Quando foi que você deixou de se desafiar?

se desafiar
Foto: Kammeran Gonzalez-Keola – Pexels.

Se desafiar é muito importante para quem deseja morar fora e desenvolver novas habilidades é uma boa alternativa para viver longe de casa!

A vida vai passando e os desafios vão surgindo, desenvolvemos novas habilidades, competências, fortalecemos nossos talentos, reconhecemos nossas virtudes e aprendemos que ou nos ajustamos criatividade às adversidades ou sucumbiremos às intempéries. Morar fora exige de todo e qualquer imigrante um alto senso de acolher desafios, ou seja, precisamos ser resilientes, flexíveis e acima de tudo, corajosos. Se você deseja morar fora ou já está morando, essa conversa é com você!


Quando foi que você deixou de se desafiar?

Concebemos como desafio tudo aquilo que nos tira da nossa zona de conforto, toda circunstância que exige de nós coragem, ousadia, intrepidez, autoconfiança, segurança interna e autoconhecimento. Certamente você já se deu conta que cada desafio em nossa vida tem uma validade. Ou seja, ele surge em determinado momento e dura até um tempo específico, revelando assim a sua importância, perenidade e consistência.

À medida que vamos avançando em nosso desenvolvimento profissional e pessoal fortalecemos nossa resistência a adversidades e quanto mais experientes somos, menos surpresos ficamos com as novidades da vida, tendo em vista que vamos absorvendo grande parte das vivências que temos ao longo da vida. 

O grande perigo do nosso amadurecimento consiste em não concebermos mais novos desafios. Ou seja, estamos tão confortáveis onde estamos: área espiritual, financeira, profissional, amorosa, energética e física, que não queremos maiores esforços e sacrifícios ao longo dos nossos dias.

Mas talvez você esteja se perguntando, “qual o mal de viver essa tão sonhada estabilidade e plenitude?”. Não há mal nenhum, mas talvez a pergunta a qual você poderia se fazer é “É realmente justo comigo mesmo atrofiar meus talentos, habilidades e competência para viver a mesma coisa todos os dias?”.

Os desafios fazem nosso coração acelerar, nossos neurônios trabalharem, nossa criatividade aflorar, nosso corpo físico se esforçar e acima de tudo, nossa mentalidade volta a se expandir. Se desafiar para o novo é fundamental para continuar sonhando.

Saia do plano das ideias e se conecte ao seu poder de realização.

Viva de forma intensa, não deixe ela passar

No Brasil ou fora dele essa é uma realidade a qual devemos sempre ter em conta, a vida é tão curta que ela não merece que a vivamos de forma leviana, medíocre, preguiçosa e pouco produtiva. Temos tantas possibilidades todos os dias que é válido estarmos despertos e aproveitar os momentos.

Sempre existe algo a aprender, algo a desenvolver, algo a criar e algo a contemplar. Muitas vezes nossa preguiça, baixo entendimento, pouca visão, mentalidade empobrecida e crenças disfuncionais nos colocam em uma zona com baixas expectativas. Isso nos provoca a ausência de sonhos, por isso esteja atento. 

Morar fora exige de cada um de nós um desejo forte pelo viver, pelo aproveitar, pelo existir e pelo realizar. Essa não é uma perspectiva imbuída de fantasia, pelo contrário, talvez seja uma boa sugestão do que passar a fazer e do que termos atenção em não fazer.

Necessidades reprimidas podem ser um perigo, esteja atento!

Você merece escolher novos desafios

A autoresponsabilidade nos lembra todos os dias o que é nosso e o que é do outro, essa distinção é poderosa e serve para nos afastar da procrastinação. Sempre temos a chance de escolher nossos desafios, sejam eles mais significativos ou não, mas a escolha é sempre nossa e diante disso devemos usar nossas experiências de vida para eleger aquilo que será enriquecedor, especial e significativo. 

Aprenda a viver a sua vida da melhor maneira, aprenda a fazer boas escolhas, encontre boas companhias, entenda o que te faz feliz, identifique o que te descarrega, aprenda a se recompor, busque seu equilíbrio, alcance o que aspira e determine-se por seus sonhos.

Não existe nada tão nosso quanto a nossa parte e ninguém a fará por nós, ter isso em conta é extremamente poderoso, grave isso. Portanto, os desafios servem para te permitir crescer, evoluir e amadurecer, não perca essa oportunidade! Se desafiar é fundamental para viver novas experiências!

Leia também: Não espere a condição ideal para fazer acontecer.

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

*Conheça o canal do Youtube do Vagas pelo Mundo e inscreva-se!

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

blank

One thought on “Quando foi que você deixou de se desafiar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *