Conheça os erros mais comuns de brasileiros na primeira viagem de trem pela Europa

viagem de trem pela Europa
Foto: Pixabay.

Fazer uma viagem de trem pela Europa pode ser inesquecível, mas tente fugir do mico. Saiba mais!

Mesmo o Brasil sendo praticamente um continente, não temos como fazer grandes viagens de trem pelo país. Entretanto, isso é muito comum no continente europeu onde você facilmente faz uma viagem de trem pela Europa sem qualquer dificuldade.

Aliás, uma viagem de trem pela Europa pode ser mais econômico e confortável. Sem contar que para quem viaja em família, as crianças raramente esquecerão da aventura. Porém, a nossa falta de prática em viajar de trem pode nos fazer cometer alguns erros básicos. Então confira quais os erros mais comuns de brasileiros na primeira viagem de trem pela Europa e fuja deles.


Erros mais comuns de brasileiros na primeira viagem de trem pela Europa

Nossa falta de experiência em viajar de trem pode, por vezes, nos causar algumas saias justas. Obviamente que se você está de férias, principalmente com a sua família, os perrengues podem colocar tudo a perder. Então, conheça agora os erros mais comuns de brasileiros na primeira viagem de trem pela Europa:

Leia também: como é viajar de trem em Portugal.

Não comprar as passagens de maneira antecipada

Entenda uma coisa: viajar de trem exige planejamento. Isso porque comprar a passagem com antecedência vai, além de garantir os lugares, possibilitar uma economia gigantesca. Os valores para quem compra as passagens de maneira antecipada podem ter diferenças de mais de 50%, principalmente nos trechos com as viagens mais longas e que utilizam trens de trens de alta velocidade.

Então, se você comprar a passagem antes você economiza e garante o seu lugar. Por isso, é importante ter atenção para a programação da viagem e já começar a buscar bilhetes a preços promocionais e mais em conta. E uma dica fundamental é: viagens realizadas em dias úteis de semana costumam ser mais baratas. Compre sempre a passagem com pelo menos 15 dias de antecedência.

Veja mais: conheça as viagens de trem mais bonitas do mundo.

Horários de partida e chegadas (super) rígidos

Viajar de trem pela Europa
Foto: Pixabay.

Apesar de nós brasileiros não estarmos muito familiarizados o uso dos transportes ferroviários, saiba que quando você for fazer uma viagem de trem pela Europa, o trem sai no minuto que está marcado no bilhete. Por isso, evite chegar na estação de trem muito em cima da hora.

Isso porque as principais estações de trem na Europa são gigantescas e você pode se perder ou ter alguma dificuldade em encontrar o seu trem. Sem contar que a língua não vai ajudar muito, especialmente se você estiver na Alemanha ou nos países do leste europeu.

Por isso, chegue com tempo e lembre-se: os trens chegam e partem SEMPRE no horário. A recomendação da maioria das empresas de trem que operam na Europa é de que os passageiros cheguem com pelo menos 30 minutos de antecedência, porém o ideal é chegar com 45 minutos ou uma hora antes de o trem partir.

Viajar de trem na Europa: 25 rotas de trem e ônibus mais rápidas que de avião.

Embarque rápido

Diferentemente dos aeroportos, quando você for fazer uma viagem de trem pela Europa saiba que o seu embarque é praticamente independente. Ou seja, você chega na estação, procura o seu portão de embarque e, como sugestão, EMBARQUE DE UMA VEZ. Não fique “dando mole” e perdido, pois o trem vai partir exatamente no horário, com você dentro ou não.

Ah, e não vão chamar o seu nome nas caixas de som da estação como fazem nos aeroportos. Então, a dica para não errar é chegar e embarcar e se o seu trem já estiver parado na estação, entre e sente. Isso porque uma ida ao banheiro pode fazer com que você perca a viagem.

Cuidado com as malas

Nem estou falando do risco de furto, estou me referindo ao tamanho e ao peso das malas. Se você quer fazer uma viagem de trem pela Europa, evite malas grandes e pesadas. Isso porque entrar num trem com malas enormes e pesadas pode ser bastante complicado, isso sem falar na possibilidade de ficar com dor nas costas.

Caso no planejamento da sua viagem estejam viagens de trem, evite viajar com muita coisa. Opte por mochilas e malinhas de mão (estilo cabine de avião) para não passar sufoco. Como o embarque e o desembarque nos vagões são rápidos, malas menores e mais leves tornarão tudo mais fácil.

Rotas de trem noturno na Europa: conheça as mais fantásticas.

Guardar a passagem SEMPRE

Guarde sempre a sua passagem de trem. Muitas empresas, mesmo que você tenha validado o documento antes de entrar no trem, dispõem de cobradores que verificam os bilhetes durante as viagens. Por isso, guarde sempre a sua passagem em um bolso acessível, mas seguro. Não perca o seu bilhete e muito menos jogue-o no lixo. Até porque se o fiscal pedir e você não tiver, você poderá receber uma multa de ate 100 vezes o valor da passagem.

Excesso de confiança

Não vá com muita confiança achando que durante a sua viagem de trem pela Europa todos os trens terão tomadas ou internet a bordo. Sim, nos equipamentos mais novos você encontra carregadores USB e internet, porém não confie que isso está disponível em todos os trens porque isso não é verdade.

Uma dica é comprar um chip com internet para que você não fique sem comunicação e, claro, carregar todos os equipamentos antes de viajar. Porém, comprar um power bank (bateria extra para carregar celular etc.) pode ser um bom investimento e “salvar” a sua viagem.

Leia também: conheça as novas rotas de trens panorâmicos na Europa.

Bebidas e lanches

Não esqueça que para uma viagem de trem pela Europa mais confortável, compre lanches e bebidas. Em muitos trechos as operadores de trem disponibilizam um vagão bar, mas nem sempre os lanches são saborosos e custam mais caro do que o normal. Então, antes de embarcar, compre alimentos e bebidas para uma viagem mais tranquila e confortável.

Atenção ao destino e a estação de desembarque

Tenha sempre muita atenção para a sua estação de destino e onde você vai desembarcar. Sim, parece uma dica boba, mas se a sua estação não for a final, você pode continuar no trem e ficar muito longe de onde você queria. Além disso, anote o nome completo da estação e peça informações.

É importante dar uma estudada no itinerário para evitar surpresas e não esperar para levantar quando o trem chega na estação. Uma ou duas estações antes já comece a se movimentar (pegar mochila, malas etc.), principalmente se você estiver em família. Lembre-se: o trem não espera, então você precisa ter atenção!

Cuide com a escolha da estação de desembarque

Trem Europa
Foto: Londonist.

Idealmente você deve sempre comprar a passagem pensando em desembarcar o mais próximo possível de onde você vai se hospedar. Porém, quando viajamos para uma cidade muito grande (Paris, Roma, Milão, Londres, Madri etc.), opte sempre por estações maiores e mais movimentadas para desembarcar.

É que pode acontecer de uma estação ser pequena demais e você não conseguir nem pegar um táxi ou encontrar transporte para o seu local de hospedagem. Se você estiver viajando em família, essa dica pode ajudar muito, principalmente para conseguir pegar táxis (dois ou três) e ir para o hotel.

Turismo: as melhores dicas para economizar em Londres.

Viajar de trem durante a noite para não gastar com hotel

Ainda que inicialmente pareça uma grande ideia, na prática isso pode não dar muito certo. Acontece que muitos trens noturnos não são muito confortáveis e você viaja como se estivesse em um avião ou ônibus. Nesse caso, a última coisa que você conseguir fazer é descansar.

Então, uma dica é planejar bem a viagem em um trem noturno, pesquisar sobre o tipo de acomodação e nunca esquecer que o barato pode sair caro. Mais vale você “gastar” num hotel e viajar descansado do que chegar no local de destino extremamente cansado e sem ânimo para passear.

Viagem de trem pela Europa

Com certeza você pode fazer uma viagem de trem pela Europa inesquecível, basta ter atenção e levar em consideração algumas dicas que descrevemos aqui. Aproveite para ler outras matérias que fizemos e publicamos aqui no nosso site e boa viagem!

Confira: 10 dicas infalíveis para economizar em uma viagem.

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há 7 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua na área de Jornalismo, produção de conteúdos e mídias sociais. Com seu trabalho, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos!

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *