Voos internacionais na Austrália: estado australiano retomará viagens para o exterior

voos internacionais na Australia
Foto: LoyaltyLobby.

Depois de meses, os voos internacionais na Austrália começam a ser retomados já no começo do mês de abril. Saiba mais!

Melbourne retomará voos internacionais após alguns meses. Segundo informação adiantada pelo site britânico especializado em viagens, Business Traveller, o estado australiano de Victoria permitirá que os voos internacionais na Austrália sejam retomados a partir de 8 de abril de 2021, após uma revisão do programa de quarentena em hotel.

As chegadas a Victoria serão inicialmente limitadas a 800 viajantes por semana, antes de aumentar para 1.120 viajantes a partir de 15 de abril.


Voos internacionais na Austrália

Em fevereiro de 2021, o governo estadual de Victoria suspendeu os voos internacionais após um surto em um hotel de quarentena do Holiday Inn, que sugeria ventilação insuficiente e outros processos falhos. Victoria, desde então, fez mudanças em seu programa de quarentena, incluindo o compromisso de testar os viajantes quatro vezes.

Anteriormente, os viajantes eram testados duas vezes durante sua estadia de duas semanas. Entretanto, as autoridades de saúde do estado australiano entenderam que a testagem deveria ser mais abrangente. Além disso, decidiram avaliar o sistema de ventilação de todos os hotéis participantes e indicados pelo governo para quarentena e atualizar os aplicativos de rastreamento de contato.

Veja também: empresa aérea irlandesa lança voos promocionais para os Estados Unidos.

Liberação de voos internacionais na Austrália

A pandemia está deixando os governos mais atentos, especialmente na tentativa encontrar maneiras de ‘bloquear’ a transmissão do vírus de maneira mais eficaz. O primeiro-ministro em exercício do estado de Victoria, James Merlino, disse que “o que estamos fazendo é não deixar pedra sobre pedra para torná-lo o mais seguro possível”.

Para Merlino, “não vou me apresentar hoje e dizer que o risco é zero, porque em nenhum lugar, em qualquer jurisdição deste país ou do mundo, alguém diria isso para você”. Porém, o primeiro-ministro do estado acrescentou que pediu ao governo federal que considere permitir que estudantes internacionais e outros “grupos econômicos” não australianos entrem no país a partir de 15 de abril de 2021.

Os voos internacionais na Austrália foram proibidos em março de 2020 e a entrada de viajantes internacionais bloqueada. A exceção na lei somente era válida para cidadãos australianos, residentes permanentes e pessoas em circunstâncias excepcionais.

Pandemia: proibição de sair do Reino Unido pode gerar multa de £ 5 mil.

A Austrália não proíbe mais viagens para a Nova Zelândia

O governo australiano recentemente alterou suas leis para permitir que seus cidadãos possam viajar para a Nova Zelândia. Potencialmente, isso seria um pequeno passo no sentido de eliminar outras restrições de viagem. No entanto, a decisão australiana não tem muito impacto imediato, já que a Nova Zelândia ainda não está permitindo a entrada dos cidadãos australianos.

Veja também: voos diários da British Airways entre São Paulo e Buenos Aires.

Austrália altera sua Lei de Biossegurança

Há um ano, a Austrália foi um dos poucos países do mundo a proibir seus cidadãos de deixar o país. Havia algumas exceções, mas a maioria das pessoas que precisava viajar não era persuasiva nem conectada o suficiente para obter o sinal verde para partir. Desde março de 2020, a proibição foi renovada a cada três meses, mais recentemente em 2 de março de 2021.

No entanto, no começo da semana, houve um pequeno relaxamento das regras. A Lei de Biossegurança de 2015 da Austrália foi alterada para permitir que os cidadãos australianos que estiveram no país por pelo menos duas semanas possam ir para a Nova Zelândia sem ter que pedir permissão para fazê-lo.

É fato que o governo australiano está ansioso para iniciar um corredor de viagens com a Nova Zelândia. A Austrália permite que a maioria dos neozelandeses entre e pule a quarentena desde outubro de 2020, porém o governo da Nova Zelândia não retribuiu o favor.

Reabertura da Disney: anúncio empolga os fãs.

Nova Zelândia adia decisão sobre viagens internacionais

A emenda aprovada na Austrália no começo da semana em relação a biossegurança antecipou o anúncio do governo da Nova Zelândia em relação à liberação de viagens entre os dois países. Contudo, no mesmo dia, a Nova Zelândia adiou um anúncio sobre o corredor de viagens até 6 de abril de 2021.

Em pronunciamento feito na segunda-feira, 22 de março de 2021, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse: “Abrir nossas fronteiras para nosso vizinho mais próximo é uma prioridade não apenas para turismo e negócios, mas também em termos de reunir amigos e famílias. Nem é preciso dizer que abrir uma zona de viagens com a Austrália, sem quarentena, é altamente complexo”.

Do ponto de vista da primeira-ministra da Nova Zelândia, cinco coisas precisam ser definidas antes que ela dê permissão, enquanto chefe de governo, para qualquer corredor de viagens. Primeiro, a Sra. Ardern deseja uma estrutura de resposta adequada na Nova Zelândia para quando surgirem casos na Austrália. Em segundo lugar, a Nova Zelândia precisa ser capaz de contatar com eficiência os viajantes de rastreamento da Austrália, caso haja necessidade.

Terceiro, algumas questões sobre o gerenciamento de viajantes em trânsito precisam ser resolvidas. Quarto, a estrutura legal precisa estar em vigor para permitir que a Nova Zelândia alcance os três primeiros pontos. Finalmente, a primeira-ministra quer a garantia de que as companhias aéreas, aeroportos e agências estejam prontos para tudo isso.

Leia mais: a partir de 15 de março volta a ser possível viajar para fora de Portugal.

Aeroporto de Auckland pronto para gerenciar voos e corredor de viagens

Contudo, os pontos colocados pela primeira-ministra da Nova Zelândia não são considerados como obstáculos intransponíveis. O maior aeroporto da Nova Zelândia, Auckland, vem se preparando para separar passageiros em quarentena e em não quarentena há meses.

Em um comunicado, o Aeroporto de Auckland disse que pode separar seu terminal internacional em duas zonas independentes. Uma zona é uma “zona de gerenciamento de saúde” para chegadas que precisam entrar em isolamento e gerenciamento da quarentena. A segunda zona é a “zona de viagens seguras” para chegadas de países com os quais a Nova Zelândia formou ou formará corredores seguros de viagens.

Em fevereiro de 2021, o presidente do Aeroporto de Auckland, Patrick Strange, disse: “Os últimos seis meses foram um período de ajustes constantes para o Aeroporto de Auckland”. O setor de turismo e viagens da Austrália e da Nova Zelândia esperam ansiosamente que a primeira-ministra Jacinda Ardern ceda e autorize um corredor viagens em 6 de abril.

O corredor de viagens entre os dois países da Oceania provavelmente começará antes do último fim de semana de abril. Até então, a emenda feita pela Austrália em sua Lei de Biossegurança não faz nenhuma diferença real na capacidade dos cidadãos australianos de viajarem para a Nova Zelândia.

Veja também as mudanças na lei de imigração na Austrália em 2021.

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *