Estados Unidos reabre para brasileiros: país volta a receber estrangeiros hoje

Estados Unidos reabre para brasileiros
Foto: Fortune.

Estados Unidos reabre para brasileiros hoje, 8 de novembro, depois de ficar quase 20 meses com restrições de entrada. Saiba mais!

Muitos viajantes e cidadãos brasileiros estão entusiasmados com a perspectiva de (re)ver a família e amigos nos Estados Unidos pela primeira vez desde o início da pandemia. Os aviões já começaram a decolar na manhã de segunda-feira de diversos países e capitais mundiais como Londres e outras cidades após o levantamento das restrições de viagens nos Estados Unidos.


Estados Unidos reabre para brasileiros

De acordo com matéria publicada pela NBC News, as restrições de entrada nos EUA, impostas pela primeira vez no início de 2020, impediram o acesso de passageiros por via aérea provenientes de 33 países. Entre os que estavam na lista podemos referir o Brasil, a China, Índia e grande parte da Europa. Além disso, as autoridades sanitárias e de controle de fronteiras dos Estados Unidos também restringiram a entrada por via terrestre do México e do Canadá.

Com certeza a proibição sem precedentes atingiu durante o setor de turismo, mas também impediu que as pessoas pudessem encontrar seus entes queridos e comparecessem a casamentos e até funerais.

A partir de hoje, segunda-feira, 8 de novembro de 2021, os cidadãos brasileiros e viajantes que apresentarem prova oficial de vacinação contra a COVID-19 e que tiveram um teste viral negativo recente podem voar e viajar para os Estados Unidos.

Leia mais: 10 empregos do futuro nos Estados Unidos para a próxima década e quanto eles pagam.

Voos para os Estados Unidos com grande procura

O levantamento das restrições de viagem para os Estados Unidos por conta da pandemia (re)aqueceu a venda de passagens aéreas. Espera-se que haja poucos assentos vazios em muitos dos voos internacionais que estão partindo de Londres, Paris e outros lugares hoje e o volume de passageiros deve permanecer alto nas próximas semanas. Para marcar a ocasião, a British Airways e a Virgin Atlantic colocaram dois voos decolando juntos pela primeira vez de Heathrow em Londres para o JFK de Nova Iorque.

O clima era de festa no maior aeroporto do Reino Unido com diversos artistas em trajes vermelhos, brancos e azuis entretendo os viajantes. As duas companhias aéreas marcaram a reabertura em suas contas de mídia social também, com a Virgin postando uma foto de um novo “coquetel com o tema dos EUA”.

As companhias aéreas alertaram que provavelmente haverá longas filas no início por conta da necessidade de verificarão da documentação de vacinação para viajantes internacionais, como fazem atualmente para os resultados do teste de COVID-19.

Morar nos Estados Unidos: tipos de vistos.

Estados Unidos reabre para brasileiros e para europeus

A reabertura dos Estados Unidos para viajantes brasileiros e europeus ajudará todas as companhias aéreas que operam entre os países. Para a Virgin Atlantic, uma empresa aérea com sede no Reino Unido e foco transatlântico, isso significa muita coisa e a retomada de um mercado muito grande e promissor. A abertura dos Estados Unidos para estrangeiros também é comemorada por outras empresas como a British Airways.

A companhia americana Delta Airlines disse que nas seis semanas desde que a reabertura dos Estados Unidos foi anunciada, o aumento registrado foi de 450% em reservas de pontos de venda internacionais em relação às seis semanas anteriores ao anúncio. Contudo, muitos especialistas acreditam que as viagens corporativas vão atrasar a recuperação do setor de turismo e lazer.

Não deixe de ler: os 25 profissionais mais bem pagos nos Estados Unidos.

Estados Unidos reabrem fronteiras

Também a partir de hoje, segunda-feira, a fronteira de quase 3.200 quilômetros entre o México e os Estados Unidos também será aberta novamente. Centenas de migrantes chegaram a cidades da fronteira mexicana, como Tijuana, esperando que a redefinição tornasse mais fácil cruzar e buscar asilo nos Estados Unidos.

Nas travessias de fronteiras terrestres, a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos perguntará se os viajantes foram vacinados e verificarão alguns documentos. Crianças menores de 18 anos estão isentas dos novos requisitos de vacina. Os viajantes não turistas de quase 50 países com taxas de vacinação em todo o país de maiores que 90% também serão elegíveis para a isenção.

Veja também: Viagem EUA: conheça as atrações grátis em Orlando.

*Conheça também o nosso canal do Youtube e as nossas dicas para passar na imigração:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *