Imigração da União Europeia para o Reino Unido no menor nível desde 2013

Imigração Reino Unido
Foto: Mgatechnologies

Cidadãos da União Europeia estão deixando de ir morar no Reino Unido.

O Instituto Nacional de Estatísticas Britânico (ONS – Office for National Statistics) recentemente divulgou dados que mostram que a imigração de cidadãos da União Europeia para o Reino Unido está no nível mais baixo desde 2013.

De acordo com Jamie Grierson, jornalista correspondente de assuntos internos do jornal inglês The Guardian, o relatório com estatísticas sobre a migração feita pelo Instituto Nacional de Estatísticas Britânico (ONS) estava repleto de erros e os dados foram postos em causa. Inclusive rebaixando o status de estatística nacional para dados experimentais.





Dados controversos sobre a imigração no Reino Unido

Tal medida aconteceu depois que os profissionais responsáveis pela análise dos dados estatísticos descobriram que os números sobre a imigração de cidadãos da União Europeia para o Reino Unido havia sido subestimada, enquanto que a migração fora da União Europeia havia sido superestimada.

Depois que os dados foram reclassificados como sendo experimentais, eles apontaram que a migração líquida para o Reino Unido – a diferença entre as pessoas que saíram e chegaram – foi de 226.000 até março de 2019. Theresa May, ex Primeira-ministra do Reino Unido, lutava para que a migração líquida diminuísse durante o seu mandato, mas sem êxito. Já Boris Johnson, atual Primeiro-ministro britânico, parece ter mudado o foco já tem outros problemas para tratar, principalmente o BREXIT.

 

Migração para o Reino Unido
Migração para o Reino Unido

 

Os dados da ONS mostram que o número de cidadãos da União Europeia que optaram pelo Reino Unido está em queda desde 2016, especialmente para quem vai para trabalhar. No ano, entre março de 2018 e março de 2019, a imigração de cidadãos da União Europeia foi estimada em 200.000, o menor número desde junho de 2013, quando foram estimados 183.000.

Veja também como viajar com cachorro para Inglaterra.

Remessa online voucher

Controvérsia na divulgação dos dados

Os dados estão sendo divulgados em um momento de intenso debate sobre como ficará a liberdade de movimentação de pessoas caso aconteça um BREXIT sem acordo entre o Reino Unido e a União Europeia, pois a secretária do Interior do Reino Unido, Priti Patel, planeja fechar as fronteiras rapidamente no caso de uma saída sem acordo.

Veja 10 dicas para viajar de avião com bebê.

Impacto na Indústria

Já Matthew Fell, diretor da Confederação da Indústria Britânica (CBI – Confederation of British Industry) afirma que existe uma tendência na queda da migração líquida da União Europeia nos últimos dois anos e que isso está comprometendo algumas áreas que dependem de mão de obra qualificada.

Outro fator apontado por Fell é que, tendencialmente, as empresas se contraiam e seus diretores fiquem apreensivos com o fato da livre movimentação de pessoas do (e para) Reino Unido ser afetada com o BREXIT e que as todas as mudanças (vistos e etc.) precisarão de tempo até entrarem em uso.

Mathew Fell se mostra preocupado com o fato de haver uma enorme falta de informação sobre o fechamento das fronteiras britânicas caso o BREXIT aconteça sem acordo.

Veja também: caos em Portugal, excesso de demanda no serviço de imigração.

Prazo apertado

O prazo para o BREXIT está se esgotando e 31 de outubro de 2019 será um dia histórico, não só para o Reino Unido, mas para a União Europeia e para o mundo. O fechamento das fronteiras, a necessidade de vistos e autorizações gerarão num primeiro momento, sem dúvida, grande apreensão para cidadãos da União Europeia que vivem no Reino Unido.

Além disso, muitas empresas no Reino Unido precisarão se adequar para cumprir as exigências do governo britânico no caso de contratarem cidadãos da União Europeia.

Conheça também quais são as melhores cidades para morar na Inglaterra.

*Para fazer transferências internacionais de dinheiro, o Vagas pelo Mundo recomenda o site Remessa Online. Acesse o site e ganhe 10% de desconto em todas as suas transações utilizando o VOUCHER Remessa Online: vagaspelomundo.

*Para reservar hotéis com desconto, acesse o site Booking e pesquise as melhores opções de hospedagem.

*Para obter descontos de até € 41,00 euros na sua hospedagem pelo Airbnb, acesse o nosso voucher de desconto.

*Se você vai viajar e precisa alugar um carro, nós recomendamos o site Rentalcars, ele compara os preços de diversas locadoras e você consegue economizar bastante.



Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista, brasileira e mora no exterior há 5 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 14 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *