Como avaliar se chegou o momento de voltar para casa?

voltar para casa
Foto: Vinta Supply Co. | NYC no Pexels.

Existe uma validade para todas as coisas neste mundo, inclusive para viver no exterior. Quando será a hora de voltar para casa?

Já falamos tanto sobre partir que acredito que chegou o momento de refletirmos sobre quando regressar para casa. Esse é um assunto importante e por muitas vezes não entramos em contato com ele, são tantas emoções e sentimentos recrutados para lidar com essa circunstância que simplesmente escolhemos não o fazer. Alguns assuntos precisam ser encarados com maturidade, objetividade e clareza, então vamos até o fim deste texto e espero que possas acalmar seu coração e clarear sua mente. 


Como avaliar se chegou o momento de voltar para casa?

Passamos tanto tempo planejando morar fora que quando conseguimos colocamos na cabeça que não devemos/queremos mais voltar. As vezes a nossa antiga realidade era tão desafiadora que não nos imaginamos passando por tudo que passamos. Ao chegarmos no novo país que escolhemos passamos a nos encantar com quase tudo; cultura, idioma, educação, política, economia, belezas naturais e até com as dificuldades daquele país.

Movimento esse que permite nos adaptarmos a tal realidade e a criarmos um senso de integração, fortalecendo assim a nossa vinculação naquele local. 

São tantos perrengues que passamos fora de casa que se contarmos tudo, quase ninguém acredita e isso é o que torna a experiência especial e divertida. Morar fora nos ensina muito, o que fazermos e o que não fazermos, uma dualidade singular que nos permite amadurecer e a entendermos o nosso papel no mundo.

Cuidado com a impulsividade, ela pode comprometer o seu propósito.

Existe prazo de validade?

Quando estamos nos preparativos para viver no exterior possuímos muitos planos e sonhos, alguns deles com data e hora marcada, mas todos eles possuem uma validade e é sobre isso que precisamos refletir. 

Por vezes saímos de casa para fazer um intercâmbio, para estudar um curso de pós-graduação (mestrado ou doutorado), trabalhar e quem sabe apenas viver no exterior. Seja qual for a sua motivação, olhe a validade no rótulo da sua imaginação. Ficamos tão encantados com a vida no exterior, que não desejamos largar essa experiência, por mais desafiadora que ela esteja sendo e você não está errado (a), só precisa avaliar as condições as quais você se encontra e se tudo isso está sendo saudável para sua saúde física e mental. 

A nossa falta de visão e percepção de bem-estar ao longo do tempo pode ser comprometida pelo nosso baixo autoconhecimento e com isso não nos damos conta se o que vivemos ainda deve continuar a ser vivido. Precisamos rever os nossos passos do passado, do presente e do futuro, por vezes aquilo que eu desejo viver hoje pode ser que eu não tenha estrutura interna para suportar, manter e quiçá viver.  

Cuidado ao colocar as emoções a frente das suas decisões.

Será que é hora de voltar para casa?

Com certeza você já se perguntou se está na hora de voltar para casa, “O que é que eu estou fazendo aqui…?”, “será que preciso passar por isso…?”, “será que talvez voltando para casa as coisas não seriam mais fáceis…?”, etc. Esses pensamentos podem ir e vir na sua mente de forma tão ininterrupta, que talvez você esteja tão cansado, sem esperança e perspectivas, que voltar para casa resolveria boa parte dos seus problemas.

A fim de te ajudar nesta reflexão e tomada de decisão, trouxe algumas perguntas poderosas:

  • O que você deseja para sua vida?
  • De todas as coisas que deseja, quantas já realizou?
  • O que te impede de realizar aquilo que deseja? (Tempo e Dinheiro não devem ser aceitos com justificativa. O primeiro consiste em uma melhor gestão e o segundo em pensar diferentes formas de conquistar.
  • Já cumpriu o que foi fazer no exterior?
  • As condições em que vives é saudável para sua vida física, emocional e financeira?
  • Sua experiência no exterior ainda pode ser aproveitada de forma produtiva?
  • Em termos evolutivos, acredita que ainda tens prazer em viver o que vives?

E por fim, o que você ganha retornando para casa? Portanto, avalie suas escolhas, tente compreender o seu presente e esteja atento ao que te faz bem.

Morar fora: se eu já pensei em desistir?

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *