Suas reclamações te inspiram a desistir ou a avançar?

reclamacoes
Foto: Liza Summer – Pexels.

Reclamar e agradecer são atitudes poderosas e a depender do que você prática poderá chegar ainda mais longe. A vida pode ser repleta de evolução, quando você troca as reclamações por gratidão.

Provavelmente você já ouviu a expressão, “ele não quer ouvir uma solução, ele apenas deseja reclamar…”, essa é uma atitude muito comum em nosso dia a dia, desfocamos do que temos e podemos e trazemos nossa atenção para o que falta ou para o que não está “dando certo”. Ao escolhermos morar fora levamos em nossa bagagem emocional tudo aquilo que podemos, seja bom ou ruim, mas é necessário que você entenda que para cada escolha, uma renúncia e para todas elas uma consequência.


Suas reclamações te inspiram a desistir ou a avançar?

Quando estamos morando fora parece que tudo contribui para que possamos reclamar, o tempo frio, o calor excessivo, a névoa que surgiu, o vento forte que está soprando, o mal atendimento que recebi, a falta de empatia no supermercado, a burocracia do país que estou vivendo e uma série de coisas que não saem conforme gostaríamos.

Se formos esperar que tudo saia conforme desejamos, estaremos fadados à frustração, mas aí você pode pensar “mas Vitor, não tem condições, parece que as coisas acontecem de propósito…”, eu entendo o como difícil deve ser para você, mas talvez estejas precisando trabalhar a sua flexibilidade e resiliência

Vamos fazer um exercício simples, busque em sua memória todas as coisas as quais você gosta de reclamar com frequência e reflita se suas reclamações proporcionam solução, tranquilidade e leveza.

Caso esse não seja o resultado alcançado, você está apenas perdendo tempo e estressando aqueles à sua volta, além de você é claro. A sugestão é simples e expressa, quando estiveres diante de algo que não te agrada ou satisfaz, mude-se! Lembre-se que o livre arbítrio lhe foi concedido e com isso você pode fazer novas escolhas e quem sabe obter o que deseja. 

Já tentou transformar suas queixas em oportunidades?

Tente trocar as reclamações por gratidão

Se você acha que morar fora vai ser maravilhoso, que tudo vai dar certo e que você não vai passar nenhum perrengue, então você precisa colocar os pés no chão. Sua experiência no exterior pode ser incrível, rica, próspera e repleta de evolução, mas essa realidade só é conquistada quando você troca as reclamações por gratidão.

Ser grato pelo que se tem, pelo que se vive e pelo que se é, é o auge de uma vida plena e gloriosa. Aqueles que aprenderam a agradecer descobriram que reclamar não nos leva a lugar nenhum, apenas nos faz afundar ainda mais em uma espécie de areia movediça.

Como se sentiria hoje se tivesse desistido lá trás?

Faça uma lista do que você deve agradecer

Os ingratos de plantão podem pensar, “mas não tenho nada para agradecer… não fizeram mais do que a obrigação… porque devo agradecer se eu mereço isso mesmo…”, livrar-se da ingratidão pode levar um tempo, mas o primeiro passo para essa jornada é reconhecer que existem coisas que nos acontecem todos os dias e que merecem nossa gratidão.

Faça uma lista de três coisas pelas quais você foi grato hoje: respirar, enxergar e ouvir (caso esse seja o seu caso), são boas pedidas para começar.

Uma reflexão importante e imperativa é, suas reclamações te inspiram a desistir ou a avançar? Por vezes nós mesmos acabamos nos sabotando e isso pode ser terrível para o cumprimento da nossa missão aqui na terra. Estamos tão acostumados a só olhar as coisas por um único prisma, que expandir a visão e tentar perceber algo novo é um exercício desgastante e cansativo.

Então gostaria de te dizer que dias melhores são possíveis, a partir do momento que você acredite que eles existam e que faça algo para conquistá-los ou simplesmente realizá-los. Se você tem o desejo de morar fora ou já está morando, esse deve ser um compromisso até o fim dos seus dias. 

Saia do plano das ideias e se conecte ao seu poder de realização.

*Caso você deseje me acompanhar pelas redes sociais, sugerir novos conteúdos e conferir mais dicas como essas, acesse o meu Instagram. Fale comigo também pelo WhatsApp.

Leia também o texto de Cláudio Abdo: Morar fora: pare de reclamar e tente se adaptar.

Vitor Luz

Vitor Luz possui formação em Jornalismo e Psicologia e ao longo da sua trajetória profissional pode se dedicar a busca de novos conhecimentos e fez uma formação em Inner Vision, Programação Neurolinguística – PNL e Certificação Internacional em Master Coaching Mentoring e Holomentoring – ISOR. Atualmente mora na cidade do Porto em Portugal para fazer um Mestrado em Psicologia, na área da Psicogerontologia. Enquanto Psicólogo Nômade Digital realiza atendimento online para brasileiros espalhados pelo mundo, os auxiliando a lidar com a saudade, medo, solidão, desilusões amorosas, relacionamentos afetivos e transição de carreira.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *