Salários nos Emirados Árabes Unidos: os empregos mais procurados na aviação e quanto eles pagam

salários nos Emirados Arabes Unidos
Foto: Nit (Dubai).

Mate a curiosidade em relação aos salários nos Emirados Árabes Unidos e veja quais os empregos mais procurados na aviação e os valores pagos!

Especialistas em recrutamento dizem que pilotos, comissários de bordo, agentes de serviço ao hóspede e funções de tecnologia são cargos muito procurados e pagam bons salários nos Emirados Árabes Unidos. A indústria de aviação global está se recuperando de forma constante devido à reabertura das economias, ao afrouxamento das restrições de viagens induzidas pela pandemia e aos programas de vacinação acelerados. Desse modo, a demanda por novas contratações no setor está aumentando.


Salários nos Emirados Árabes Unidos

Segundo o portal de notícias The National News, companhias aéreas anunciam milhares de empregos nos Emirados Árabes para comissários de bordo, pilotos e agentes de serviço aos hóspedes. E especialistas da indústria de recrutamento do país do Oriente Médio afirmam que são funções que atualmente estão em alta por lá.

As vagas de emprego nos Emirados Árabes eas funções mais populares a serem preenchidas são:

  • especialistas em atendimento ao cliente,
  • controladores de tráfego aéreo,
  • comissários de bordo,
  • funções de tecnologia: como desenvolvedores Java Full Stack e
  • especialistas em operações de desenvolvimento de TI.

Os salários variam de AED 8.000 (US$ 2.100 dólares) a AED 15.000 (US$ 4 mil dólares) para funções não tecnológicas. E média de AED 18.000 (US$ 4.900 dólares) a AED 40.000 (US$ 10.800 dólares) para funções técnicas. Lembrando que a moeda no país é o Dirham dos Emirados Árabes Unidos e que cada Dirham vale, em média, US$ 0,27 de dólar.

Vagas nos Emirados Árabes

Empresas aéreas e empregadores dos Emirados Árabes Unidos na indústria da aviação estão atualmente procurando contratar tripulação de cabine, engenheiro de garantia de qualidade, especialista em dados de voo. Além de instrutor de tecnologia de engenharia de aeronaves, engenheiro-chefe de aviação, oficial de manutenção de aviação e engenheiro de manutenção de aeronaves. A pandemia forçou as companhias aéreas de todo o mundo a preservar o dinheiro e cortar custos imobilizando aeronaves, reduzindo empregos e salários.

Segundo a IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo), capacitar os trabalhadores existentes e garantir que novos funcionários de fora do setor de aviação possam adquirir rapidamente as habilidades necessárias são cruciais para a reconstrução bem-sucedida da força de trabalho após a pandemia.

Cartão Azul da União Europeia: novas regras para atrair trabalhadores altamente qualificados para a Europa.

Profissionais do futuro na aviação

Futuramente os conhecimentos especializados serão preferidos. Entre eles estão os pilotos de aeronaves Boeing 777 ou tripulantes de cabine que possam servir em um tipo específico de companhia aérea, pois tais trabalhos exigem mais habilidades técnicas.

A companhia aérea Emirates anunciou recentemente que contratará 3 mil tripulantes de cabine e 500 funcionários de serviços aeroportuários nos próximos seis meses, à medida que a transportadora com sede em Dubai busca aumentar as operações para atender à demanda de viagens em recuperação.

Confiea as vagas de emprego na Emirates: mais de 3.500 oportunidades.

Essas funções são baseadas em Dubai e funções de atendimento ao cliente de linha de frente, disse a companhia aérea. Um porta-voz da companhia aérea da Emirates disse que “no momento, há uma grande demanda por funções operacionais”. Como muitas outras grandes companhias aéreas ao redor do mundo, a Emirates tomou medidas para reduzir custos e economizar dinheiro. Reduzindo os salários dos funcionários, cortando empregos e oferecendo à tripulação licença voluntária sem vencimento para lidar com as consequências da pandemia.

Mas a companhia aérea restaurou gradualmente suas operações de acordo com a flexibilização das restrições de viagens ao redor do mundo. Nos últimos meses, ele chamou de volta pilotos, tripulantes de cabine e outros funcionários operacionais que ficaram de fora quando a pandemia forçou uma redução drástica nos voos no ano passado. Ele também restabeleceu os salários integrais de sua equipe de outubro de 2020.

Leia também: 10 empregos do futuro nos Estados Unidos para a próxima década e quanto eles pagam.

Salários médios na Emirates

Para quem deseja trabalhar em Dubai, conheça os salários da Emirates Airlines: a tripulação que atende nas cabines da classe econômica da Emirates ganha um salário médio inicial mensal de AED 9.770 (US$ 2.660 dólares). Com base em 80 a 100 horas de vôo por mês, de acordo com o site da companhia aérea. A companhia aérea cobre as despesas de escala, incluindo vale-refeição, acomodação em hotel e transporte de e para o aeroporto.

Os capitães que podem operar o A380 da Emirates ou Boeing 777 têm direito a um salário mensal de AED 43.013 (US$ 11.700 dólares como salário-base e pagamento de voo incluídos), com base em uma média de 85 horas de voo por mês.

Eles receberão acomodação com serviços pagos em Dubai ou um subsídio de acomodação de AED 13.664 (US$ 3.700 dólares), de acordo com o site da Emirates. Generosos subsídios de escola e seguro saúde também são fornecidos, além de um pagamento de produtividade de AED 700 (US$ 190 dólares) por cada hora extra acima da meta mensal. Além disso, os capitães também têm direito a uma participação nos lucros anuais da companhia aérea.

Enquanto isso, os oficiais de comando acelerado da Emirates têm direito a um pagamento mensal de AED 35.313 (US$ 9.600 dólares) com base em uma média de 85 horas de vôo por mês e remuneração de produtividade de AED 495 (US$ 130 dólares). Eles também são elegíveis para um subsídio de acomodação mensal de AED 12.176 (US$ 3.300 dólares), um subsídio de educação generoso e elegibilidade para uma participação nos lucros anuais da companhia.

Os primeiros oficiais com a Emirates recebem um pagamento mensal de AED 30.358 (US$ 8.200 dólares) com base em uma média de 85 horas de vôo por mês, remuneração de produtividade de AED 495 (US$ 130 dólares), auxílio-acomodação mensal de AED 12.176 (US$ 3.300 dólares), auxílio-educação e elegibilidade para participação nos lucros anuais. Veja as vagas abertas no site da Emirates.

Veja também como imigrar para Dubai.

Vagas na Etihad Airways e salários médios

Outra companhia aérea que está contratando é Etihad Airways. A empresa também está recontratando profissionais conforme a demanda por viagens continua a aumentar. Além de um aumento no número de turistas está previsto para visitar a capital dos Emirados Árabes Unidos devido à Expo 2020 e ao afrouxamento das restrições da pandemia.

“À medida que as operações continuam aumentando, a Etihad está recrutando para várias funções em diferentes níveis”, disse um porta-voz da empresa. “De tripulantes de cabine a agentes de serviço ao hóspede e profissionais de catering experientes, as oportunidades estão disponíveis para ingressar na transportadora nacional, com ainda mais funções previstas para abrir nos próximos meses.”

Cargos com demanda para trabalhar em Abu Dhabi

A companhia aérea de Abu Dhabi está procurando pessoas para preencher uma variedade de cargos, incluindo:

  • pilotos;
  • engenharia aeroespacial;
  • controle de tráfego aéreo;
  • líderes de design digital,
  • designers de interface do usuário de UX,
  • especialistas analíticos seniores,
  • inteligência artificial,
  • oficiais de dados mestre de finanças,
  • sous chefs juniores,
  • demi chefs,
  • tripulantes de cabine e
  • padeiros.

De acordo com as informações da seção de carreiras do site da companhia aérea.

Além de especialistas em aviação e trabalhos técnicos, como pilotos, engenharia aeroespacial e controle de tráfego aéreo, a recuperação sustentável do setor depende da construção de plataformas que aprimorem e otimizem a experiência do cliente. Desde a busca e reserva de voos até a segurança, embarque e coleta de bagagens.

Interessante ressaltar que profissionais com experiência em tecnologia emergente, como blockchain, realidade virtual, inteligência artificial, aprendizado de máquina e segurança estão em alta e as organizações estão tendo que pagar salários mais altos para atrair e reter candidatos com experiência relevante. Embora a experiência nem sempre precise ser da indústria da aviação.

Os salários para essas funções podem variar de AED 20.000 (US$ 5.400 dólares) a AED 45.000 (US$ 12.200 dólares) por mês, dependendo do nível de desenvolvimento do projeto e experiência de implementação. Veja as vagas na Etihad.

Motorista de caminhão na Europa: faltam milhares de profissionais.

Outros empregos com bons salários nos Emirados Árabes Unidos

A sustentabilidade também se tornou um foco maior na indústria da aviação, tanto do ponto de vista operacional quanto de infraestrutura. Dessa maneira, as empresas estão em busca de candidatos com capacidade para implementar e gerenciar novas políticas e sistemas e impulsionar mudanças.

Já está ocorrendo um aumento nos salários para funções de sustentabilidade sênior que variam de AED 30.000 (US$ 8.100 dólares) a AED 50.000 (US$ 13.600 dólares) por mês. Muitas dessas funções exigem experiência com as melhores práticas internacionais.

Com as empresas do setor de aviação continuando a desenvolver novos sistemas de cadeia de suprimentos, os recrutadores estão cada vez mais contratando candidatos com maior foco em análise de dados. Além da análise preditiva, automação e otimização de inventário e rede. As empresas estão dispostas a pagar salários que variam de AED 30.000 (US$ 8.100 dólares) a AED 50.000 (US$ 13.600 dólares) por mês para cargos sêniors na gestão da cadeia de abastecimento.

Veja mais: 10 empregos em alta no Reino Unido e com escassez de trabalhadores.

Empregos mais procurados nos Emirados Árabes Unidos na aviação

Para finalizar, veja abaixo a lista com as vagas mais procuradas na aviação nos Emirados Árabes Unidos:

  • Pilotos;
  • Pilotos assistentes;
  • Comissários de bordo;
  • Especialistas em atendimento ao cliente;
  • Controlador de tráfego aéreo;
  • Funções técnicas, como desenvolvedores Java full stack e especialistas em DevOps;
  • Profissionais de catering;
  • Funções com experiência em tecnologia emergente, como blockchain, realidade virtual, IA e aprendizado de máquina;
  • Profissionais de sustentabilidade seniores;
  • Gestão da cadeia de abastecimento.

Veja também: Pesquisa mostra os melhores países para expatriados em 2021.

Cláudio Abdo

Cláudio é brasileiro e mora em Portugal desde 2014. Mestre em Ciências da Comunicação e Doutor em Estudos de Comunicação, é apaixonado por rock and roll e conheceu o beatle Paul McCartney pessoalmente. Sempre com uma boa história na ponta da língua, escrever é uma de suas paixões. Cláudio é autor do livro “Morar fora: sentimentos de quem decidiu partir”.

blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *