Natal morando fora: quais presentes gostaria de ganhar e oferecer?

chegada do Natal
Foto: IQ.

Estar fora do nosso país nos ensina o valor de tudo aquilo que não podemos comprar. Como será seu Natal morando fora?

Sem dúvida a época natalina é uma das minhas preferidas, o amor se multiplica, as pessoas esquecem as diferenças e a maioria de nós deixa de lado tudo aquilo que descobrem não ser tão significativo assim. Morar fora nos ensina que o melhor presente é ser presente, provamos do gostinho da saudade e experimentamos os efeitos da ausência, uma união poderosa que pode nos derrubar se não ficarmos atentos às nossas variações emocionais.

Com a chegada do Natal também lembramos do movimento de presentear e sermos presenteados, uma dinâmica que pode ser muito interessante se soubermos aproveitar. O ano de 2020 está chegando ao fim e desta vez o que você vai escolher?


Natal morando fora

Ao longo da minha vida conheci muitas pessoas generosas, que eram tão prósperas internamente que sempre transbordavam. Sou encantado por pessoas assim, elas me inspiram e me lembram que nada temos, estamos apenas de passagem por aqui e qualquer apego pode ser considerado como desnecessário. O fim de ano é sempre um momento o qual podemos fazer uma retrospectiva e lembrarmos de tudo que plantamos, feliz daqueles que hoje podem colher o que um dia plantaram. 

Quando saímos do nosso país de origem tendemos a aderir a nova cultura a qual estamos nos inserindo, esse senso de adaptabilidade é precioso e extremamente necessário para nosso equilíbrio interno. Com isso o Natal é celebrado de diferentes formas ao redor do planeta, uma pluralidade singular e bastante encantadora, para todos aqueles que se importam.

Diante desta realidade podemos falar sobre a atitude de presentear, será que você já parou para refletir sobre o presente que gostaria de receber e sobre aquele que estaria disposto a presentear?

Quando não puder mudar a sua realidade, altere sua perspectiva.

Dar valor a tudo aquilo que não podemos comprar

Por vezes quando pensamos em algo que desejamos ganhar podemos nos direcionarmos para a listinha de necessidades, aquela que contém as coisas que estamos precisando ou talvez possamos visitar os sonhos que ainda não foram realizados. Mas talvez você também possa se dar conta de que não precisa de nada, pois já tem tudo que precisa, o que representaria um verdadeiro privilégio.

Ao pensarmos no movimento do presentear muitas coisas podem passar em nossa mente: “sou péssimo nessas coisas…”, “nunca acerto em dar presentes…”, “não gosto de dar nada barato…”. Ou “não posso dar nada caro, então é melhor não dar nada…” e por ai vai… Existe algo que precisamos entender definitivamente. Vamos expandir nossa consciência e levar nossa visão a enxergar o que de fato nos interessa nesta existência. 

Seja para aonde for, leve sempre consigo o respeito e a adaptabilidade.

Diante do movimento de escolhermos nossos presentes, podemos optar pela flexibilidade, autoconhecimento, paciência. Além do domínio próprio, assertividade de comunicação, menos procrastinação e amor por tudo e todos.

Ao presentearmos podemos oferecer nossa compaixão, nosso olhar amoroso, solidariedade, nossa ajuda, nossa disposição em ajudar o outro a evoluir, nosso tempo e presença de qualidade. 

Estar fora do nosso país e passar o Natal morando fora nos ensina o valor de tudo aquilo que não podemos comprar, a saudade de casa não nos deixa esquecer de onde partimos e onde desejamos chegar. Simplesmente quando o assunto é presentear e ser presenteado, que não possamos esquecer de tudo que alegra o nosso coração. 

Leia também: Aprenda como manter o equilíbrio emocional diante do confinamento.

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

Leia também o texto de Cláudio Abdo: Morar fora: o nosso Natal.

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *