Cidades americanas com empregos mais bem remunerados

cidades americanas com empregos
Foto: Onde e Quando ir em viagem (Nashville).

As listas das cidades americanas e suas regiões metropolitanas com empregos mais bem remunerados mostram que a pandemia aumentou os salários nos Estados Unidos. Saiba mais!

Um dos efeitos de longo prazo mais significativos da pandemia de COVID-19 sobre a economia americana pode ser o aumento dos salários. Com a ampla escassez de pessoas no mercado de trabalho, muitos empregadores, especialmente aqueles com empregados com salários mais baixos, tentaram atrair os trabalhadores com melhores salários e benefícios. Essas tendências levaram às taxas de crescimento salarial nos Estados Unidos mais rápidas desde a Grande Recessão, especialmente entre os que ganham menos.


Cidades americanas com empregos mais bem remunerados

A publicação do portal Auburn Pub mostra que as profissões com salários mais baixos nos Estados Unidos ainda têm um longo caminho a percorrer para se equiparar às fortes taxas de crescimento dos salários para empregos de renda mais alta nas últimas décadas.

De acordo com dados do Economic Policy Institute, o crescimento dos salários ajustados pela inflação de 1979 a 2019 para um trabalhador no 10º percentil dos salários foi de apenas 3,3%. Para o assalariado mediano, os salários cresceram 15,1% nesse período, enquanto para os assalariados do percentil 95, os salários aumentaram 63,2%.

Essas tendências divergentes aumentaram a participação de americanos em profissões de alta renda e criaram diferenças maiores entre os extremos superior e inferior do espectro de renda. Vinte anos atrás, apenas 0,7% dos trabalhadores americanos estavam em empregos que normalmente pagavam mais de US$ 100 mil por ano. Em 2015, essa participação era de 3,8%. E apenas nos últimos cinco anos, a porcentagem de trabalhadores americanos em empregos de seis dígitos mais do que dobrou, para 7,9% em 2020.

Quer morar nos Estados Unidos: veja os tipos de vistos.

A porcentagem de trabalhadores americanos que recebem mais aumentou

Um campo que pode estar contribuindo para a taxa de crescimento de empregos bem remunerados nos Estados Unidos é a tecnologia: desenvolvedores de software e gerentes de sistemas de informação e computadores – ambos com taxas de crescimento mais rápidas do que a maioria das outras profissões – atualmente combinam para mais de 1,9 milhão de bem remunerados empregos.

Mas, embora os empregos em tecnologia de rápido crescimento e áreas mais especializadas, como direito, saúde ou finanças, muitas vezes chamem a atenção, a profissão que paga um salário de seis dígitos mais comum é a de gerentes gerais e de operações. Mais de 2,3 milhões de trabalhadores norte-americanos cumprem essa função, comum em organizações de todos os tipos nos setores público e privado, e tem uma renda média anual de US$ 103.650.

Leia mais: 10 empregos do futuro nos Estados Unidos para a próxima década e quanto eles pagam.

Gerentes gerais nos Estados Unidos recebem muito bem

Além de estarem concentrados em determinados campos, os empregos com altos salários nos Estados Unidos também estão geograficamente aglomerados. Salários de seis dígitos são mais comuns em estados costeiros, incluindo Califórnia, Massachusetts, Maryland e Nova Iorque, onde a população tende a ter maior nível educacional. O custo de vida é mais alto e setores de alta remuneração, como tecnologia, negócios, direito e saúde e ciências da vida são mais prevalentes.

Mas mesmo muitas partes do país onde esses empregos são menos comuns estão registrando crescimento. Os empregos nos Estados Unidos que pagam mais de US$ 100 mil mais do que triplicaram no Havaí de 2015 a 2020, e dez outros estados tiveram uma taxa de crescimento de empregos bem remunerados nos Estados Unidos de mais de 100% no mesmo período. Muitos desses estados estão se mostrando mais atraentes para empregadores e profissionais que buscam localidades de baixo custo.

Veja também: aumento de 460% na procura por empregos remotos durante a pandemia nos Estados Unidos.

Estados costeiros têm a maior parcela de cidades americanas com empregos mais bem remunerados

Em nível local, os baixos custos também podem ser um grande atrativo para empresas que buscam crescer ou se expandir, junto com o acesso a uma grande oferta de mão de obra ou às melhores universidades. Esses fatores impulsionaram o crescimento de empregos bem remunerados em áreas metropolitanas como Nashville, Phoenix e outros, à medida que surgiram como alternativas viáveis ​​para centros estabelecidos como Nova Iorque ou Bay Area.

Para determinar os locais com o maior crescimento em empregos bem remunerados, os pesquisadores da Stessa calcularam a variação percentual no emprego em empregos de seis dígitos de 2015 a 2020 usando dados do US Bureau of Labor Statistics. Em caso de empate, o local com maior percentual do emprego total em empregos com salários superiores a US$ 100 mil para 2020 ficou em primeiro lugar.

Leia mais: os 30 empregos nos Estados Unidos mais perigosos.

Confira as cidades americanas com empregos mais bem remunerados e suas regiões metropolitanas

14º — Austin | Round Rock (Texas)

A mudança percentual em empregos com salários de mais de US$ 100 mil entre 2015 e 2020) em Austin e sua região metropolitana foi de + 101,1%. Já o percentual do emprego total em empregos de mais de US$ 100K em 2020 foi de 7,6%. A quantidade total de pessoas empregadas e que ganham mais de US$ 100 mil em 2020 era de 80.560. Porém, é importante dizer que o salário médio anual em todas as ocupações (2020) na região era de US$ 44.020.

13º — Sacramento | Roseville | Arden-Arcade (Califórnia)

Na cidade de Sacramento e em sua região metropolitana o percentual de empregos que pagam mais de US$ 100 mil entre 2015 e 2020 foi de + 107,7%. Em termos totais, a porcentagem do emprego bem remunerado em 2020 subiu 12,9%. A quantidade de pessoas empregadas na cidade da Califórnia e em sua região metropolitana em 2020 que ganhavam mais de US$ 100K em salário chegou às 124.480. Vale ressaltar que o salário médio anual em todas as ocupações (2020) por lá foi de US$ 48.070.

Saiba mais: os 25 profissionais mais bem pagos nos Estados Unidos.

12º — Raleigh (Carolina do Norte)

Em Raleigh, na Carolina do Norte, a mudança percentual em empregos bem remunerados com mais de seis dígitos entre 2015 e 2020 foi de + 109,2%. Já a porcentagem do emprego total em empregos com salários superiores à US$ 100 mil em 2020 foi de 9,9%. Na cidade em 2020, 61.470 pessoas recebiam mais de US$ 100K de salário anual, porém o salário médio anual em todas as ocupações no mesmo ano foi de US$ 43.500.

11º — Salt Lake City (Utah)

Na capital do estado americano de Utah, a variação percentual em trabalhos que pagam mais de US$ 100 mil entre 2015 e 2020 foi de + 122,3%. Somente em 2020 a porcentagem de pessoas em empregos que remuneram acima dos US$ 100K por ano foi de 6,2% e 45.090 pessoas recebiam esse montante na cidade no mesmo ano. Vale ressaltar que o salário médio anual em todas as ocupações na cidade de Utah em 2020 era de US$ 42.280.

Não deixe de ler: as 100 empresas que mais patrocinam visto de trabalho para os Estados Unidos.

Cidades americanas com empregos mais bem remunerados — 10º — Portland | Vancouver | Hillsboro (Oregon-Washington)

Nas cidades de Portland, Vancouver e Hillsboro nos estados de Oregon e Washington, a mudança percentual em empregos de seis dígitos entre 2015 e 2020 foi de + 124,7%. Em 2020, a porcentagem total de pessoas em empregos que pagam mais de US$ 100 mil era de 10,1% e 115.080 cidadãos recebiam um salário de seis dígitos nestas cidades. Contudo, o salário médio em todas as ocupações das cidades em 2020 era de US$ 48.050.

9º — Buffalo | Cheektowaga | Niagara Falls (Nova Iorque)

A mudança percentual em empregos que remuneram seus funcionários com salários superiores a US$ 100 mil entre 2015 e 2020 nas cidades de Buffalo, Cheektowaga e Niagara Falls foi de + 143,0%. Houve um aumento de 5% de profissionais nessas condições e 24.590 pessoas recebiam um salário gordo em 2020, mas o salário médio em todas as ocupações por lá no mesmo ano era de US$ 42.040.

1.000 vagas na Visa em Atlanta: companhia anuncia expansão e novos empregos nos Estados Unidos.

8º — Tucson (Arizona)

Em Tucson, Arizona, a mudança percentual e o aumento em empregos que pagam salários anuais superiores aos US$ 100 mil entre 2015 e 2020 foi de + 156,2%. Em 2020, na cidade de Tucson 13.730 pessoas recebiam salários superiores aos US$ 100K, porém o salário médio anual em todos os outros empregos no mesmo ano foi de US$ 38.900.

Cidades americanas com empregos mais bem remunerados — 7º — San Antonio | New Braunfels (Texas)

Nas cidades do estado americano do Texas de San Antonio e New Braunfels, o aumento percentual entre 2015 e 2020 em empregos que pagam salários de US$ 100 mil ou mais foi de + 163,0%. O aumento na porcentagem de pessoas em empregos em 2020 com salários de US$ 100K ou mais foi em 5,7%. Nas duas cidades, 56.780 recebiam salários fora da média em 2020, mas a média salarial em todas as ocupações na cidade no mesmo ano foi de US$ 37.920.

Você viu? Ford investe em veículos elétricos e vai criar 11 mil oportunidades de emprego nos Estados Unidos.

6º — Grand Rapids | Wyoming (Michigan)

Em Grand Rapids e Wyoming, no estado do Michigan, o aumento entre 2015 e 2020 de pessoas que recebiam US$ 100K ou mais era de + 175,2%. No total, 21.630 pessoas recebiam esses salários nas cidades referidas, mas por outro lado o salário médio anual em todas as ocupações em 2020 foi de US$ 39.430.

5º — Riverside | San Bernardino | Ontario (Califórnia)

Nas cidades da Califórnia de Riverside, San Bernardino e Ontario o aumento e a mudança percentual em empregos com salários de seis dígitos entre 2015 e 2020 foi de + 181,3%. A porcentagem total de pessoas nessas cidades americanas com empregos com salários maiores do que US$ 100 mil em 2020 era de 6,3% e 93.620 estavam recebendo bons salários por lá. Todavia, é importante dizer que o salário médio anual em todas as ocupações no mesmo ano era de US$ 39.630.

Vagas abertas na UPS: multinacional vai contratar 100 mil pessoas nos Estados Unidos.

4º — New Orleans | Metairie (Luisiana)

Em New Orleans e Metairie, no estado da Luisiana, a mudança percentual em empregos com salários de US$ 100K ou mais entre 2015 e 2020 foi de + 204,8%. Ainda em 2020, a porcentagem de pessoas em empregos com salários de seis dígitos era de 6,5%, o equivalente a 33.310 trabalhadores. Contudo, de ressaltar que o salário médio anual em todas as ocupações em New Orleans e Metairie em 2020 era de US$ 38.280.

Cidades americanas com empregos mais bem remunerados — 3º — Las Vegas | Henderson | Paradise (Nevada)

A terceira região metropolitana com cidades americanas com empregos mais bem remunerados da lista inclui Las Vegas, Henderson e Paradise no estado de Nevada. Por lá, o aumento de pessoas que recebem mais de US$ 100 mil de salário anual entre 2015 e 2020 foi de + 216,1%, ou seja, 4,8% dos trabalhadores dessas cidades em 2020. Porém, no mesmo ano a média anual de salários era de US$ 37.690.

Leia também: Canadá supera os Estados Unidos como melhor destino para trabalhar no exterior.

2º — Phoenix | Mesa | Scottsdale (Arizona)

Em Phoenix e sua região metropolitana que inclui as cidades de Mesa e Scottsdale, no Arizona, a quantidade de trabalhadores que recebem mais de US$ 100K entre 2015 e 2020 aumentou + 217,1%. Em 2020, 8,6% dos trabalhadores dessas cidades recebiam mais de US$ 100 mil por ano, ou seja, 180.740 pessoas. Ainda assim é uma minoria, pois a média geral de salários por lá é de US$ 41.300 em 2020.

Leia mais: melhores empresas para trabalhar nos Estados Unidos em 2021.

Cidades americanas com empregos mais bem remunerados — 1º — Nashville | Davidson | Murfreesboro |Franklin (Tennessee)

A cidade de Nashville e sua região metropolitana que engloba Davidson, Murfreesboro e Franklin no estado americano do Tennessee ocupa o primeiro lugar da lista de cidades americanas com empregos mais bem remunerados. O acréscimo foi de + 270,9% na quantidade de profissionais que recebem mais de US$ 100 mil por ano por lá entre 2015 e 2020. Em 2020, 5,6% da força de trabalho local recebia salários superiores aos US$ 100K anuais, representando cerca de 53.820 pessoas. Contudo, a média salarial em 2020 nas cidades em todas as ocupações era de US$ 40.650.

*Se você quer trabalhar nos Estados Unidos, veja essas dicas para conseguir um emprego no exterior e inscreva-se no canal:

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *