Número de turistas na Europa caiu 68% em relação a 2019

Turismo na Europa
Foto: Mapa do Mundo.

Relatório da Comissão Europeia de Viagens revelou que número de turistas na Europa caiu 68% em relação a 2019. Setor emprega 22 milhões de pessoas no continente.

Um novo relatório publicado pela ETC (European Travel Commission) mostra que número de turistas na Europa caiu 68% em relação a 2019. Mesmo com as grandes expectativas em relação ao Verão europeu, que poderia possibilitar uma recuperação até o fim do ano para a indústria de viagens e turismo, a segunda onda do vírus chinês fez o setor de turismo praticamente parar.


Número de turistas na Europa caiu 68% em relação a 2019

Com a chegada de visitantes comprometida pela pandemia, o número de turistas na Europa caiu 68% na metade do ano em relação ao mesmo período de 2019. Os dados estão no novo relatório chamado EUROPEAN TOURISM 2020 – TRENDS & PROSPECTS (Turismo Europeu 2020: Tendências e Perspectivas) publicado pela European Travel Commission (ETC) .

De acordo com o relatório, ainda que entre os meses de julho e agosto tenha havido um relaxamento em torno das restrições de viagem por conta da pandemia em toda a Europa, o aumento na quantidade de turistas no continente foi praticamente imperceptível em comparação com os meses anteriores.

Contudo, após o término do Verão os novos fechamentos de fronteira e a reimposição de bloqueios e restrições de viagens interrompeu rapidamente qualquer chance de recuperação precoce do setor de turismo e viagens na Europa.

Leia mais: Alemanha vai construir o maior túnel submerso do mundo.

2020 para ser esquecido

2020 tem sido um ano terrível para a economia, especialmente para alguns setores de turismo: viagens e hotelaria. O relatório mostra que ao se olhar para os próximos meses, por conta da incerteza elevada e dos riscos de novas restrições, provavelmente a quantidade de turistas em 2020 será 61% menor na Europa.

De acordo com o Diretor Executivo da ETC, Eduardo Santander, agora é mais importante do que nunca para os países europeus chegarem a acordo sobre soluções comuns, que evitem não só a propagação do vírus, mas também apoiem a recuperação do turismo.

“A direção da recuperação econômica em toda a Europa dependerá significativamente da recuperação do setor de turismo, um setor que gera cerca de 10 por cento do PIB da União Europeia e é responsável por mais de 22 milhões de empregos”.

Eduardo Santander — Diretor Executivo da ETC

Para Eduardo, é imprescindível destacar a importância de proteger negócios, empregos e empreendimentos na indústria de viagens e turismo, que estão atualmente em risco elevado.

Países europeus em lockdown: como ficam as viagens internacionais.

Países mais afetados com a queda no número de turistas na Europa

número de turistas na Europa
Foto: Seguros Promo.

Os dados coletados e analisados pela ETC mostram que algumas das quedas mais significativas no número de turistas na Europa foram marcadas em estados não membros da União Europeia como Montenegro, Turquia e Sérvia. Contudo, mais países da União Europeia apareceram no relatório com as quedas mais acentuadas, são eles:

  • Chipre — 85%
  • Montenegro — 84%
  • Romênia — 80%
  • Turquia — 77%
  • Portugal — 74%
  • Sérvia — 74%
  • Islândia — 71%
  • Malta — 71%

A Áustria está entre os países europeus que estão em uma melhor posição para alcançar uma recuperação do setor de turismo. Isso ocorre porque as restrições foram menos rígidas na Áustria do que em outros países. Contudo, o país registrou um declínio de 44% em setembro, mas mesmo assim foi um número muito mais baixo do que outros países europeus.

Saiba mais: 193 aeroportos europeus podem ir à falência nos próximos meses.

Necessidade de cooperação entre os países da União Europeia

Ainda segundo os dados do relatório da ETC, há uma necessidade adicional de cooperação entre os estados membros da União Europeia e outras nações da Europa que atualmente têm restrições bastante diferentes umas das outras. “Soluções harmonizadas para teste e rastreamento, junto com medidas de quarentena, serão cruciais para mitigar os riscos negativos em toda a Europa”, diz o relatório.

Além disso, o documento indica que a pandemia também afetou as opções de viagens nos países europeus, em particular durante o Verão, uma vez que os turistas têm procurado locais rurais e costeiros, evitando áreas urbanas. Em um relatório anterior da ETC, publicado em outubro, os dados indicavam que 54% dos europeus planejavam fazer uma viagem dentro da Europa durante os próximos seis meses.

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista brasileira e mora no exterior há 6 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 15 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *