande desafio está em conseguir um emprego com uma remuneração mais alta logo depois da formatura. Por isso conheça os 20 empregos nos Estados Unidos para recém-formados onde você pode ganhar US$ 5 mil por mês.


Empregos nos Estados Unidos para recém-formados

O portal GOBankingRates analisou dados do Bureau of Labor Statistics, a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos, e encontrou as ocupações com um salário médio em 2018 de US$ 60 mil ou mais. Porém, uma característica relevante na pesquisa era a exigência de pouca experiência dos profissionais para a realização dos trabalhos.

A metodologia utilizada pelo GOBankingRates para encontrar os 20 empregos nos Estados Unidos para recém-formados onde você pode ganhar US$ 5 mil por mês levou em consideração os dados do Bureau of Labor Statistics na publicação ‘2018 Occupational Outlook Handbook’.

Dessa forma, o portal GOBankingRates analisou todas as ocupações que tinham os seguintes quesitos:

  1. um salário médio acima de US$ 60 mil (ano 2018);
  2. uma educação básica de bacharelado / formado ou menos;
  3. nenhum treinamento prático; e
  4. experiência de trabalho em ocupação similar zero.

Lista dos empregos nos Estados Unidos

Confira a seguir quais são as profissões que pagam em média US$ 5 mil por mês (cerca de R$ 27 mil reais) para os jovens récem-formados nos Estados Unidos:

20) Especialista em Relações Públicas

  • Salário médio anual em 2018: US$ 60 mil

Se você é uma pessoa comunicativa, gosta de escrever e de organizar eventos, um emprego como Relações Públicas pode lhe interessar. Para se tornar um especialista em Relações Públicas, você precisará de um diploma de bacharel em Relações Públicas, Comunicação, Marketing ou Jornalismo.

Os profissionais dessa função são responsáveis ​​por criar e manter uma imagem pública positiva para seus clientes ou empresa que representa. Um dos principais requisitos desse trabalho é lidar com a comunicação pública para os clientes, preparando press releases e comunicados à imprensa, distribuindo-os para os jornalistas.

Além disso, a taxa de crescimento do emprego nos Estados Unidos para especialistas em relações públicas de 2016 a 2026 é de 9% – um pouco melhor do que a taxa média de crescimento de 7% para todas as ocupações.

As 10 melhores cidades para trabalhar nos Estados Unidos.

19) Terapeuta respiratório

  • Salário médio anual em 2018: US$ 60.280

Outra profissão nos Estados Unidos são os terapeutas respiratórios. Esses profissionais precisam de no mínimo um diploma do Ensino Superior, mas alguns empregadores podem exigir um diploma de bacharel na área de Fisioterapia.

Dessa forma, estes profissionais são licenciados em todos os estados dos Estados Unidos, exceto no Alasca. Sua principal função é cuidar de pacientes com problemas respiratórios – geralmente decorrentes de doenças respiratórias crônicas, como asma ou enfisema.

O crescimento do emprego para esta profissão entre 2016 e 2026 é estimado em 23%, o que é muito maior e mais rápido do que a média para todas as ocupações.

18) Professor de ensino médio

  • Salário médio anual em 2018: US$ 60.320

O crescimento do emprego para professores do ensino médio entre 2016 e 2026 é projetado em 8%, um bom crescimento quando comparado com a outras profissões.

Já para se tornar um professor do ensino médio, você precisará ter pelo menos um diploma de bacharel na área se quiser ensinar em uma escola pública. A maioria dos estados americanos espera que os professores do ensino médio tenham formação acadêmica nas matérias que irão ensinar, como inglês ou história.

Porém, em alguns estados é necessário que os professores do ensino médio tenham um Mestrado para poder lecionar. Todos os estados dos Estados Unidos exigem que os professores sejam licenciados ou certificados no nível de ensino que escolhem para dar aulas.

17) Especialista em Recursos Humanos

  • Salário médio anual em 2018: US$ 60.880

Outra opção de empregos nos Estados Unidos para recém-formados de US$ 60 mil por ano é para especialista em Recursos Humanos. Os especialistas de RH possuem a tarefa de anunciar vagas, recrutar, selecionar e entrevistar candidatos para posições nas empresas e organizações.

Outra função dessa área é orientar os novos funcionários e cuidar de questões relacionadas a remuneração e aos benefícios dos colaboradores. Para se tornar um especialista em RH, é necessário um diploma de bacharel em Recursos Humanos, Administração, Psicologia ou área similares.

As associações profissionais, como a Society for Human Resource Management, oferecem programas de certificação para os profissionais de RH. Alguns empregadores também exigem a certificação. O crescimento do emprego nesta profissão de 2016 a 2026 é estimado em 7% – a média para todas as ocupações.

Conheça os melhores sites para procurar emprego nos Estados Unidos.

16) Cientista de conservação ou engenheiro florestal

  • Salário médio anual em 2018: US$ 61.330

Se você gosta da área ambiental, pode se tornar um cientista de conservação ou engenheiro florestal nos Estados Unidos. Este é um dos empregos que pagam acima de US$ 60 mil por ano para récem-formados. Para trabalhar nessa área, você deve ter um diploma de bacharel em silvicultura ou área relacionada, como Ciências Agrícolas, Ciências Ambientais ou Gestão de Pastagens.

Em alguns estados norte-americanos, os silvicultores devem ser licenciados, mas os trabalhadores da conservação não são obrigados a obter uma licença. Desse modo, a taxa de crescimento do emprego nessas profissões é projetada em 6% entre 2016 e 2026.

15) Editor de filme e vídeo

  • Salário médio anual em 2018: US$ 62.650

Se você é criativo e gosta de tecnologia, essa pode ser uma boa área de atuação nos Estados Unidos. Os editores de filme e vídeo passam grande parte do tempo trabalhando em estúdios e produtoras. Já os profissionais que trabalham na indústria cinematográfica geralmente possuem períodos de tempo entre as filmagens em que precisam procurar trabalhos freelancer.

Carreira freelancer, saiba como começar a sua.

A maioria das vagas para essa área pede um diploma de Cinema, Rádio e TV, Jornalismo ou Publicidade. Para trabalhar com produção de vídeo é preciso ter conhecimento de câmeras digitais e softwares de edição. Entre 2016 e 2026, o crescimento do emprego nesta área deverá crescer 13%, acima das demais profissões.

14) Especialista em Remuneração, Benefícios e Análise de Cargos

  • Salário médio anual em 2018: US$ 63.000

Os profissionais especialistas em compensação, benefícios e análise de empregos são responsáveis ​​pelos programas de compensação e benefícios do seu local de trabalho. Desse modo, esses profissionais possuem a tarefa de analisar as descrições de cargos para determinar as classificações de cargos e salários.

Para trabalhar nessa área, você precisará ter um diploma de bacharel em Recursos Humanos, Administração de empresas ou Contabilidade. A taxa de crescimento do emprego entre 2016 e 2026 é projetada em 9% nos Estados Unidos.

13) Analista de Pesquisa de Mercado

  • Salário médio anual em 2018: US$ 63.120

Além disso, também estão na lista os analistas de pesquisa de mercado. Estes conduzem pesquisas e estudam as condições do mercado para auxiliar as empresas de Marketing. É uma área bastante promissora e para se tornar um analista de pesquisa de mercado você precisará de um diploma de bacharel em Pesquisa de mercado, Estatística, Marketing ou áreas relacionadas.

Porém, vale lembrar que é preciso conhecimentos técnicos adicionais ou formação em Estatística, Matemática ou Ciências da Computação. Já a perspectiva de crescimento de emprego nessa área é de 23% (entre 2016 e 2026), muito superior as demais profissões.

12) Zoólogo ou biólogo da vida selvagem

  • Salário médio anual em 2018: US$ 63.420

O profissional dessa área poderá trabalhar em laboratório, escritório ou ao ar livre. Para os biólogos que estão no trabalho de campo, pode ser necessário fazer viagens para locais remotos e com condições climáticas variáveis. Quem trabalha nessa área precisa de um Diploma do Ensino Superior. Já um Mestrado ou Doutorado pode ser exigido para cargos que envolvam trabalho investigativo ou científico avançado. O crescimento do emprego nesta área entre 2016 e 2026 estimado é de 8%.

Descubra os 10 melhores estados para morar nos Estados Unidos em 2020.

11) Cientista agrícola ou alimentar

  • Salário médio anual em 2018: US$ 64.020

Já os cientistas agrícolas e de alimentos precisam de pelo menos um diploma do ensino superior, embora muitos possuam graus mais avançados. Estes profissionais têm como tarefa conduzir pesquisas relacionadas ao avanço da segurança e da produtividade em ambientes agrícolas, de processamento de alimentos ou farmacêuticos. De 2016 a 2026, o crescimento esperado é de 7% na área.

10) Técnico de manutenção de aeronaves

  • Salário médio anual em 2018: US$ 64.140

Os técnicos de manutenção de aeronaves devem possuir um diploma antes de se matricularem em uma escola de técnicos de manutenção de aviação aprovada pela FAA (Parte 147 Federal Aviation Administration). Além disso, muitos deles recebem treinamento no local de trabalho ou militar.

Certificações separadas para trabalho de carroceria e motor são oferecidas e exigidas pela FAA. Desse modo, os empregadores podem preferir que os técnicos possuam os dois tipos. Em geral, um técnico de manutenção de aviões trabalha em tempo integral, e horas extras e finais de semana são comuns. Entre 2016 e 2026, o crescimento do emprego nesse setor é projetado em 5%.

9) Técnico de Engenharia Elétrica ou Eletrônica

  • Salário médio anual em 2018: US$ 64.330

Para quem gostar de tecnologia, pode escolher trabalhar como técnico de engenharia elétrica ou eletrônica. Normalmente é necessário ter um diploma de associado por uma escola técnica ou faculdade. Dessa forma, esses profissionais auxiliam engenheiros elétricos e eletrônicos em tarefas de design e desenvolvimento. Entre as tarefas estão ajustar, testar e reparar equipamentos. A taxa projetada de crescimento do emprego é mais lenta do que a média em comparação com todas as profissões, registrando apenas 2%.

8) Cartógrafo ou fotogrametrista

  • Salário médio anual em 2018: US$ 64.430

Com um alto salário nos Estados Unidos, os cartógrafos e fotogrametristas têm a tarefa de coletar, medir e interpretar dados geográficos para projetar e atualizar mapas e gráficos usados ​​para planejamento regional. Com fins educacionais e aplicações de emergência.

Para conseguir um desses empregos de alta remuneração, é preciso ter um diploma de bacharel em cartografia, geografia ou topografia. Alguns estados americanos pedem licença como topógrafo ou fotogrametrista. O crescimento do emprego é esperado em 19% para os próximos anos.

Sonha em morar nos EUA? Cidade do Mississippi está em busca de novos moradores.

7) Designer Industrial

  • Salário médio anual em 2018: US$ 66.590

Outras opções de empregos nos Estados Unidos para récem-formados são os designers industriais. Com uma taxa de crescimento em 4% esses profissionais têm como tarefa desenvolver uma ampla gama de conceitos de produtos manufaturados, com foco em função, estética, usabilidade e também no custo de produção.

Para os empregos de nível inicial nessa área é preciso um diploma de bacharel em Design industrial, Engenharia ou Arquitetura.

6) Técnico de Engenharia e Operações Aeroespaciais

  • Salário médio anual em 2018: US$ 67.010

Para se tornar um técnico de engenharia e operações aeroespaciais, é preciso possuir um diploma em tecnologia de engenharia. A conclusão de um programa técnico profissionalizante em robótica e usinagem ou programação de computadores também pode ser uma mais valia. As opções de trabalho nesse setor incluem fábricas, laboratórios e escritórios industriais . Já o crescimento do emprego de 2016 a 2026 é estimado em 7%.

5) Desenvolvedor Web

  • Salário médio anual em 2018: US$ 69.430

Para os programadores, uma área com bastante oportunidade de emprego nos Estados Unidos. Um desenvolvedor web projeta e cria sites, com foco em aspectos técnicos, como velocidade e capacidade de tráfego. Cerca de um em cada seis desenvolvedores web trabalha como autônomo, enquanto outros trabalham em setores como editoração e publicidade.

O conhecimento de programação e design é recomendado nessa área como requisitos, já um diploma nem sempre é obrigatório, dependendo do tipo trabalho. Muitos desenvolvedores web, no entanto, constroem uma carreira de sucesso sem ter um diploma. A experiência prática nessa área conta mais.

Conheça o incrível motorhome para nômades digitais.

4) Contador ou Auditor

  • Salário médio anual em 2018: US$ 70.500

Com um bom salário inicial, um profissional com diploma Contabilidade ou áreas afins pode trabalhar como auditor. Os contadores também podem buscar uma credencial de contador público certificado para ganhar uma vantagem no mercado de trabalho nos Estados Unidos.

Desse modo, a maioria dos contadores e auditores trabalham em tempo integral, com aumento de horas durante certas épocas do ano, como na época do imposto de renda. Entre 2016 e 2026, o crescimento do emprego é projetado em 10%, superior as outras profissões.

3) Cientista ou especialista ambiental

  • Salário médio anual em 2018: US$ 71.130

Os cientistas e especialistas ambientais são responsáveis ​​por analisar as questões ambientais e desenvolver soluções de sucesso. As questões ambientais incluem os resultados negativos do impacto da sociedade no sistema ambiental ou nas condições ambientais que resultam em efeitos adversos na saúde das pessoas.

Para se tornar um cientista ambiental ou especialista é preciso um diploma de bacharel em ciências ambientais ou uma área baseada na ciência. O crescimento do emprego nessa profissão entre 2016 e 2026 é esperado em 11%.

De acordo com um estudo GOBankingRates, Ann Arbor, Michigan, é um dos melhores lugares para se viver se você tiver um diploma de Ciências Ambientais.

2) Microbiologista

  • Salário médio anual em 2018: US$ 71.650

Uma profissão que pouca gente conhece, mas muito promissora. Os microbiologistas trabalham em ambientes de laboratório e escritório estudando microorganismos, como bactérias, algas e vírus para determinar como eles florescem e interagem dentro dos ambientes. É preciso ter formação superior completa para trabalhar nessa área. Já os postos de pesquisa independente normalmente exigem um diploma de doutorado. O crescimento médio do emprego nesse setor é projetado em 8%.

1) Enfermeira Registrada

  • Salário médio anual em 2018: US$ 71.730

Se você gosta da área da saúde e busca empregos com alta remuneração, uma carreira como enfermeira registrada (RN) pode ser considerada um dos melhores para quem está em busca empregos nos Estados Unidos para recém-formados. Os RNs podem trabalhar em diversos locais, como hospitais, consultórios médicos, enfermarias ou clínicas ambulatoriais.

Para se tornar um RN, você pode optar por um dos três caminhos de formação: um bacharelado em Ciências em Enfermagem (BSN), um grau de associado em enfermagem (ADN) ou um diploma de um programa de enfermagem aprovado. Ou então validar seu diploma de Enfermagem brasileiro nos Estados Unidos.

Saiba como trabalhar como enfermeiro nos Estados Unidos.

Importante saber que todos os estados americanos exigem que os RNs sejam aprovados no National Council Licensure Examination. O crescimento do emprego nessa área de 2016 a 2026 é projetado em 15%, o que é muito mais alto do que a média para as outras ocupações.

Conclusão

Agora que você já sabe quais os 20 empregos nos Estados Unidos para recém-formados, siga esses caminhos de faculdade/formação, estude inglês com dedicação, faça cursos extras e se prepare para trabalhar no exterior.

É muito importante que você escolha um curso superior que você goste, tenha aptidão e que possa ajudar no seu futuro, com bons salários.

Esperamos ter te ajudado! E você qual faculdade está fazendo ou já terminou? Deixe nos comentários!

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há 7 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua na área de Jornalismo, produção de conteúdos e mídias sociais. Com seu trabalho, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos!

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *