Trabalho no Canadá: fui promovido em plena pandemia

Trabalho no Canadá
Foto: Freepik – jcomp.

Veja a entrevista do brasileiro que trabalha no Canadá e suas dicas de habilidades fundamentais no trabalho home office e para enfrentar a pandemia.

O administrador de empresas brasileiro Olivaldo Soares mora há 5 anos na cidade de Montreal e foi promovido em plena pandemia. O executivo concedeu uma entrevista exclusiva para o site Vagas pelo Mundo e contou tudo sobre o seu trabalho no Canadá. Confira a seguir todas as dicas e quais as habilidades (skills) são fundamentais no trabalho home office


Fui promovido em plena pandemia no meu trabalho no Canadá

Veja a entrevista completa do executivo Olivaldo Soares.

1) No meio da pandemia você foi promovido a gerente de equipe no seu trabalho no Canadá. Como foi essa promoção em pleno home office?

Assim como todo fenômeno disruptivo, a pandemia trouxe desordem na economia mundial, ameaçou vários mercados, mas também abriu oportunidades para outros. Atuo como gerente de grandes contas de uma empresa líder na distribuição de componentes eletrônicos. 

Basicamente atuo com um único cliente, B2B (Business to Business), com algumas localidades ao redor do globo, entre elas o Brasil. Era julho de 2020 trabalhando de casa, ainda adaptando a nova realidade, pois tivemos que deixar o escritório matriz assim que o COVID19 chegou no pais. 

A pandemia mexeu com as pessoas em diversas formas, e a team leader (líder de equipe) de um grande cliente resolveu deixar o Canadá e voltar para seu país de origem. Foi assim que fui escolhido substituí-la a liderar a conta desse cliente em âmbito global, nas regiões da Ásia, Europa e América. Como dizem, estava no lugar certo na hora certa. 

Trabalhar no Canadá: visitantes podem solicitar autorização sem ter que sair do país.

2) Quais as habilidades (skills) que você considera essenciais em tempos de home office/pandemia?

Por incrível que pareça, eu senti o aumento da carga de horário de trabalho em casa maior do que quando trabalhava no escritório. É importante salientar que eu vivo em Montreal – Quebec, a parte francesa do Canadá e por aqui o lockdown continua a todo rigor. Os únicos estabelecimentos abertos são farmácias e mercados onde só podem vender itens essenciais inclusive escritórios e firmas estão fechados. 

Estamos todos obrigados a trabalhar de casa, com toque de recolher entre 8:00pm as 5:00am, e para quem descumprir a lei, a multa pode ir até $6.000 para quem desrespeitar. Essa semana o governo apertou ainda mais com a restrição de voos não essenciais.

Habilidades para o home office

Dentre as principais habilidades para se trabalhar em casa eu destaco 3, todos elas habilidades comportamentais. O trabalho de casa faz com que nos comuniquemos mais, e com maior eficácia. 

1) Então a Comunicação passou a ser ponto forte, com todos os aplicativos de vídeo conferência e o volume de e-mails também tem aumentado. Hoje o volume de reuniões são mais constates e para ser produtivo no dia a dia comunicação tem que ser mais efetiva.

2) Outra habilidade que considero essencial nesses dias é a capacidade de adaptabilidade. A pandemia do COVID19 mudou a forma como trabalhamos para sempre, quanto mais cedo houver esse entendimento mais cedo estaremos adaptados. Eu considero esse momento que estamos vivendo por exemplo quando foi com a mudança com o advento dos os computadores ou com o surgimento da internet. Os negócios hoje estão e ficarão cada vez mais digitais. 

3) Além da automotivação. Trabalhar em casa pode ser um desafio para quem é solteiro, casado ou para quem tem filhos. Manter a organização da casa, a vida pessoal e a rotina de trabalho em um mesmo ambiente torna-se desafiador e requer autoconhecimento para que tudo possa sair no final do dia com maestria. 

Outro ponto bastante importante da automotivação, é manter a curiosidade alta para poder fazer as pesquisas, as buscas e ter a atitude necessária sem ter alguém te incentivando para isso, já que você está trabalhando de casa e não tem o supervisor para instigá-lo.

Morar em Montreal
Foto: Blog do Intercâmbio STB.

3) Como é possível organizar a rotina de trabalho em casa?

Nesse sentido, posso dizer que foi um ponto relativamente fácil, o de organizar a rotina em casa, mesmo fazendo um projeto temporário noturno para a gigante Amazon. Nesse último mês tenho trabalhado de manhã, tarde e noite e não tenho encontro obstáculos, pois o canadense é muito organizado com a agenda e straight forward (direto) com o compromissos. 

Praticamente tudo tem horário para começar e para terminar. Os meetings e reuniões começam e terminam exatamente nos horários programados.  

4) Quais os maiores desafios que você vê para os profissionais imigrantes no exterior durante a pandemia?

Essa pandemia fez com que vários mercados entrassem em declínio, alguns desaparecerão. Contudo, como dizem, o progresso não para, e outros mercado serão criados e estão sendo. Acho que o maior desafio para o profissional imigrante é entender esse contexto e saber planificar como será o seu mercado de atuação nessa nova realidade. 

Tenho visto vários profissionais, imigrantes ou não, se queixando como o Canadá está tratando a pandemia com todas as restrições duríssimas do lockdown

Lembro de uma conversa recente com um imigrante que veio estudar no Canadá e chegou pouco antes da pandemia. Ele, descendente do oriente médio, parte da Ásia central, em torno dos seus 30 anos, estava totalmente desiludido com o rumo que sua vida tinha levado, sem perspectivas de prosperidade, pelo menos durante a pandemia

Digo esse relato pois acredito que dois dos maiores desafios do profissional imigrante no exterior é entender que o foco tem que ser no que ele pode controlar e não gastar muita energia no que ele não pode controlar. 

O imigrante precisa ser mais forte

Ser forte no caso do imigrante não é apenas a habilidade de persistir, mas ter a habilidade começar novamente também. Essa autorreflexão deve ser feita para adaptar e fortalecer sua carreira profissional durante a pandemia que continua e não tem date para terminar, para que ele possa sair desse período mais forte do que quando ele entrou. 

Para isso, o grande desafio é entender quais as mudanças do seu mercado de atuação e tomar as medidas necessárias para que ele possa acelerar o processo de adaptabilidade. 

A tendência das mudanças no mercado de trabalho que começaram em parte da Ásia, Europa, América do Norte é que tomem proporção global. A Amazon, por exemplo já faz grande parte do seu processo de seleção, recrutamento e contração em 4 etapas, 100% remotamente, assim como várias outras empresas, dos mais variados setores de atuação. 

Estudantes internacionais no Canadá terão segunda chance para trabalhar.

5) O Canadá sentiu a crise da pandemia do COVID19 no seu mercado de trabalho?

Com certeza, algumas áreas de atuação mais do que outras. Poderia enumerar várias mercados que declinaram e quase se extinguiram, por exemplo o da indústria de turismo. Montreal recebe em torno 10 milhões de turistas por ano, mais do que todo o Brasil para comparação. Esse número caiu drasticamente.

Mas também outras indústria viram seus números crescerem. Conforme muitas pessoas deixaram de passar a maior parte do tempo no ambiente de trabalho e passaram a trabalhar em casa o consumo por aparelhos eletrônicos residências cresceu exponencialmente. 

Fica evidente que a indústria de eletrônicos se saiu muito bem. Muitas empresas realmente registraram crescimento ano a ano. O 5G está abrindo caminho no mundo (finalmente) trazendo consigo uma enxurrada de novos dispositivos habilitados para 5G, como telefones celulares e sistemas de jogos para vídeo games. 

Tudo isso usa mais componentes do que os dispositivos 4G. Parece que tudo o que é eletrônico está em processo de conexão sem fio à Internet em um frenesi de IoT (Internet das Coisas) que está ampliando a demanda por tudo, devido explosão de novas tecnologias, produtos e demanda do mercado final que será a marca registrada da década.

Saiba como trabalhar no Canadá, formas de visto e salários.

trabalho no Canadá
Foto: o brasileiro Olivaldo Soares no Canadá.

6) Como está o desemprego no Canadá?

O Canadá é considerado um país com baixa taxa de desemprego. Contudo, ainda estamos vivendo o lockdown total, isso fez com que vários empregos fossem perdidos. Em dezembro foi registrado o primeiro declínio desde que a pandemia começou em Abril/2020. 

O governo tem um plano sólido para ajuda para quem perdeu o emprego e para quem tem pequeno negócio. Depende muito do seu segmento de atuação. Vendas online explodiram, contudo, varias outras atividades entraram em declínio. É prudente pesquisar seu ramo de atuação para saber se estão contratando.

A mais recente pesquisa mostra que as atividades que mais cresceram no último ano foram relacionadas ao:

  • Atendimento ao cliente (remotamente),
  • Analista de dados,
  • Cadeias de suprimentos e distribuição,
  • Enfermeiro,
  • Técnico suporte especialista,
  • Marketing digital,
  • Gerente de social media e
  • Gerente de projetos.

Leia também: como trabalhar com Marketing digital em Home Office.

7) Quais dicas você pode dar para quem planeja imigrar para o Canadá ainda em 2021?

Tanto para quem está vindo para estudar quanto para trabalhar, é importante estar ciente dos condições atuais do país durante a pandemia para não haver surpresas. A maioria dos estabelecimentos de ensino como Colleges, faculdades e afins estão trabalhando remotamente.

Além disso, é importante manter uma comunicação com a instituição de ensino para saber a duração dos cursos, já que muitos foram postergados, outros anulados, haja visto que a continuidade dos estudos é fundamental para a renovação dos vistos. 

Atualmente, aqui na província do Quebec, como dito anteriormente, os únicos estabelecimentos abertos são farmácias e mercados onde só podem vender itens essenciais inclusive escritórios e firmas estão fechados. 

Estamos todos obrigados a trabalhar em casa, com toque de recolher entre 8:00pm as 5:00am, e para quem descumprir a lei, a multa pode ir até $6.000 para quem desrespeitar. Essa semana o governo apertou ainda mais com a restrição de voos não essenciais. Para os que estão chegando, é necessário ficar 14 dias em total confinamento. 

A dica, para quem vem com visto de trabalho do Canadá, é pesquisar para saber se a área de atuação está sofrendo nessa pandemia. Dependendo do mercado, é recomendado procurar outro tipo de atuação. Já que determinados mercados não estão contratando, outros por exemplo estão, como supply chain (distribuição) e marketing digital.

Leia também: Imigração no Canadá: país quer receber um número recorde de imigrantes nos próximos anos.

8) Quais as melhores cidades para trabalhar no Canadá?

Essa pergunta depende muito da área de atuação, mesmo durante a pandemia e o lockdown, o Canadá tem diversas oportunidades de trabalho, em cidades menores ou maiores, como Toronto, Vancouver e Montreal, para quem tem o visto necessário e para quem tem domínio ou conhecimento dos idiomas.

De forma geral, a última pesquisa mostra que as cidades com melhores taxas de empregos são: 

  • Guelph (Ont), 
  • Regina (Sask), 
  • Quebec City (QC), 
  • Moncton (NB), 
  • Vancouver (BC), 
  • Edmonton (AB), 
  • Toronto (Ont), 
  • Kingston (Ont), 
  • London (Ont), 
  • Winnipeg (MB).

Leia também a primeira entrevista do Olivaldo Soares para o Vagas pelo Mundo: Trabalhar no Canadá, executivo brasileiro dá dicas para morar e trabalhar em Montreal. 

Amanda Corrêa

Amanda Corrêa é uma jornalista brasileira que mora no exterior há 7 anos. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Morou na Inglaterra e atualmente reside em Portugal. Atua na área de Jornalismo, produção de conteúdos e mídias sociais. Com seu trabalho, ajuda brasileiros e estrangeiros a morarem fora do país e realizarem seus sonhos!

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *