As 25 empresas da Alemanha mais atraentes para trabalhadores qualificados

empresas da Alemanha mais atraentes
Foto: Viviana Ceballos – Pexels.

Confira a lista com o ranking com as empresas da Alemanha mais atraentes em 2021 para trabalhadores qualificados. Saiba mais!

A rede social de carreiras LinkedIn lista com as empresas da Alemanha mais atraentes para trabalhadores qualificados em sua classificação “Top Companies” 2021. Nenhum ranking foi criado em 2020 por conta da pandemia, porém este ano já surgem algumas surpresas na lista. Conheça as 25 empresas alemãs mais atraentes para trabalhadores qualificados.


Empresas da Alemanha mais atraentes para trabalhadores qualificados

No ranking com as empresas da Alemanha mais atraentes, estão faltando duas grandes montadoras de automóveis. Além disso, a empresa que ficou em primeiro lugar no ranking de 2019 apenas alcançou a 21ª colocação desta vez. No entanto, o novo ranking não é comparável aos anteriores, pois a metodologia foi alterada, enfatiza o LinkedIn.

A razão para isso: os funcionários devem ser capazes de usar a lista com mais facilidade para ver em quais empresas as chances de desenvolvimento profissional futuro são particularmente boas. O LinkedIn, portanto, atribuiu grande importância a esse foco em 2021. A rede social profissional levou em consideração fatores como oportunidades de desenvolvimento dentro e perspectivas de emprego fora da empresa, mas também a estrutura de gênero.

Leia mais: como começar a sua carreira como nômade digital.

Pandemia e mercado de trabalho

É fato que a pandemia alterou o mercado de trabalho. Enquanto alguns funcionários passaram a apreciar ainda mais seu empregador, outros estão se sentindo abandonados por suas empresas. “O ano passado apresentou às pessoas em todo o mundo desafios extraordinários, e as empresas que colocam seus funcionários em primeiro lugar nunca foram mais importantes do que agora”, disse Sara Weber, que é responsável pelo ranking alemão como editora-gerente do LinkedIn.

O LinkedIn cria o ranking com base em sete fatores, são eles:

  1. oportunidades de desenvolvimento,
  2. crescimento de competências,
  3. estabilidade da empresa,
  4. perspectivas de emprego externo,
  5. afinidade da empresa,
  6. estrutura de gênero e
  7. nível de escolaridade dos funcionários.

Sem contar que para as empresas participarem do ranking, precisam ter pelo menos 500 funcionários na Alemanha e uma taxa de flutuação de não mais do que 10%.

Saiba mais: como desenvolver uma carreira de sucesso, ainda na universidade.

Conheça agora as 25 empresas da Alemanha mais atraentes para trabalhadores qualificados

Abaixo você encontra o ranking com os 25 empregadores mais populares na Alemanha de acordo com o ranking do LinkedIn de 2021:

  • 25º: Roche (indústria farmacêutica);
  • 24º: KPMG (consultoria);
  • 23º: Grupo Fresenius (medicamento);
  • 22º: Bertelsmann (mídia);
  • 21º: SAP (TI);
  • 20º: Deloitte (consultoria);
  • 19º: Grupo Zeiss (ótica);
  • 18º: Schott (vidro);
  • 17º: Claas (máquinas agrícolas);
  • 16º: Hapag-Lloyd (logística);
  • 15º: Evonik (química);
  • 14º: Beiersdorf (bens de consumo);
  • 13º: Axa (seguro);
  • 12º: EY (consultoria);
  • 11º: Novartis (indústria farmacêutica);
  • 10º: PwC (consultoria);
  • 9º: Bosch (fornecedor automotivo);
  • 8º: Capgemini (consultoria);
  • 7º: Accenture (consultoria);
  • 6º: Schaeffler (fornecedor automotivo);
  • 5º: Henkel (bens de consumo);
  • 4º: Hypovereinsbank Unicredit (Banco);
  • 3º: Adidas (artigos esportivos);
  • 2º: Volkswagen (fabricante de automóveis);
  • 1º: Siemens (Indústria e Tecnologia).

Você viu? Principais destinos das empresas que deixaram o Reino Unido após o BREXIT.

Veja o que os responsáveis pelas empresas que lideram o ranking dizem

Estamos orgulhosos de que o LinkedIn tenha reconhecido a Siemens como uma das Melhores Empresas na Alemanha em 2021. Nós da Siemens estamos comprometidos em criar uma cultura integradora, que se baseia na confiança e permite que as pessoas se desenvolvam da melhor forma e aceitem as mudanças. São exatamente essas características que precisamos para ajudar a moldar a transformação digital e ter um sucesso sustentável.

Judith Wiese — Diretora de Recursos Humanos e membro do Conselho de Administração da Siemens AG

Muitas pessoas procuram tarefas nas quais possam crescer e um trabalho em que possam se desenvolver e se desenvolver profissional e pessoalmente. Nós da Volkswagen oferecemos tal meio ambiente. Obrigado a todos os nossos colegas que compartilham esse espírito positivo com a comunidade no LinkedIn.

Gunnar Kilian — Membro do Conselho de Administração de Recursos Humanos da Volkswagen AG

Se você está procurando um ambiente de trabalho diversificado e colorido, você veio ao lugar certo, a Adidas. Nosso campus em Herzogenaurach, com funcionários de mais de 100 diferentes nações, representa quase todo o mundo; o inglês é a nossa língua corporativa. Estamos convencidos de que nossa diversidade nos torna melhores. É por isso que promovemos a diversidade, por exemplo, prestando atenção em nossos processos de recrutamento, gestão de talentos e decisões de sucessão e a trabalhamos para aumentar a proporção de mulheres em cargos de gestão que hoje está em 35%.

Michelle Robertson — vice-presidente sênior de locais de trabalho e funções globais de Recursos Humanos da Adidas

Veja mais: razões que atrapalham quem quer encontrar um emprego.

Metodologia da pesquisa para definir as empresas da Alemanha mais atraentes para trabalhadores qualificados

O ranking só foi possível através da utilização dos dados do LinkedIn tendo em conta sete fatores que comprovadamente levam ao progresso profissional: oportunidades de desenvolvimento, crescimento de competências, estabilidade da empresa, perspectivas de emprego externo, afinidade da empresa, estrutura de gênero e nível de educação dos funcionários.

Para as oportunidades de desenvolvimento, as promoções dos colaboradores são consideradas com base em cargos padronizados – tanto dentro da empresa quanto externamente em um novo cargo. Para o crescimento de habilidades, informações padronizadas sobre conhecimentos e habilidades são registradas no LinkedIn até que ponto e como os funcionários de uma empresa adquirem conhecimento e habilidades durante seu trabalho lá.

Na estabilidade corporativa, são apuradas a oscilação no último ano e o percentual de funcionários que permanecem na empresa por pelo menos três anos. Para determinar as perspectivas de emprego externo, entrar em contato com os funcionários de uma empresa é por meio da classificação do LinkedIn Recruiter.

Você viu? Trabalhadores remotos espionados na Holanda segundo sindicato.

Cultura das Empresas

Já para afinidade corporativa, é medido e analisado o quão positiva é a cultura de uma empresa e quão fortemente os funcionários estão conectados entre si no LinkedIn, medido em relação ao tamanho da empresa. O fator de estrutura de gênero mede a paridade de gênero dentro de uma empresa e suas subsidiárias.

O nível de escolaridade registra se e em que medida os diferentes níveis de escolaridade estão representados entre os funcionários (desde pessoas sem qualificação até doutorados). Isso mostra o papel que a diversidade educacional desempenha na prática de recrutamento de uma empresa.

Além disso, somente empresas que atendem aos seguintes requisitos são levadas em consideração: pelo menos 500 funcionários (em 31 de dezembro de 2020) no país ou região em questão e uma flutuação de no máximo 10% (com base em dados do LinkedIn ou anúncios públicos). Apenas as empresas-mãe estão incluídas no ranking.

Todos os dados são normalizados com base no tamanho da empresa; os valores de proporção são normalizados em todo o conjunto de empresas qualificadas para classificar as listas. Os dados foram analisados ​​no período de 1º de janeiro de 2020 a 31 de dezembro de 2020. Todos os dados são utilizados apenas de forma resumida e / ou anônima e as agências de pessoal e recrutamento, instituições educacionais e autoridades estão excluídas da participação.

Veja também: as 5 mil vagas na Amazon na Alemanha.

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há 7 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua na área de Jornalismo, produção de conteúdos e mídias sociais. Com seu trabalho, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *