Itália lança trem de alta velocidade entre Roma a Milão “sem COVID”

trem de alta velocidade entre Roma a Milão
Foto: il Portale dei Treni.

Conheça tudo sobre o novo trem de alta velocidade entre Roma a Milão livre de COVID que já está em funcionamento na Itália. Saiba mais!

A Trenitalia, uma operadora de trens na Itália, iniciou um serviço de trem de alta velocidade ‘sem COVID’ pela primeira vez na Europa entre Roma e Milão. O serviço começou a operar duas vezes ao dia em cada direção como uma iniciativa experimental em 16 de abril de 2021.


Trem de alta velocidade entre Roma a Milão

Se a experiência for bem-sucedida, a empresa planeja expandir seu serviço para outras rotas. Para que os passageiros possam embarcar no trem, eles devem chegar à estação 45 minutos antes da partida. Além disso, todas as pessoas devem fornecer um resultado de teste de PCR negativo.

Crianças menores de seis anos estão isentas de tais requisitos, a menos que os pais insistam que seu filho faça o teste. Por outro lado, se alguém não puder apresentar um teste, eles podem fazer um teste com amostras de swab (cotonete) de nasofaringe antes de embarcar no trem nas tendas que foram montadas pela Cruz Vermelha da Itália nas estações em Roma Termini e Milano Centrale.

Turismo na Albânia: país invisível quer se tornar um campeão do turismo.

Mais sobre a viagem de trem ‘sem COVID’ na Itália

Para poder viajar no trem de alta velocidade entre Roma a Milão e fazer o teste no local, os passageiros precisam ter consigo uma passagem de trem, um documento de identificação e um cartão de saúde. No entanto, se o teste for positivo enquanto estiverem no local, eles receberão o reembolso total do bilhete de trem. O passageiro também pode escolher entre aceitar um voucher disponível por 12 meses ou o valor em dinheiro.

Além disso, o trem de alta velocidade entre Roma a Milão sem COVID fornece maior espaçamento entre os assentos, permitindo que apenas 50% das poltronas sejam ocupadas, seguindo a disposição dos assentos em tabuleiro de xadrez que deixa todos os assentos com um local ao lado vazios.

Veja mais: Europa vai dar 60 mil passagens de trem gratuitas para viagens.

Para comprar as passagens de trem de alta velocidade entre Roma a Milão

Os bilhetes para o trem de alta velocidade entre Roma a Milão estão sendo vendidos desde 11 de abril de 2021. O trem Frecciarossa ‘COVID-free’ parte todos os dias às 8h50 de Termini para Milano Centrale sem paradas, e outro sai de Milão para Termini às 18h.

Com exceção de Roma Termini e Milano Centrale, o Grupo FS também planeja criar espaços de teste adicionais em 11 outras estações em Bari, Bolonha, Cagliari, Florença Santa Maria Novella, Nápoles Central, Palermo, Reggio Calabria, Torino Porta Nuova e Veneza Mestre. Para reservar e comprar as passagens, acesse o site da Trenitalia.

Voos do Brasil para Portugal: país europeu suspende restrições para brasileiros que viajam para fins essenciais.

Plano de expansão da Trenitalia

O diretor-geral da Trenitalia, Gianfranco Battisti, revelou que a companhia pretende alargar os serviços ferroviários COVID-free de forma a permitir “viajar com total segurança a destinos turísticos como Florença, Veneza, Nápoles e muitos outros”. Ainda não foi divulgado um plano detalhado de horários e destinos do trem.

No início do mês, a Itália decidiu prolongar os requisitos de quarentena para todos os viajantes da União Europeia até o final de abril de 2021 devido à atual situação do COVID-19. Enquanto isso, o setor de viagens e turismo do país europeu sofreu uma perda de € 120,6 bilhões, pois a maioria dos países suspendeu as viagens internacionais.

10 dicas infalíveis para economizar em uma viagem.

*Aproveite também para conhecer nosso canal do Youtube, como vários vídeos novos por semana:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *