Aprenda como manter o equilíbrio emocional diante do confinamento

equilíbrio emocional na pandemia
Foto: Institutoi9c.

Atitudes inteligentes tomadas hoje definirão o seu futuro. Saiba como manter seu equilíbrio emocional.

Se tem uma coisa que o ser humano gosta é de liberdade e qualquer situação que comprometa esse privilégio pode causar muito desconforto, ansiedade, angústia, medo e irritação. A segunda onda do Covid-19 já está sendo sentida em muitos países e os efeitos colaterais são sem precedentes, inclusive no desequilíbrio emocional de todos aqueles que desejam ou estão morando fora. 


Como manter o equilíbrio emocional diante do confinamento

Consideramos que as emoções estão em equilíbrio quando vivenciamos a sensação de paz, tranquilidade, a ansiedade em níveis “aceitáveis”, baixos níveis de estresse e ausência de dores emocionais.

O desequilíbrio emocional se deve a perturbação destes itens anteriormente citados, o que nos coloca diante da angústia, intolerância, irritabilidade e muitas vezes senso de auto sabotagem. Se as coisas estiverem ruins, foque na solução.

O ser humano precisa ter suas necessidades atendidas para que possa manter-se bem, quando isso é comprometido tendemos a nos comportarmos de maneira insensata e pouco inteligente. 

O confinamento em muitos países é adotado a fim de preservar a raça humana, evitar com que alguma ameaça “incontrolável” se propague e acima de tudo, evitar o colapso de um sistema.

Ciente desta realidade precisamos expandir nossa consciência sobre nosso papel diante disto tudo. Só de pensar na sensação de nos confinarmos, tendemos a aproveitar cada minuto de liberdade, o que nos leva muitas vezes a estar com amigos, familiares e a nos expormos a situações as quais podem comprometer nossa saúde e a de outros.

Movimento esse pouco sábio e considerado como um movimento de autosabotagem, tendo em vista que pode comprometer a nossa vida.

Lembre-se pedir ajuda não é prova de fraqueza.

Atitudes para lidar com o confinamento

Diante de um processo de confinamento podemos adotar algumas posturas que podem facilitar esse momento delicado e manter nosso equilíbrio emocional:

  • Organize sua casa/apartamento/quarto/ambiente, um espaço acolhedor será fundamental para que você se sinta acolhido e pertencente. 
  • Crie uma logística para que você possa se manter em segurança, isso implica em ir ao mercado em horários fora de pico, deixar de frequentar ambientes fechados e acima de tudo, respeite sua vida.
  • Escolha uma atividade física que lhe relaxe, isso ajudará a manter os níveis hormonais. 
  • Encontre prazer na meditação, yoga ou pilates, eles te ajudarão a encontrar o eixo necessário para não fraquejar. 
  • Simplificar as coisas não te torna mais forte, conhecimento e consciência sim. 
  • Estabeleça uma rotina, isso lhe ajudará a preencher o tempo e te manterá longe do ócio. 
  • Que tal colocar os livros e séries em dia?
  • Já pensou em cuidar de algo, como uma plantinha ou adotar um pet? Quando nos concentramos no servir, nossa dor tende a permanecer com o tamanho que ela tem, já que quando nos concentramos muito nela, ela acaba crescendo fantasiosamente. 

Por fim, entenda que tudo isso irá passar e o futuro só será vivido por você se você fizer escolhas inteligentes no seu presente, pense nisso. 

Leia também: Quando não puder mudar a sua realidade, altere sua perspectiva.

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *