Turistas vacinados poderão entrar na Espanha a partir de junho

turistas vacinados poderão entrar na Espanha
Foto: Gintarė Kairaitytė – Pexels.

Primeiro-ministro liberou a entrada de 10 países em 24 de maio e os turistas vacinados poderão entrar na Espanha de qualquer lugar do mundo em junho.

A Espanha é o segundo país que mais recebe turistas no mundo. Depois de muito tempo com as fronteiras fechadas, o governo autorizou que os turistas vacinados poderão entrar na Espanha a partir do dia 7 de junho de 2021. Veja tudo a seguir.


Turistas vacinados poderão entrar na Espanha a partir de junho

Em 2019, antes da pandemia invadir nossas vidas e gerar uma crise econômica mundial, a Espanha recebeu 83,7 milhões de turistas internacionais. O aumento em relação ao ano anterior foi de 1,1% e os viajantes gastaram 2,8% a mais no país. Ao todo, os gastos dos viajantes na Espanha foi de € 92,2 bilhões de euros para economia espanhola. 

O turismo na Espanha representa 14% do PIB – Produto Interno Bruto do país. Depois de muitas perdas no turismo espanhol (e em todo o mundo), o país agora se prepara para abrir aos turistas vacinados

Dessa forma, o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou que os turistas vacinados poderão entrar na Espanha a partir de 7 de junho de 2021. Qualquer pessoa vacinada contra a Covid-19, terá liberdade de entrada no país europeu, independente do seu país de origem (vacinas autorizadas pela União Europeia). 

“Todas as pessoas vacinadas e suas famílias serão bem-vindas no nosso país”.

Pedro Sánchez, primeiro-ministro da Espanha.

Após cancelamento da Oktoberfest de Munique, Dubai se oferece para sediar o evento.

Espanha autoriza entrada de turistas de 10 países em 24 de maio

Ontem, 24 de maio, a Espanha liberou a entrada de turistas de 10 países, incluindo os britânicos, que são de grande importância para o turismo espanhol. A Europa está a um mês de distância do verão e a expectativa é que o turismo no continente volte a ter movimentação para girar a economia, que esteve praticamente parada até agora. 

Os 10 países autorizados a entrar na Espanha foram classificados como seguros pelo governo espanhol são: 

  • Reino Unido, 
  • Austrália, 
  • Nova Zelândia, 
  • Israel, 
  • Japão, 
  • China, 
  • Singapura, 
  • Coreia do Sul, 
  • Tailândia e 
  • Ruanda.

Portanto, os viajantes desses países não terão que enfrentar controles sanitários na entrada do país. Já a partir de 7 de junho, todos os viajantes poderão entrar no território espanhol, desde que comprovem a imunização completa com as vacinas do Covid-19 (duas doses ou vacina com dose única). Lembrando, que as vacinas precisam ser autorizadas pela EMA – Agência Europeia de Medicamentos ou pela OMS – Organização Mundial da Saúde. 

Reabertura da Disneyland Paris será em junho com novos brinquedos e um novo hotel.

Certificado Verde Digital na Europa

A União Europeia também anunciou que vai colocar em vigor o Certificado Verde Digital, um certificado sanitário, para controlar a entrada de pessoas já vacinadas na Europa. A ideia é que ele esteja em funcionamento a partir 1 de julho de 2021 e cada estado-membro será responsável pela infraestrutura e sistemas para controle do certificado. 

Veja quais são as restrições de viagem na Europa mais recentes.

Número de vacinados na Espanha

A Espanha já vacinou 17,3% da sua população e 35,6% já receberam pelo menos a primeira dose da vacina. Ao todo 24,5 milhões de doses já foram administradas na população espanhola. 

Os casos de contágio de Covid-19 também estão baixos e a ministra da saúde espanhola, Carolina Darias, anunciou que as pessoas imunizadas com duas doses já superaram o número daqueles que estão ou estiveram infectados. Isso significa o “o início do fim” da doença! 

Veja também: Viagem de trem na França, opção noturna de Paris para Nice.

Aproveite para ouvir o nosso Podcast Partiu Morar, disponível no Spotify e conhecer nosso canal do Youtube:

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há 7 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua na área de Jornalismo, produção de conteúdos e mídias sociais. Com seu trabalho, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos!

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *