Cuidado com o que compartilha com os outros

compartilha com os outros
Foto: Polina Zimmerman – Pexels.

Nem todas as pessoas estão prontas para ouvir e torcer por sua evolução. Por isso, tenha cuidado com o que compartilha com os outros.

Morar fora exige de nós atenção e sabedoria, principalmente quando o assunto é compartilhar ideias, planos e sonhos. Certamente você já teve alguma experiência desagradável com isso e buscou fechar-se para os outros e passou a guardar tudo para si. Mas talvez você tenha se decepcionado e segue contando tudo para todos e permanece sem entender por que que algumas coisas se repetem em sua vida. Se você já passou por isso, vamos até o fim deste texto, tenho uma boa reflexão para esse momento. 


Cuidado com o que compartilha com os outros

É natural termos o desejo de compartilhar a nossa felicidade, os nossos planos, sonhos e aspirações, comportamento esse que nos revela o quanto temos boas intenções com aqueles que estão a nossa volta. Nos alegramos tanto com as conquistas dos outros, que inevitavelmente acreditamos que essa recíproca será verdadeira. Mas provavelmente você já percebeu que a realidade é bem diferente, não é?

Quando decidimos morar fora precisamos ter em mente que essa realidade será ainda mais verdadeira, afinal de contas estaremos distantes dos nossos e com isso tenderemos a fazer novos contato e com isso a exposição. 

Sempre que expomos algo que ainda não aconteceu, por mais que esteja tudo encaminhado e organizado, corremos o risco de nos constrangermos com o não acontecimento. As vezes falamos o que queremos fazer, o projeto que vamos implantar, a decisão que vamos tomar, mas entre o que desejamos fazer e o que será, existe uma longa distância.

Por isso a orientação é clara, cuidado com quem compartilha e só exponha depois de realização. Talvez isso não faça muito sentido para você hoje, mas em algum momento fará. Muitas vezes morar fora exige discrição, ouvir mais do que falar e acima de tudo, avaliar quem está a nossa volta. 

Certamente você já se decepcionou com muitas pessoas as quais achou que eram seus amigos ou por talvez ter confundido a relação, confiando demais e por vezes abrindo muitos assuntos da sua vida para pessoas as quais não estavam preparadas para lidar com aquilo.

Cuidado ao colocar as emoções a frente das suas decisões.

As pessoas estão de passagem no exterior

Lembre-se e nunca esqueça que quando moramos fora a maioria daqueles a nossa volta estão de passagem, não são perenes e talvez amanhã estarão em outra casa, universidade e até mesmo outro país. Assim é a vida do imigrante, hoje aqui, amanhã ali, sempre em movimento e essa é a beleza de vivermos no exterior. 

Resolvi trazer algumas perguntas poderosas para que você possa se fazer antes de compartilhar o que desejas:

  • A pessoa a qual vai te ouvir, possui uma experiência maior na área que você deseja realizar algo?
  • Você tem um bom relacionamento com essa pessoa ao ponto dela não desejar o que é seu?
  • Quem vai te aconselhar tem boas realizações na vida?
  • Qual a necessidade deste compartilhamento: falar por falar, pedir conselho, desejo de orientação…?
  • Seu conselheiro te inspira a ser melhor, mais poderoso e brilhante? Caso não, ele não serve para você. 

Portanto, tenham cuidado na jornada e escolham com cuidado aqueles que te orientarão e acolherão suas palavras. 

Liberte-se da obrigação de ter que agradar as pessoas.

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

Aproveite para ler também: entre o desânimo e o entusiasmo, ganha quem tiver mais espaço na sua vida.

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *