Governo de Portugal vai enviar Cartão de Cidadão pelo correio

Cartao Cidadao Portugal
Foto: Jornal de Negócios

Uma medida extraordinária foi tomada para conseguir escoar a enorme quantidade de Cartão de Cidadão solicitados durante a pandemia do coronavírus. Desse modo, o Governo de Portugal vai enviar Cartão de Cidadão pelo correio. A parceria com os CTT (Correios de Portugal) foi firmada na semana passada e o documento passará a ser entregue na casa dos portugueses.

Veja também as vagas no Pingo Doce em Portugal.

De acordo com a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública de Portugal, Alexandra Leitão, o projeto-piloto já está em funcionamento. Para a ministra, “a entrega acontecerá nos próximos meses e até ao fim do ano, em princípio, de forma a escoar o passivo”.


Cartão de Cidadão de Portugal pelo correio

A intenção do Governo de Portugal é conseguir dar conta de entregar os mais de 350 mil Cartões de Cidadão (CC) que precisam ser entregues até o fim de 2020.

Saiba como trabalhar no interior de Portugal: incentivo chega a € 4.827.

Pandemia contribuiu com o atraso na entrega

Por conta das medidas de confinamento, houve um acúmulo na quantidade de Cartões de Cidadão que precisavam ser entregues em Portugal. De acordo com o Governo de Portugal, a quantidade de documentos estocados ultrapassa os 350 mil. Desse modo, com os CTT (Correios de Portugal) trabalhando na entrega, até o fim do ano estima-se que o montante de documentos por entregar seja resolvido.

Em uma entrevista concedida à RTP3, a ministra Alexandra Leitão disse: “Por causa da situação pandémica, tivemos um acumular de cerca de cerca de 350 mil cartões de cidadão para entrega. De notar que já está agilizada a própria renovação e depois é preciso entregar esses cartões”.

Conheça as cidades mais baratas para morar em Portugal.

Projeto-piloto como solução

Desse modo, foi firmada uma parceria entre os CTT e o Governo de Portugal para que o cartão de cidadão seja entregue na casa dos portugueses. O projeto-piloto iniciou em Oeiras e já está em funcionamento, contudo vale ressaltar que a responsabilidade pelo funcionamento do projeto é do Instituto de Registos e Notariado (IRN).

Ainda de acordo com Alexandra Leitão, “a entrega acontecerá nos próximos meses e até ao fim do ano, em princípio, de forma a escoar o passivo, garantido que a situação anormal gerada pelo confinamento total, em que se acumularam os cartões, seja resolvida”.

Milhares de Cartões de Cidadão serão enviados pelos correios

Todos os meses, em média, são entregues cerca de 200 mil cartões de cidadão de acordo com a ministra. Entretanto, a pandemia trouxe restrições de mobilidade e fez com que milhares de documentos ficassem acumulados. Dessa maneira, com os CTT trabalhando na entrega, o estoque de cartões para serem entregues deve zerar até o fim do ano.

Veja também como morar em Portugal, um guia completo.

Como vai funcionar a entrega do Cartão de Cidadão pelos CTT?

Por se tratar de um documento importante, o Cartão de Cidadão de Portugal será entregue pelos CTT cumprindo requisitos mínimos de segurança. De acordo com os Correios de Portugal, “os clientes vão receber um SMS ou um e-mail do IRN, conforme os contatos que tenha associado ao cartão do cidadão, a avisar da entrega do documento por correio registrado e a informar que a receção só pode ser feita pelo próprio, e mediante prova da sua identidade”.

Contudo, se a entrega não for possível, o Cartão de Cidadão “poderá ser levantado na Loja Própria CTT indicada no aviso de entrega que foi deixado na caixa de correio. Em alternativa, o cidadão poderá recorrer ao serviço Alterar Entrega, que permitirá alterar o local de entrega, numa morada da sua preferência”.

De ressaltar que por questões de segurança, somente o titular do Cartão de Cidadão poderá receber o documento. Isso vale tanto para quem vai receber em casa quanto em um dos balcões dos CTT. Pois somente com a comprovação da identidade presencialmente é que o CC será entregue. Saiba mais no site do IRN de Portugal.

Também pode te interessar: Fim das moedas de 1 e 2 cêntimos de euro até o final de 2021 na Europa.

Ouça também o nosso Podcast Partiu Morar Fora, disponível no Spotify:

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é jornalista brasileira e mora no exterior há 6 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua há 15 anos na área de Jornalismo, produção de conteúdos, mídias sociais. Com seus textos, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *