Pepco Group vai criar 13 mil empregos na Europa

empregos na Europa
Foto: Hertfordshire Mercury.

Os empregos na Europa serão criadas pela companhia que é proprietária das redes de lojas Pepco, Poundland e Dealz. Saiba mais e candidate-se!

O Pepco Group, dono das redes de lojas especializadas em descontos Pepco, Poundland e Dealz, planeja criar 13 mil novos empregos em toda a Europa. A companhia pretende abrir as vagas nos próximos três anos, conforme vai inaugurando novas lojas no continente europeu. Os planos anunciados hoje foram muito bem recebidos pelo mercado e empolgaram os acionistas e investidores da empresa.


Empregos na Europa na Pepco

Em entrevista concedida para a agência internacional de notícias Reuters, o presidente-executivo do Pepco Group, Andy Bond, disse que a maioria dos novos empregos será na Europa continental. O direto afirma que a companhia está apostando que os consumidores tendencialmente vão optar por lojas mais baratas após a crise econômica causada pela pandemia.

Andy sugere que esse será provavelmente o caminho escolhido pelas pessoas no “pós-crise”, justamente porque a busca é maior por lojas que oferecem preços mais baixos durante períodos com inflação.

Enquanto muitas companhias varejistas da Europa mudaram suas operações para o formato online, fecharam lojas físicas e cortaram empregos para sobreviver à pandemia de COVID-19, o Pepco Group está indo na outra direção. Bond acredita que a crise poderia beneficiar a companhia e o Pepco Group poderia se beneficiar da pressão inflacionária à medida que as pessoas se tornassem mais sensíveis aos preços.

Leia também: Amazon vai criar 2 mil vagas na Costa Rica.

Sobre o Pepco Group

O Pepco Group começou a negociar suas ações na bolsa de valores de Varsóvia em maio e está atualmente avaliada em € 6,9 ​​bilhões de euros. Além disso, a companhia emprega cerca de 35 mil funcionários e conta com 3.400 lojas em 16 países. Em setembro a empresa inicia suas operações na Áustria e continua sua expansão.

O grupo tem como meta mais de € 1 bilhão de euros em lucros dentro de cinco a sete anos. Em junho, a companhia registrou um lucro no primeiro semestre de 324 milhões de euros, um aumento de 16,8%. O Pepco Group concorre diretamente com a varejista britânica de descontos B&M (BMEB.L), que viu suas ações subirem 125% desde um dia antes do Reino Unido entrar em seu primeiro lockdown.

Veja mais: vagas na Irlanda em energias renováveis.

Ceticismo com o online

Como muitos varejistas de descontos, o Pepco Group não adotou o formato de entregas online. Um dos motivos é o gasto médio em compras, já que os consumidores das marcas do grupo giram em torno de 7 a 8 euros. “Nossa dinâmica de consumo, nossa distribuição geográfica e nosso modelo de negócios nos tornam mais defensáveis ​​contra o online e muito improváveis ​​de entrarmos online“, disse Bond. Contudo, a Poundland atualmente está realizando testes para compras online na região central da Inglaterra.

A ideia é tentar compreender melhor a demanda dos clientes. “Pessoalmente, tenho sido muito cético. No entanto, é uma tendência macro, temos que aprender sobre isso, porque não tenho a intenção de parecer o idiota que chamou o mundo de plano quando ele era realmente redondo” disse Bond. Ele disse que se houvesse clientes dispostos a gastar uma cesta de cerca de £ 60 libras, isso poderia ser viável. O grupo também está procurando um parceiro na Europa Oriental para um teste.

Vagas na GSK: multinacional farmacêutica criará até 5 mil empregos no Reino Unido.

Vagas no Pepco Group e empregos na Europa

São dezenas de vagas abertas no Pepco Group, por isso se você está em busca de empregos na Europa, acesse o portal de empregos e carreiras da companhia. Após fazer isso, veja as vagas, leia os requisitos e envie o seu currículo diretamente para a empresa. Boa sorte!

Leia também: como conseguir uma renda extra nas férias.

*Conheça o nosso canal do Youtube, com vários vídeos novos por semana!

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *