5 mil vagas na Amazon na Alemanha

vagas na Amazon na Alemanha
Foto: The Amazon Blog.

São milhares de vagas na Amazon na Alemanha e você já fica sabendo quanto a companhia paga para seus colaboradores. Confira!

A gigante norte-americana do mercado online anunciou que está contratando na Europa. São 5 mil vagas na Amazon na Alemanha em diversos setores, entretanto hoje a maioria dos colaboradores trabalha com logística. Nesta área, os salários de entrada variam entre os € 11,30 e os € 12,70 euros brutos por hora, dependendo da localização. A própria Amazon não fornece informações sobre o salário em outros empregos e os valores são informados por portais de classificação de empregadores.


Vagas na Amazon na Alemanha

Ao todo são 5 mil vagas na Amazon na Alemanha conforme o anúncio feito pela companhia. O grupo norte-americano Amazon já conta com 23 mil funcionários permanentes na Alemanha e agora vai contar com reforço. De acordo com o anúncio, a empresa multinacional planeja contratar mais 5.000 pessoas.

Os novos colaboradores devem atuar em uma ampla variedade de áreas, desde transporte marítimo até marketing e pesquisa. Porém, quão atraente é a Amazon quando se trata de salário? — o provedor de serviços online tem prédios em vários locais na Alemanha: a sede fica em Munique e o centro de pesquisa e desenvolvimento em Berlim. Além disso, já são 15 centros logísticos em todo o país europeu.

Emprego no exterior: 300 vagas abertas na Deloitte na Irlanda.

Os funcionários de logística ganham cerca de € 12 por hora quando começam

A maioria dos funcionários da Amazon trabalha com logística. Segundo a empresa, os salários nesta área situam-se entre os € 11,30 e os € 12,70 euros brutos por hora, dependendo da localização. Isso é mais do que o atual salário mínimo na Alemanha que é de € 9,50 euros por hora, valor que aumentará para € 10,45 euros até julho de 2022.

Por exemplo, no centro de logística em Sülzetal perto de Magdeburg, o valor pago pela hora de trabalho é de pelo menos € 11,87 euros, já em Koblenz chega aos € 12,10 euros e no transporte aéreo de cargas em Leipzig a € 13,50 euros. Após 12 e 24 meses, o salário deve aumentar automaticamente.

Após dois anos, os funcionários ganhavam em média € 2.600 euros brutos por mês, de acordo com a Amazon e haveria pagamentos de bônus e outros serviços.

Veja também: Goldman Sachs vai abrir escritório no Reino Unido e gerar empregos.

Outros cargos e salários médios

Uma especialidade de marketing eficaz na Amazon por vários anos é “The Offer”. Quem abandona o seu posto de trabalho diz-se que recebe até € 5 mil euros – dependendo da duração do contrato de trabalho. É assim que as pessoas só deveriam trabalhar na Amazon porque querem – pelo menos é o que a empresa afirma. Contudo, a própria Amazon não fornece informações sobre o salário em outros empregos.

De acordo com o portal de avaliação de empregadores “Kununu”, onde os funcionários podem inserir seu salário, os funcionários do atendimento ao cliente ganham quase o mesmo que seus colegas no depósito e no transporte. Por outro lado, um gerente de contas ganha em média € 57 mil euros brutos por ano, um consultor de marketing € 53 mil euros e um oficial de pessoal € 51.300 euros.

No caso dos profissionais de tecnologia da informação existe um contraste. De acordo com o portal “Glassdoor”, a Amazon costuma pagar muito mais para o engenheiro de software. Os profissionais de TI devem receber um salário médio de mais de € 70 mil euros anuais trabalhando na companhia.

Trabalhar em multinacional: saiba como é possível.

Como se candidatar

Para saber mais sobre as 5 mil vagas na Amazon na Alemanha, acesse o blog da companhia. Leia todos os requisitos e envie sua candidatura online. Boa sorte!

Leia também: As 15 melhores empresas para trabalhar na Europa em 2020.

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *