Estratégias usadas pelos recrutadores na entrevista de emprego remota

entrevista de emprego remota
Foto: Andrea Piacquadio – Pexels.

Descobrimos algumas estratégias usadas pelos recrutadores em uma entrevista de emprego remota. Confira!

Com a pandemia de COVID-19, o mundo assiste a uma revolução no emprego e na maneira como as pessoas estão sendo selecionadas. Apesar de não ser algo novo, é cada vez mais comum que as entrevistas ocorram de maneira remota e que os novos colaboradores sejam avaliados através de uma câmera. Por isso e pensando nisso, descobrimos algumas estratégias usadas pelos recrutadores em uma entrevista de emprego remota.


Entrevista de emprego remota

Se você ainda não passou por uma entrevista de emprego remota, prepare-se. Isso porque provavelmente para o seu próximo emprego, você será entrevistado à distância. Sendo assim, é importante saber algumas dicas e estratégias utilizadas pelos recrutadores para uma entrevista de emprego remota. Veja abaixo:

Calma, você é um ser humano e o recrutador sabe disso

Acredite que o mundo está diferente para todo mundo e não só para você. Sendo assim, os recrutadores estão cada vez mais atentos (ou deveriam estar) para o estado físico, mental e emocional das pessoas. Por isso, lembre-se que você é um ser humano e que por estarmos “confinados” coisas inesperadas podem acontecer durante uma entrevista de emprego remota.

Colegas de quarto e parentes podem, por vezes, aparecer no vídeo. Até mesmo o seu animalzinho de estimação pode latir ou o seu gatinho querer dar uma desfilada em frente ao computador. É claro que isso pode deixar você irritado ou preocupado, porém a maneira como você vai reagir a isso é que vai fazer toda a diferença para o recrutador.

Em resumo: tente agir da melhor maneira possível e ser natural. Continue a entrevista de emprego online e não perca a calma.

Veja dicas de como conquistar o recrutador na entrevista de emprego.

Teste de habilidades

É fato que os recrutadores aproveitarão uma entrevista de emprego remota para testar as habilidades dos candidatos. Por isso, tenha em conta que muitos recrutadores poderão dividir a entrevista em duas etapas. Na primeira, podem solicitar que você faça o resumo de uma tarefa. Desse modo, irão avaliar como o candidato pode aplicar suas habilidades analíticas e criativas no negócio da empresa.

Uma outra etapa que normalmente ocorre é um brainstorm (reunião de ideias) ao vivo para ver o candidato em ação e testemunhar como que suas ideias se traduziriam em uma sessão de trabalho colaborativa. Isso é fundamental para que os recrutadores possam avaliar como os candidatos poderiam trabalhar de forma independente para gerar impacto e se integrar perfeitamente à cultura de trabalho remoto da empresa.

Prepare-se para a entrevista de emprego remota

É certo que os recrutadores estão cada vez mais preparados e treinados para pinçar do mercado o profissional mais adequado. Por isso, tenha anotações sobre o seu currículo em mãos e lembre-se: os profissionais de recursos humanos irão se apoiar no material que você enviou. Sendo assim, provavelmente serão feitas algumas perguntas sobre as informações que você colocou no seu currículo.

Os olhos e ouvidos treinados dos recrutadores querem saber se você tem as habilidades certas para a vaga e para a empresa. Você precisa saber que o recrutamento é difícil e que os recrutadores precisam de ajuda para conhecer você melhor e entender uma pessoa “desconhecida”.

A pergunta que eles, os recrutadores, precisam responder para seus superiores é: “Todos podem ter sucesso, mas eles terão sucesso na minha organização?”.

Processos expandidos

A pandemia e a necessidade cada vez mais comum de recrutar pessoas e fazer uma entrevista de emprego remota fez com que as grandes empresas reforçassem seus times de recrutamento. Por exemplo, é cada vez mais exigido dos candidatos que eles sejam desafiados e apresentem soluções através de uma videoconferência.

Além disso, muitas empresas estão também pedindo feedback dos entrevistados e da equipe para melhorar continuamente o processo de entrevista remota. É tudo muito novo para todo mundo, por isso não se surpreenda se alguma empresa pedir feedback de como foi a sua entrevista. A melhor coisa é anotar os processos e os nomes das pessoas.

Perguntas concentradas

Veja algumas perguntas que provavelmente serão feitas para você no momento da entrevista de emprego remota: O que você aprendeu sobre si mesmo este ano que o levou a se candidatar a este emprego? Por que você não aprendeu isso antes?.

Quando você é entrevistado remotamente, é mais difícil para os recrutadores terem uma noção melhor de características suas como espírito de equipe, resiliência e autoconsciência. Por isso, muitos profissionais de recursos humanos acreditam que essa linha de questionamento dá ao candidato a oportunidade de falar das três características (espírito de equipe, resiliência e autoconsciência) com autenticidade.

Saiba como evitar os erros comuns em uma entrevista de emprego.

Entrevista de emprego remota cada vez mais curta

Geralmente uma entrevista de emprego remota não dura mais do que 15 minutos. Desse modo, evite distrações, concentre-se na reunião e nas perguntas porque o ritmo é, muitas vezes, frenético. A maioria dos recrutadores atuam de maneira a tentar cobrir muitos campos com uma conversa focada.

Esse limite de tempo ajuda a identificar candidatos que podem entrar com foco e habilidades de comunicação claras. Isso é muito importante em um mundo onde cada vez mais pessoas trabalham remotamente e ter foco e boas habilidades de comunicação são essenciais para que as equipes possam funcionar mesmo estando distantes.

Outras dicas importantes para uma entrevista de emprego remota

Nós já escrevemos sobre entrevistas de emprego remotas. Por exemplo, descubra ferramentas básicas necessárias para uma entrevista virtual de sucesso. Aproveite e confira também as novas habilidades para o emprego do futuro e dicas para trabalhar em casa com motivação.

Conheça também o livro de Cláudio Abdo “Morar Fora: sentimentos de quem decidiu partir“, disponível no site da Chiado Editora (e-book e livro físico).

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *